quinta-feira, 17 de maio de 2018

DNA - Engenharia Genética - Imortalidade - Vida Eterna e Super Avanços na Medicina e Indústria - Projeto Genoma Humano - CRISPR-CAS9

Você Sabe o que é “O Salto Quântico Genético”? [Clique Aqui]
Assunto Relacionado: (Assinatura na Célula de Stephen C. Meyer)
[A Imortalidade Física é Possível?]

Recentemente fiz um artigo sobre como poderia ser alcançada a imortalidade física, a vida eterna. (para ver o artigo [Clique Aqui]). Pesquisando mais sobre o assunto acabei esbarando em informações sobre o CRISPR-CAS9. Que se trata de uma nova ferramenta nanotecnologica para a edição do DNA. Ou seja, é uma tecnologia para mudar o DNA, realizando assim engenharia genética (manipulação genética) com mais eficiência. Essa (e outras descobertas) da genética vem a somar para fundamentar mais ainda o conceito do Design Inteligente, pois a cada nova descoberta verificasse claramente aquilo que a TDI prevê. Todos os seres vivos são produtos de engenharia, não vieram a existência apenas por 'mero acaso', apenas por conta de 'grandes coincidências' mas sim por conta de projeto, planejamento e organização inteligente. Veja os vídeos que explica do que se trata o CRISPR:

DNA - Engenharia Genética - Full HD - Imortalidade e Super Avanços na Medicina e Indústria:

Com o CRISPR-CAS9 poderemos modificar o DNA dos seres vivos (incluindo humanos) como bem entendermos, será a mais nova revolução que vai mudar para melhor a vida humana, e o futuro da humanidade

É realmente incrível, e se essa ferramenta for bem utilizada e sofisticada poderá operar verdadeiros milagres, tais como parar o processo de envelhecimento, possibilitar a imortalidade, curas de todas as doenças, e fazer modificação no corpo de humanos e animais. Uma pessoa poderá mudar a cor dos olhos, altura, cor do cabelo, aumentar a capacidade cerebral, mudar de raça, e muito mais. Uma nova raça humana poderá ser criada! Uma raça de super humanos, que além de imortais, serão muito saudáveis, inteligentes e possuirão uma beleza física perfeita. 

Esse já é um avanço muito significativo na indústria da engenharia genética. Não é que a “revolução vai começar” ela já começou e esse é um dos primeiros frutos de todo o esforço que a humanidade está fazendo desde a descoberta da molécula do DNA no início do século 19 (descoberto pelo bioquímico suíço Johann Friedrich Miescher e mais tarde compreendido melhor por Rosalind Franklin, Francis Crick e James Watson).

(Nota de Pesar): E infelizmente, por causa de ideologia religiosa o Brasil está por fora de todo esse avanço... está proibido no país (por motivos religiosos) experimentos usando de material genético humano. Então lamentavelmente o Brasil está impedido por questões religiosas de contribuir com a ciência no mundo nesse campo. E isso serve para mais uma vez nos lembrar de como a religião é prejudicial a raça humana, se não fosse os imensos atrasos que a religião impõe a humanidade desde tempos imemoriais nós já estaríamos num patamar de avanço tecnológico e conhecimento muito, mas muito mais avançado. Acredito que ah essa altura já estaríamos habitando outros planetas e explorando o universo a muito tempo... 

Afinal foi por causa da religião que a Biblioteca de Alexandria foi queimada, e assim se perdeu uma quantidade imensa de conhecimentos que tinham sido duramente acumulados até aquele momento. Após a queima da Biblioteca de Alexandria a Europa sob o domínio da Igreja Católica caiu na barbárie completa e irrestrita, dando início a idade das trevas. O Brasil desgraçadamente está nas mãos dos religiosos e ficará de fora de todo esse avanço científico que será feito (encabeçado) por países que expurgaram as instituições religiosas de sua sociedade, tal como a China, alguns países europeus e também os EUA (nos States existe leis proibindo que líderes religiosos se candidatem a cargos públicos).

