sexta-feira, 21 de junho de 2019

Cristianismo é Puro Plágio Mal feito de Religiões mais Antigas - Ficções baseadas em Fantasias e Lendas imemoriais

Você Sabe o que é “O Salto Quântico Genético”? [Clique Aqui]

Páginas Índice: [Todos os Artigos Contra a Religião] - [Índice: Jesus Uma Fraude!] - [Índice: Os Segredos da Bíblia]


O cristianismo não passa de plágios, e de uma montagem de filosofias, religiões, valores éticos, morais, mitos e preconceitos pirateados de outras culturas mais antigas, de muito antes da chamada 'civilização judaica'.

Como se sabe entre os historiadores, antes do mito de Jesus Cristo já existiram centenas de outros supostos “redentores”, de outros “messias”, outros “enviados”… e quase todos anunciados e nascidos de ‘virgens’, e se tornaram ‘milagreiros’ e ‘humanitários’ que prometiam voltar para redimir a plebe de suas ‘culpas’ (que culpa?) e de seus ‘pecados’ (pecado onde?) e blá, blá, blá...

Até hoje, entre os mais famosos e com mais status podemos citar Buda, Vishnu, Krishna, Mitra, Hórus, Adônis, Simão o Mago, Apolônio de Tiana, Atís, Tamuz, etc... Inclusive os preceitos e a moral usada pelo cristianismo e atribuída a ‘Jesus Cristo’, foi sugerida e divulgada milhares de anos antes por filósofos, visionários e diversos sábios que viveram séculos e até milênios antes do tal “Jesus”.

Exemplos:

01: “Não faças aos outros o que não queres que a ti seja feito”, pode ser encontrado no budismo, no bramanismo, no hinduísmo e nos escritos de Confúcio e de Lao-Tsé seis mil anos antes.
02: “Perdoar aos inimigos”, já havia sido aconselhado por Pitágoras muitos anos antes de Jesus Cristo.
03: “Fraternidade e igualdade”, foi insistentemente preconizada por Filón de Alexandria.
04: “Tolerância e virtude”, bem como o humanismo, a castidade e o pudor foram sugeridos e recomendados por Platão.
05: Aristóteles já discursava para os gregos 300 a.C. dizendo entre outras coisas que a “comunidade deve repousar no amor e na justiça”.
06: Sêneca aconselhava “o domínio das paixões bem como a insensibilidade à dor e aos prazeres”. 

Ao mesmo tempo em que pedia “indulgência para com os escravos, já que todos os homens eram iguais”. Os homens – segundo Sêneca – deviam amar-se uns aos outros, etc...

Todos esses clichês e chavões que os cristãos acreditam ser de seu ‘mestre’ imaginário foram plagiados pelos inventores e gerentes da nova religião, isso a partir de 150 d.C. e se intensificou em 300 d.C. quando o Imperador Constantino tomou para si a seita de fanáticos da tradição dos essênios.

E logo mais tarde, depois do cristianismo ser adotado como religião oficial de Roma a biblioteca de Alexandria teve de ser queimada pelos Cristãos, pois ela continha muitas “verdades inconvenientes” que derrubavam completamente a Fraude que é a nova religião adotada pelo Imperador de Roma.

O ‘Nazareno’ é uma entidade fictícia, cuja identidade foi moldada a partir de cerca de 18 ou mais deuses pagãos crucificados, como Odin, que pendia de uma árvore, de Tamuz, crucificado com um cordeiro branco aos pés.

A estória de “Jesus” é uma concha de retalhos, e não é nada mais do que uma ferramenta para manter os mais humildes sob controle e passivos perante uma minoria da elite governante e ditatorial, de Roma, e depois do Vaticano (reis absolutistas) e mesmo hoje em dia ainda está em funcionamento esse mecanismo, alienando as massas, as fazendo de idiotas para o prazer e lucro de homens e mulheres corruptos, que usa e abusa dessa massa de semianalfabetos em nome de um suposto “deus” que não passa de fantasia da cabeça de esquizofrênicos surtados da antiguidade, a começar pelos essênios os judeus fundamentalistas obcecados pela guerra.

Acréscimo: Dez imoralidades da Bíblia não questionadas por cristãos:

Jesus uma ficção dos Judeus que os Romanos adotaram para alienar e apaziguar as massas oprimidas para o benefício da elite dominante

1) Triângulo amoroso [Gênesis, capítulo 21, versículos 1-14]
2) Dança sensual em troca de uma cabeça [Mateus, capítulo 14, versículos 1-11]
3) Satanás faz aposta com Deus [Jó, capítulo 1, 2 e 42]
4) Genocídio com benção divina [Segundo Livro das Crônicas, capítulo 14, versículos 8-14]
5) Deus mata masturbador [Gênesis, capítulo 38, versículos 8-10]
6) Mãos nos testículos de Isaac [Gênesis, capítulo 24, versículos 1-9]
7) Salomão tinha 700 mulheres [Primeiro Livro dos Reis, capítulo 11, versículos 1-3]
8) Abimelec matou 69 irmãos [Juízes, capítulo 9, versículo 1-6]
9) Filhas fazem sexo com pai [Gênesis, capítulo 19, versículos 30-38]
10) Filha em troca de prepúcios [Primeiro Livro de Samuel, capítulo 18, versículos 17-27]
Etc...


Maria 'Mãe' de Jesus? [Clique Aqui] - Salomão e Davi nunca Existiram! [Clique Aqui]

- “Nós não queremos ser indelicados, mas temos que ser factuais. Não queremos magoar os sentimentos de ninguém, mas queremos ser academicamente corretos naquilo que compreendemos e sabemos ser verdadeiro. O cristianismo não é baseado em verdades. Consideramos que o cristianismo foi somente uma história romana, desenvolvida politicamente”- (Jordan Maxwell, pesquisador escritor, denunciador das conspirações mundiais).

Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: Jesus Cristo, jesus, bíblia, igreja cristã, igreja, evangélicos, católicos, bíblia sagrada, deus de Israel, histórias bíblicas, parábolas de jesus, parábolas bíblicas, senhor Jesus, palavra de fé, palavra do senhor deus, deus, fé cristã, malafaia, bispo Macedo, Feliciano, pastor, padre, padres,

Um comentário:

Thomas Camargo Parreira disse...

Muito bom jesus NUNCA existiu mesmo tá tudo contestado comprovado e documentado, só as bíblias de 1500 a 1400 prova a eliminação de diversos evangelho e uma imensa gama de contradições

GoogleAnalytics

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. (Bruno Guerreiro de Moraes)