quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Evolução, Algoritmos Evolutivos, DNA Circular e outras Bobagens

Uma pessoa por email, que se diz em duvida sobre a evolução, me enviou um email com varias perguntas que trazem alguns dos pseudo-argumentos mais recentes criados pelos contadores de Estórias [Leia-se evolucionistas]. Ele então desfilou os “argumentos” dos idolatras do materialismo/ateísmo [clique aqui] e queria respostas sobre cada um deles. Eu já estou há mais de 4 anos me engalfinhando em debates contra os Ateus/Materialistas defensores dos dogmas de Darwin, e sinceramente já estou bem farto de tudo isso, principalmente por que os defensores dessa religião sempre vem com os mesmos argumentos furados, sempre as mesmas abobrinhas... obrigando então a gente [proponentes do Design Inteligente] a sermos repetitivos...


Quer ver documentários que fundamentam a Teoria Cientifica do Design Inteligente?
Veja Abaixo:  

A Teoria da Evolução Provada Falsa - Darwin Caiu - Evolução uma Mentira!:
Veja Todas as Partes - Clique: [Parte 01] [Parte 02] [Parte 03] [Parte 04] [Parte 05] [Parte 06] [Parte 07] - Lista de Reprodução [Clique Aqui]

A Grande Conspiração da Evolução - Religião no Coração da Ciência - Mentiras, Fraudes:
Veja todas as Partes - Clique: [Parte 01] [Parte 02] [Parte 03] [Parte 04] [Parte 05]

De Sapo a Príncipe - O Conto de Fadas da Evolução:
Veja todas as Partes - Clique: [Parte 01] [Parte 02] [Parte 03]

Charles Darwin a Favor dos Extermínios em Massa - Genocídios:
Veja todas as Partes - Clique: [Parte 01] [Parte 02] [Parte 03]

O Design Inteligente é Óbvio - Teoria Cientifica Comprovada - Ciência de Verdade:
Veja todas as Partes - Clique: [Parte 01] [Parte 02]


Os argumentos dos evolucionistas já acabam há muito tempo, todas as 'evidências’ que eles apresentam foram devidamente refutados pelos defensores do Design Inteligente, mas infelizmente a pseudociência da evolução é ensinada nas escolas como “Fato”, e nos canais de documentários, sempre exibem teorias pseudocientíficas alardeando que estas sustentam a evolução.

O que temos então é um quadro desolador, milhões e milhões engolindo sem pensar as abobrinhas da teoria da evolução, e por consequência temos um enxame de mal informados que sem ler nada sobre Design, sem assistir nem mesmo um único documentário sobre essa teoria, vem com as mesmas asneiras de sempre, repetidas *ad nauseam [*até enjoar] pelos sacerdotes da religião Materialista/Ateia.

A gente os refuta, mas depois vem mais desinformados, nós os refutamos novamente, e ai vem mais, refutamos e vem mais e mais... como um autentico enxame de gafanhotos!

Não tem fim!

Mas nesse caso, o ex-adepto do materialismo/ateísmo veio com argumentos novos, furados, mas novos... então resolvi responder a ele adequadamente com a intenção de exibir aqui no site.

Assim quando mais adeptos do materialismo/ateísmo vier com as mesmas abobrinhas, eu vou indicar essa pagina.


Ex-Darwinista:

Agora sobre as perguntas que ainda restaram sobre a teoria da evolução, não sei se vão te parecer bobas ou o que, mas gostaria muito de saber tua opinião a respeito.

Talvez eu meio que "passe do ponto" nas perguntas, mas se puder me responder, ficarei muito agradecido.

Fui criado em uma família simples e católica, mas sempre tive oportunidade de estudar e percebi desde cedo que havia algo muito errado com a religião.

Seguindo nos estudos o que ouvi como a resposta mais esclarecedora sobre "por que tudo está aí" parecia ser a TGE [Teoria Geral da Evolução].

Quando conheci teu site tive que ir absorvendo o que lia aos poucos, porque não é fácil você soltar um paradigma com o qual está acostumado há anos para abraçar algo completamente novo.

Eu estava quase me tornando um pseudocético. O evolucionismo é mesmo uma religião!