Agora vamos transportar um artigo que fala melhor sobre o CRISPR-CAS9, com pequenas modificações feitas por mim, artigo original [Clique Aqui].

Tudo o que você precisa saber sobre a CRISPR, nova ferramenta de edição de DNA 
(Por: Sarah Zhang, 08 de Maio de 2015)
Modificação do DNA ao nosso alcance de forma bem mais fácil, rápida e barata

O CRISPR é uma nova ferramenta de edição de genoma que pode transformar esse campo da biologia, e um recente estudo feito em embriões humanos geneticamente modificados pode ajudar a transformar essa promessa em realidade. Mas cientistas já mexem com genoma há décadas. Por que o CRISPR de uma hora para outra se tornou uma grande descoberta? Uma explicação rápida para isso é que o CRISPR permite que cientistas modifiquem genomas com uma precisão nunca antes atingida, além de eficiência e flexibilidade. 

Os últimos anos foram cheios de conquistas para o CRISPR, que criou macacos com mutações programadas e também evitou a infecção do HIV em células humanas. No começo deste mês, cientistas chineses anunciaram que aplicaram a técnica em embriões humanos, o que dá uma dica dos potenciais do CRISPR para curar qualquer doença genética. E sim, isso pode nos levar à era do design de bebês (no entanto, como os resultados desse estudo nos mostram, ainda estamos longe de conseguir levar essa tecnologia para a medicina). Em resumo, o CRISPR é muito melhor do que técnicas antigas de edição genética. E sabe o que é mais interessante? Essa técnica não foi inventada pelos cientistas, mas apenas descoberta! O que vem a fundamentar mais ainda a Teoria do Design Inteligente. A vida foi projetada e inserida na Terra, não é produto de mero acaso, toda a vida na Terra é produto de engenharia - Sobre Panspermia direta Clique Aqui.

A CRISPR/Cas9 vem de bactérias estreptococos
Não foi inventada pelos humanos, foi descoberta na natureza e está sendo entendida e aprimorada - Design Inteligente

A CRISPR é na verdade um mecanismo de defesa antigo e natural encontrado em diversas bactérias. Nos anos 1980, cientistas observaram um padrão estranho em alguns genomas bacterianos. Uma sequência de DNA poderia ser repetida diversas vezes, com sequências únicas entre as repetições. Eles chamaram essa configuração estranha de “agrupados de curtas repetições palindrômicas regularmente interespaçadas”, ou CRISPR, na sigla em inglês.

Isso era um enigma até cientistas perceberem que as sequências únicas entre as repetições combinavam com o DNA de vírus, especificamente de vírus que são predadores de bactérias. O CRISPR é uma parte do sistema imunológico bacteriano, que mantém partes de vírus perigosos ao redor para poder reconhecer e se defender dessas ameaças em seus próximos ataques. A segunda parte desse mecanismo de defesa é um conjunto de enzimas chamadas Cas (proteínas associadas ao CRISPR), que podem cortar precisamente o DNA e assim eliminar vírus invasores. Convenientemente, os genes que codificam para o Cas são sempre os que estão próximos às sequências CRISPR.

Eis como os sistemas trabalham em conjunto para acabar com os vírus, como Carl Zimmer explicou no site Quanta: Conforme a região CRISPR se enche com o DNA de vírus, ela se torna uma galeria das moléculas mais procuradas, representando os inimigos que o micróbio encontrou. O micróbio pode então usar esse DNA viral para transformar as enzimas Cas em armas guiadas com precisão. Depois, o micróbio copia o material genético em cada espaçador e o coloca em moléculas RNA. As enzimas Cas deslizam pela célula, se encontrarem material genético de um vírus que corresponde a um RNA CRISPR, o RNA o prende. As enzimas Cas então cortam o DNA em dois, impedindo a replicação dos vírus. Existem diversas enzimas Cas, mas a mais conhecida é chamada Cas9. Ela vem da Streptococcus pyogenes, uma bactéria conhecida por causar infecção na garganta. Juntos, eles formam o sistema CRISPR/Cas9, frequentemente abreviado para apenas CRISPR.