Só estou te contando isso porque tu estás a escrever um livro unicamente falando como a TGE é furada, e ele poderá ser uma maçaneta que vai abrir inúmeras portas para muita gente... mas existem várias pessoas que são "evolucionistas" apenas por ignorância, não estão de fato atrelados ao materialismo/ateísmo.

Foi o que aconteceu comigo, eu apenas aceitava a posição da comunidade *científica, [na verdade pseudocientifica] me perecia uma explicação razoável e, como o Design Inteligente era uma teoria sempre "linkada" à religião (cristianismo, em especial) que eu tanto detestava, pronto, não precisava que ninguém me dissesse algo mais, eu já classificava como fanatismo religioso.

Sei que é pretensão demasiada minha, mas tente falar algo assim aos teus leitores, este foi não só o meu caso, mas é o de muita, mas muita gente que conheço...

Estas perguntas podem ser óbvias, mas, se eu fosse ler um livro que derrubasse a TGE, iria querer vê-las respondidas. Desculpe se estou me estendendo muito:

Perguntas:

- Se o "DNA Lixo" corresponde a capacidades dormentes do ser humano, por que plantas e animais também têm? Eles tem capacidades dormentes?

Resposta:

A primeira coisa a ser dito sobre essa anomalia é a seguinte, o DNA humano sim está sendo maciçamente investigado, pesquisado, por isso apesar de toda a pesquisa em cima dele, é incrível que apenas 6% ou 7% tenha função conhecida, e todo resto seja ‘inútil’.

Já quando vamos falar de DNA de plantas, animais, ai temos de ter em mente que o DNA deles não foi tão averiguado como o humano, por isso as partes incompreendidas desses é ainda grande, mas seria tão grande se recebessem a mesma atenção que o Genoma humano?

Com isso em mente, vamos passar a questão do que é a vida propriamente dita...

Os maiores físicos teóricos do mundo inteiro tem afirmado que matematicamente falando é impossível explicar o universo se não for admitido a existência de universos paralelos ao nosso.

Eles mesmos tem ficado abismados sobre como a consciência humana interfere nos diversos experimentos.

E a comunidade de físicos e matemáticos são terrivelmente céticos quanto a Teoria da Evolução, mas como sempre estão muito ocupados com os mistérios da matéria, acabam deixando o assunto meio de lado, mas há algumas exceções, como este: [Clique Aqui!]

Então qual é minha teoria sobre o “DNA Lixo”?

Minha teoria é que os seres vivos são “multidimensionais” a vida deles se estende além desse nível da matéria, eles interagem de varias formas com dimensões paralelas, e o parte do DNA incompreendido pelos Materialistas/Ateus cuida de funções que lidam com essas diversas camadas da matéria.

Particularmente o DNA humano além de possuir essa porção “multidimensional” comum a todos os seres vivos, tem também boas porções inativadas intencionalmente o que causou a quase animalização da raça humana da Terra.

Qual será a porcentagem de ‘DNA Lixo’ de Cães? E porcentagem de ‘DNA Lixo’ da Ginkgo Biloba? Do Tubarão? Etc...

Não sabemos, por que o DNA dessas espécies vivas ainda não foram tão bem analisadas como a dos humanos.

Nossa ciência ainda é muito primitiva, ela não consegue desvendar nem 1% dos mistérios do universo, por isso ficar alardeando “verdades” baseadas nas miseras pesquisas desta ciência falha, é loucura.

Ex-Darwinista: Por que a natureza busca cegamente a reprodução?

Resposta:

Não é a “natureza” que busca a reprodução [falam da tal natureza como se essa fosse uma entidade viva e pensante, estranho essa mania dos darwinistas...], são as maquinas vivas projetadas que a busca.

Está programado, então as formas vivas o fazem, assim como um programador faz numa maquina de construir carros, se ele a programa para produzir um carro, ela o constrói. Simples assim...


“...nós animais somos as máquinas mais complicadas e perfeitamente PLANEJADAS do universo conhecido” (DAWKINS, RICHARD - Prefacio do Livro “O Gene Egoísta”, Belo Horizonte/São Paulo: Itatiaia e Editora da Universidade de São Paulo, 1989, p. 18).