É uma forma mais precisa de edição de genoma dos Seres vivos
Mais simples e mais prático para editar o genoma de todos os seres vivos

A esta altura, você talvez já esteja ligando os pontos: a Cas9 é uma enzima que corta DNA, e o CRISPR é uma coleção de sequências de DNA que dizem à Cas9 onde exatamente deve cortar. Tudo o que os biólogos precisam fazer é fornecer à Cas9 a sequência correta, chamada RNA mensageiro, e pronto, você pode cortar pedaços de sequências de DNA no genoma onde você quiser. A Cas9 consegue reconhecer uma sequência com até 20 bases, assim pode ser usada para agir em genes específicos. Tudo o que é necessário fazer é projetar uma sequência-alvo usando uma ferramenta online e então ordenar para o RNA mensageiro agir. Em questão de alguns dias a sequência-guia chega pelo correio. Você pode até consertar um gene defeituoso ao cortá-lo com o CRISPR/Cas9 e então injetar uma cópia normal na célula. Ocasionalmente, no entanto, a enzina acaba cortando o lugar errado, e esse é um dos principais obstáculos para um uso amplo do sistema.

É muito mais eficiente para a engenharia genética
Poderosa ferramenta agora em nossas mãos, para o bem e para o mal

Camundongos cujos genes foram modificados ou desabilitados são a força de trabalho da pesquisa biomédica. Pode demorar até um ano para estabelecer uma nova linha de camundongos geneticamente alterados com técnicas tradicionais. Mas leva apenas alguns meses com o CRISPR/Cas9, salvando a vida de muitos camundongos e economizando tempo. Tradicionalmente/antigamente, um desses camundongos é criado com o uso de células-tronco. Pesquisadores injetam a sequência alterada de DNA nos embriões dos camundongos, e torcem para eles serem incorporados através de um processo raro chamado recombinação homóloga. Alguns camundongos da primeira geração serão quimeras, e seus corpos serão uma mistura de células com e sem a sequência mutada.

Apenas algumas das quimeras terão órgãos reprodutivos que produzem esperma com a sequência alterada. Pesquisadores então cruzam essas quimeras com camundongos normais para conseguir uma segunda geração, e torcem para que alguns deles sejam heterozigotos, ou seja, carregando uma cópia normal do gene e uma modificada em cada uma das células. Se você cruzar dois desses camundongos heterozigotos, poderá conseguir uma terceira geração de camundongos com duas cópias desse gene mutante. Então são necessárias ao menos três gerações de camundongos para conseguir um mutante experimental para pesquisas.

Com o CRISPR/Cas9 isso mudou!
CRISPR/Cas9 uma ferramenta que já existia, e foi descoberta pelos seres humanos

Agora vamos explicar como é feito um desses camundongos com o CRISPR. Pesquisadores injetam as sequências CRISPR/Cas9 em embriões de camundongos. O sistema edita ambas as cópias do gene ao mesmo tempo, e você consegue o que procura em apenas uma geração! Com o CRISPR/Cas9 você também pode alterar, se quiser, cinco genes de uma vez, enquanto da outra forma você precisaria enfrentar o mesmo processo trabalhoso e multi-geracional cinco vezes. São menos camundongos mortos, sacrificados e menos dinheiro e tempo gasto.

A CRISPR também é mais eficiente do que duas outras técnicas de engenharia genética antigas chamadas nucleasse de dedo de zinco (ZFN, na sigla em inglês) e transcrição do gene alvo ativador-como nucleasses efetoras (TALEN). A ZFN e a TALEN conseguem reconhecer grandes sequências de DNA e teoricamente possuem mais especificidade do que o CRISPR/Cas9, mas elas também possuem um grande ponto fraco. Cientistas precisam criar proteínas ZFN ou TALEN customizadas a cada vez que precisarem, e frequentemente eles precisam criar diversas variações até encontrar uma que funcione. É mais fácil criar a sequência do RNA guia para o CRISPR/Cas9, e a chance de dar certo é maior.