As “maquinas de sobrevivência” são programadas para sobreviver, então elas os fazem, assim como seu criador ou criadores determinaram, simples assim.

Ex-Darwinista: O DNA circular de mitocôndrias e cloroplastos é tido como uma ‘prova’ de que, milhares de anos atrás, estas organelas eram bactérias que foram "adaptadas" à organismos mais "evoluídos". Tu conheces a verdadeira razão da sua presença?

Resposta:

(Risos), esses evolucionistas... nem sabem dizer ao certo o que é um ser vivo (por exemplo há duvidas se um vírus é vivo ou é outra coisa) e querem usar de elementos pouco compreendidos para fazer valer suas ideologias materialistas.

Esse exemplo é típico sofisma, como o é a afirmação usada de que as pragas das plantações se “adaptam” aos herbicidas, porém não é que uma mosca da fruta se torna um ser vivo completamente novo, ela apenas se adapta dentro dos limites da informação genética que já possui, inclusive parte do “DNA Lixo” dessa mosca deve se tornar útil quando ela se adapta ao herbicida.

Ai pode estar parte da explicação da existência do ‘DNA lixo’ nos seres vivos. São reservas de informação genética para se adaptar a uma mudança de ambiente relativamente previsível.

Mas esse mecanismo é bem limitado. Se não fosse, então não teria havido 6 super extinções na história da vida na Terra.

Assim, os biólogos nem ao menos compreenderam o que é a “Vida”, imagine então compreender seu surgimento?

Se supormos que os seres vivos (plantas, animais e humanos) são “Super Maquinas”, um tipo de “Robô Hiper Moderno”.

Então para explicar o DNA Circular temos de olhar as nossas maquinas criadas.

Como um carro por exemplo...

Ele possui diversas peças muito semelhantes e algumas exatamente iguais, as peças de um barco, ou de uma TV [no caso de carros modernos com computador de bordo, mas mesmo os mais simples possuem placa de circuito, o que é muito semelhante as que existem na TVs, DVDs, etc...] mas não é por isso que dizemos que os carros “evoluíram” de TVs... até por que, primeiramente sabemos que tanto TVs como Carros, são projetados por Designs Inteligentes, os humanos...

E se alguma coisa “evoluiu” foi à idéia dos humanos de como fazer aparelhos diversos. Foi às idéias que ‘evoluíram’ e não a coisa material.

O mesmo pode ser dito dos organismos vivos, se são como “Maquinas”, então os projetistas passaram a usar vários princípios que são úteis para se criar vários tipos de maquinas, tal como acontece com Celulares, impressoras, ventiladores, etc...

Todos esses aparelhos possuem “placa de circuito”, é um elemento útil em todos eles, por que faz parte da lista de itens essenciais para se fazer aparelhos, assim como a farinha é imprescindível para fazer bolos, até tem bolo que não usa farinha, mas são raros, a maioria das receitas a usa.

O DNA circular não é prova que Mitocôndrias e Cloroplastos vieram de Procariontes, e nem que um veio do outro pela “mágica da seleção natural”, mas sim que para se projetar um ser vivo, o DNA Circular está na lista de itens indispensáveis, assim como uma placa de circuito está para os diversos aparelhos modernos.

Ex-Darwinista: Deve ser a pergunta mais estúpida, mas... o Cóccix tem alguma função ou é apenas "enfeite"?

Resposta:

Sobre o Cóccix, freqüentemente usado como exemplo de que os seres humanos um dia tiveram “rabos” e por isso vieram dos macacos... tenho duas hipóteses bem mais plausíveis:

1 - Ele possui alguma função que está acima do entendimento da atual ciência primitiva da Terra como, por exemplo, algo a ver com a Aura humana, de alguma forma ele pode ser útil para a capitação ou regulação da energia da Terra em interação com a energia áurica dentro do corpo humano ou algo parecido.

2 - Ficou ali essa “sobra”, por conta de algum projeto que foi adaptado para a criação do corpo humano, ao pegar um projeto já pronto e funcional, como por exemplo, do corpo de um peixe, e transformá-lo num corpo de mamífero [como os humanos obviamente são] não quiseram retirar o rabo completamente, simplesmente por desinteresse, ou pouca importância, o Cóccix é tão pequeno e causa tão pouco problema que os projetistas simplesmente o esqueceram ai.

Mas em minha opinião pessoal, sou mais a 1 opção. Pena que não dá para ter certeza, pois a ciência primitiva da Terra não o permite, os limites dessa ciência ainda é muito estreitos.

Claro que, como deve ter notado, não sou daqueles que acham que o “Design” seja o “Deus todo poderoso e perfeito”, não... na minha opinião não é apenas um Design que criou as diversas formas de vida na Terra [essas maquinas bizarras] mas sim milhares e senão milhões deles, são inteligências muito sabias, cientistas,  porém não perfeitas.

Um certo “alguém” concorda com essa minha opinião: [Clique Aqui]

Ex-Darwinista: Se o medo que tantas pessoas tem do escuro não provém de épocas primitivas, então por que as pessoas o tem?

Resposta:

(Risos), essa sim é uma das perguntas tolas...

Bem vejamos... não precisa invocar um passado remoto onde os humanos não eram humanos, eram.. sei lá macacos, ou lagartos, para explicar algo assim.

Basta ser mais pragmático.

Obviamente o escuro é um ambiente que causa preocupações para qualquer ser vivo que dependa da visão, mesmo os racionais.

Afinal o mais importante sentido fica bloqueado, então é fácil esbarrar em algo que pode quebrar, ou cair num buraco, ou ser desagradavelmente surpreendido por um animal ou mesmo ser humano mal intencionado camuflado pela escuridão.

Então ter ‘medo do escuro’ é natural e saudável, não vejo motivo para ter isso como um “prova a favor da evolução”.

E ter medo do escuro hoje em dia, é mais compreensível que em épocas primitivas, afinal a violência no mundo moderno e tão grande ou maior que no passado.

E nas áreas rurais, os animais selvagens continuam existindo, então considero esse argumento a favor da evolução uma completa BESTEIRA, não tem nexo algum...

Ex-Darwinista: Me perdoe se estiver errado, mas os primeiros seres humanos viviam de prana? Por que temos um aparelho digestivo tão desenvolvido?

Resposta:

Obs. Mais sobre o assunto, [Clique Aqui]

Os primeiros humanos eram protótipos, depois vieram os definitivos, que eram deuses e realmente viviam de prana, tinham capacidades psíquicas altamente avançadas, etc... ai ouve uma invasão, uma certa civilização desse universo local resolveu usar a Terra como prisão de segurança máxima, ouve então a sabotagem no DNA humano.

A super raça de humanos da Terra foi extinta, mas restaram alguns poucos membros das raças protótipos, estes se multiplicaram descontroladamente, ai modificaram o DNA deles inserindo muita coisa da super raça e de outras raças do universo.

O ser humano que era para ser livre da comida e do desejo de comida ganhou um estomago muito parecido com dos outros mamíferos, tais como cães, porcos, ratos, cordeiros...

O resultado dessa mistura toda é o que vemos no nosso corpo atual, uma raça de humanóides racionais, porém praticamente animalizados. Uma humanidade realmente bizarra dentro da comunidade do universo local.

Mais detalhes do assunto no Seminário quando vier e em meu Livro.

Ex-Darwinista: Tu discordas que a seleção natural ocorre? Eu trabalhei por um ano no laboratório de biotecnologia da universidade onde estudo e pude constatar que ela acontece mesmo! Tu tens alguma outra explicação?

Resposta:

Tenho [nome da pessoa], e é a resposta mais repetida por mim nos últimos 4 anos... ela se encontra no livro de Michael Behe escrito em 1996!

A seleção natural ocorre, mas não tem todo o “Super Poder” que os evolucionistas li conferem, são apenas mudanças triviais dentro da informação genética de cada espécie.

Não é sabe, como dizer que “pela seleção natural peixes vão virar macacos”.

Isso é ridículo. A primeira coisa que Behe faz no seu livro é refutar a seleção natural como a “suprema resposta para toda a complexidade da vida”, primeiro por que a seleção natural é uma lei do conservacionismo, isto é, se algum organismo sai do padrão de sua espécie, logo ele é eliminado, pois ele se tornou menos apto a reprodução ao sair do padrão da sua espécie.