O CRISPR/Cas9 pode ser usado em qualquer organismo!

Graças ao CRISPR/Cas9 o sofrimento e a morte desnecessárias de milhões de camundongos serão evitadas. Esse é um dos primeiros grandes benefícios que o CRISPR está possibilitando

Muitos experimentos científicos são feitos e limitados a poucos organismos: camundongos, ratos, moscas, um nematódeo chamado C. elegans, peixe-zebra. Isso porque esses são os organismos que os cientistas estudaram mais de perto e sabem como manipular geneticamente. Mas com a CRISPR/Cas9 é possível, ao menos teoricamente, modificar o genoma de qualquer animal do Mundo! E isso inclui humanos. O CRISPR pode um dia ser a cura para diversas doenças genéticas, modificações genéticas poderão ser feitas em seres já nascidos e também em seres que vão ser gestados, poderemos fazer a engenharia de “bebes” e criar uma (ou várias) novas raças humanas, com vantagens em todos os níveis com relação as raças existentes atualmente. Isso claro, como tudo na vida, poderá ser usando para o bem ou para o mal.

O CRISPR pode se tornar uma grande força na ecologia e conservação de espécies, especialmente quando usada em conjunto com outras ferramentas de biologia molecular. Ele poderia, por exemplo, ser usado para introduzir genes que podem lentamente matar os mosquitos que transmitem malária. Ou genes que limitem espécies invasivas como ervas daninha. Pode ser também o próximo grande passo na conservação ou melhoria do meio ambiente - abrindo assim uma “caixa de pandora” com novos riscos, porém com grandes recompensas.

Com as recentes notícias de edição de embriões humanos, o CRISPR ganhou bastante atenção e destaque como um tratamento médico do futuro. Mas focar na medicina apenas é pensar pequeno demais. Engenharia genética precisa tem o potencial de não apenas nos mudar, mas também mudar o mundo inteiro e todos os seus ecossistemas. Com o CRISPR/Cas9 poderemos até mesmo criar novas espécimes animais e humanos, novas raças, e melhorar as já existentes aprimorando-as. É o inicio de uma era de sofisticação e avanços imensos onde poderemos nos auto editar para alcançar o que for. Se usada com ética e bons interesses será uma grande alavanca para a imortalidade, saúde inteligência da humanidade para ter condições de sair da Terra e explorar o universo todo. Então vamos fazer o possível para essa ferramenta ser aprimorada e colocada em mãos competentes com boas intenções.


Engenharia Genética acelerando os passos graças ao CRISPR/Cas9:

Fontes:
- Cientistas modificam embrião humano pela primeira vez e causam polêmica: https://gizmodo.uol.com.br/modificar-embriao-humano/
- First monkeys with customized mutations born
- RNA-directed gene editing specifically eradicates latent and prevents new HIV-1 infection: http://www.pnas.org/content/111/31/11461
- Cientistas modificam embrião humano pela primeira vez e causam polêmica: https://gizmodo.uol.com.br/modificar-embriao-humano/
- Breakthrough DNA Editor Born of Bacteria:
- How to Make a Guide RNA for a Cas9 Knockout: https://innovativegenomics.org/blog/how-to-make-a-guide-rna-for-cas9/
- One-step generation of mice carrying reporter and conditional alleles by CRISPR/Cas mediated genome engineering: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3961003/
- Genetically Engineering Almost Anything:  http://www.pbs.org/wgbh/nova/next/evolution/crispr-gene-drives/
- A CRISPR Fore-Cas-t, a newcomer’s guide to the hottest gene-editing tool on the block: https://www.the-scientist.com/?articles.view/articleNo/39239/title/A-CRISPR-Fore-Cas-t/
Vídeo 01 - CRISPR-CAS9 (engenharia genética) https://www.youtube.com/watch?v=27l7ZVpL7W0 vídeo sobre o sistema CRISPR -CAS9 de editoração de DNA e de Engenharia genética com tradução e linguagem em português. Vídeo original em inglês disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=2pp17E4E-O8
Vídeo 02 - Dublagem do vídeo de título original “Genetic Engineering Will Change Everything Forever – CRISPR”, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=jAhjPd4uNFY  Canal em Inglês: https://www.youtube.com/channel/UCsXVk37bltHxD1rDPwtNM8Q Música disponível em: https://goo.gl/AH20m2 http://www.epic-mountain.com/
Vídeo 03 - Matéria de Capa da TV cultura Brasil: https://www.youtube.com/user/MateriaDeCapa

Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: Genética, Ferramenta, CRISPR, DNA,Engenharia Genética, Imortalidade,Super Avanços, Medicina,Indústria,Projeto Genoma Humano, DNA modificado, projeto Genoma, Humano, Imortalidade física, Vida Eterna,Alcançada,DNA,Engenharia Genética,Imortalidade,Vida Eterna,Super Avanços,Medicina,Indústria,Projeto Genoma Humano, Imortalidade, DNA,Motivos, Envelhecimento,Morte,Tem Como, Resolver isso?, Juventude Eterna,Elixir da Juventude,Possível?,biologia, evolução, designe inteligente, TDI, Ferramenta, CRISPR, editor de DNA, laboratórios, pesquisas, genética, cromossomos, cura de doenças, CRISPR-CAS9,

5 comentários:

Antonio Jorge disse...

Não levo muito à sério todas essas promessas miraculosas que a Engenharia Genética alardeia. Elas já são ostensivamente utilizadas na agricultura, através dos famosos "transgênicos", e esses produtos (criações biológicas humanas) têm sucitado muita polêmica e controvérsia, principalmente pelo fato desses produtos não serem holísticos, isto é, por serem criações humanas dotadas de características bem específicas mas que, de modo geral, não consideram o "contexto" em que essas criações biológicas estão inseridas. A Engenharia Genética pode fazer tomates com teor elevado proteínas, mas até que ponto essas proteínas são realmente úteis e saudáveis para que as consumir ? Não poderiam ocasionar reações danosas totalmente ignoradas e desconhecidas por ignorar-se fatores mais amplos de sua atuação bioquímica ?

Trata-se de uma boa idéia exterminar mosquitos através da propagação de fatores genéticos que levem ao extermínio dessas pragas, mas pretender alterar certas características genéticas (como a altura, por exemplo), sem considerar que essas características são o resultado direto de um conjunto de fatores com o qual o indivíduo já nasceu e que as determinaram, e que, alterando-se assim certas características pessoais, mas sem alterar os fatores e componentes que as determinaram, parece ser algo potencialmente arriscado. É algo comparável à prática da medicina de extirpar um tumor sem eliminar a causa que o ocasionou - a qual continua ativa no organismo após a extração do tumor. E como essa causa não é eliminada com cirurgias, os fatores desencadeantes da doença continuam presentes e irão manifestá-la novamente em outra parte do organismo. Mera questão de tempo.
Ou seja, a falta de visão holística para o problema neste caso, apenas camufla os seus efeitos, sem realmente eliminar sua causa.
Dá-se algo parecido com muitas dessas propostas miraculosas da Engenharia Genética se não forem considerados pressupostos mais gerais em cada caso.
Que adiantará alterar a estatura de alguém, pré-programado por um conjunto de fatores para ter AQUELA estatura, se tal intervenção acabar afetando, por exemplo, todo o sistema nervoso desse indivíduo, que não tem estrutura neurológica para comportar uma estatura fora daquela que lhe é correspondente.
A Engengaria Genética se foca num único componente (afinaremos os narizes oara deixá-los bonitos), mas desconsidera o conjunto em que aquele componente está inserido (mas daí surgirão problemas respiratórios em decorrência de disfunções neste sistema posto que um nariz mais fino e inapropriado para o conjunto ocasionou alterações nas estruturas e na fisiologia dos demais órgãos respiratórios. Seguindo a lógica, não é difícil deduzir que logo seguirão outros problemas sistêmicos diretamente decorrentes deste).

Em resumo, o tema é extenso. A humanidade ainda é neófita em matéria de conhecimento. Apenas apresentei uma análise bem sucinta de toda a problemática.

Antonio Jorge disse...

Durante o processo de elaboração do texto acima (que digitei no meu smartphone em cerca de 5 minutos) fui sabotado pela I.A. que controla o sistema em que vivemos.
O texto era muito mais rico e minucioso que este apresentado (o qual não passou de um reles esboço que fiz).
Quando fui publicar o texto definitivo, muito mais claro e abrangente, foi esse esboço que acabou sendo publicado.
Fiquei muito desapontado pois vários aspectos relacionados ao tema ficaram suprimidos.
Da próxima vez, terei mais cuidado quando publicar outros comentários. É inadmissível para a I.A. que certas verdades sejam ditas, mas elas serão.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Antonio Jorge sugiro que quando for escrever um texto longo escreve no bloco de notas antes, se assegure que o texto está salvo, e ai copia e cola. Comigo também já aconteceu deu perder um bom tempo escrevendo para depois perder o texto por que deu algum bug no sistema de comentários de sites diversos. Mas aprendi a lição, fica tudo salvo (tanto no smartfone como no computador) e ainda posto no Google+ para ter certeza que o meu comentário pelo menos vai ser lido por alguém (caso o dono do site não queira publicar ou delete o post.

Abraços.

Antonio Jorge disse...

Obrigado pela dica, amigo Bruno. Seguirei essa sua sugestão.
E me desculpe pelo comentário tosco que acabei postando para este seu artigo, comentário que realmente não saiu do jeito que eu pretendia.

Abraços.

Antonio Jorge disse...

Quanto a questão de não se ter os comentários publicados em determinados posts de certos sites e blogs, isso é mesmo muito comum, amigo Bruno. Geralmente, são sites de pessoas dogmáticas, que não têm a mente aberta para o novo ou o contraditório. E se o contraditório para as idéias desse tipo de gente se mostra bem fundamentado, então é que o fanatismo deles se manifesta com todo o vigor. São refratários à verdade realmente, pois só aceitam aquilo que se enquadra nos seus dogmatismos enraizados.
Tive um "embate" assim recentemente com um sujeito que se julga um pesquisador de elite e muito abalizado na Ufologia. Apontei os vários pontos frágeis nos argumentos "sólidos" desse indivíduo (que tem um ego insuflado) e o cara, visivelmente irritado, simplesmente deletou o meu comentário, sem apresentar nenhuma contra-argumentação, já que não as teria.
Esse cara gosta de dizer, por exemplo, que os figurões do History Channel ficam fascinados com suas palestras, gosta de esnobar dizendo que recusa fazer programas de tv e prefere dedicar-se a hangouts na internet (afirma ainda que o dele é o melhor hangout do Brasil !).
Pois depois que esse cara me deletou, fiz um comentário na página do Facebook do editor de uma conceituada publicação ufológica na qual, em rápida exposição, mostrei as tais fragilidades argumentativas do tal "especialista".
Muita gente conhecida no ramo ufológico parece ter lido o meu comentário lá pois logo depois houve alguns vídeos na internet relacionados com a questão e o próprio "expert" acabou diminuindo o tom da sua arrogância e muito humildemente fez um hangout tentando explicar seu antes truculento ponto de vista.
Quanto ao editor da publicação, diante do que expus, sequer questionou o que apresentei e ainda deixou o post com o meu comentário em destaque na página dele por vários dias.

Enfim, é assim que funciona.

Abraços.

GoogleAnalytics

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. (Bruno Guerreiro de Moraes)