Para exemplificar isso, basta nós observarmos como vai ser difícil para um moça com 4 braços conseguir um marido que a aceite e tenha filhos com ela.

Se conseguir e os filhos nascerem com a mesma anomalia da mãe, é muito provável que a lei da seleção natural entre em ação, os médicos farão operações de correção dos membros das crianças antes mesmo delas saírem do hospital...

E olha que eu usei um simples exemplo humano, imagina no mundo animal, lá as “leis” são bem mais duras contra seres vivos que saem do padrão [na verdade ta mais para anarquia completa e total, onde o mais forte e mortal sobrevive em detrimento aos mais fracos].

Segundo, quem inicialmente conferiu aos seres vivos a capacidade de ser mais apto?

Um outro exemplo humano:

Um rapaz alto, com corpo musculoso tem mais chances de ter relações sexuais com as moças e assim fazer mais filhos, passando então seu Gene para frente...

Mas primeiro vem a questão, por que as moças acham os homens altos e musculosos mais desejáveis?

Não seria mais interessante ter filhos de um homem com 4 braços e três pernas? Ou um com Barriga enorme como de elefante, e 4 metros de altura?

O chinês Bao Xishun é o homem mais alto do mundo, mas as mulheres não caem de amores por ele...

Caem de amor pelo Reynaldo Gianecchini, que é menos famoso e também mais pobre que o chinês... por que?

A explicação é simples, a lei da Seleção natural é uma “lei” que serve para conservar o projeto já inserido e definitivo, Bao Xishun sai um pouco do padrão de “qualidade” determinado pelos projetistas do corpo humano, ele é alto demais e isso deveria ser uma “vantagem”, mas é rejeitado pelas fêmeas da espécie, pois ele é, aos olhos delas “feio”, já um homem absolutamente comum e até meio afeminado, como é o Gianecchini, é disputado por elas a tapa, ele é todo “certinho”, por isso é uma personificação do homem “perfeito”.

Esses conceitos do que é “melhor” ou “pior” está inserido como uma programação no corpo dos seres vivos, incluindo o humano. São conceitos relativos que não se encontra explicação na metodologia naturalista.

Tanto que vemos exceções a regra, já conheci homens que tem atração por mulheres obesas.

Tem muitos casos de mulheres que tem atração por homens em má situação, como as que ficam apaixonadas por prisioneiros. Como pode uma moça achar interessante ter relações com um homem que ta preso, com o nome sujo, e que terá certamente uma vida muito difícil dali para frente? Não é lógico concorda?

Esses casos podem ser explicados se supormos que a programação original inserida nessas pessoas, por alguma razão foram corrompidas, ai temos esses quadros que saem do padrão.

E geralmente essas pessoas infelizes sofrem muito por saírem do padrão, os Gays e Lésbicas são os casos mais noticiados.

Tem uma pagina em meu site em que um especialista descore mais profundamente sobre o problema, tenho certeza que você não leu: [Clique Aqui]


Vou colar uma parte mais específica que trata do assunto:



A evolução acontece... e daí?!

A PBS confiantemente nos diz que a - "evolução acontece"- Mas será que isso interessa?

Mesmo os críticos científicos de Darwin concordam que a evolução acontece. A PBS está a introduzir o equivoco na discussão ao falhar em definir com clareza o que é "evolução".

Alguns usam a palavra “evolução” para se referirem a algo tão simples como mudanças mínimas dentro das espécies individuais ocorrendo ao longo de períodos curtos de tempo (Evolução #1).

Outros usam esta mesma palavra para significar algo de alcance muito mais amplo, como para afirmar que todos os seres vivos descendem de um único ancestral comum (Evolução #2).

Ou para afirmar que a seleção natural tem o poder de produzir toda a complexidade da vida (Evolução #3).

Usada de uma maneira, a “evolução” não é um assunto controverso (i.e. Evolução #1), mas usada de outra maneira, aí sim, é fortemente debatida (i.e. Evolução #2 ou Evolução #3).

Usada de forma equivocada o termo “evolução” é demasiado impreciso para ser útil num debate científico.

Quando você ler ou ouvir a palavra “evolução”, pergunte-se a si próprio: “Qual das três definições está sendo usada?

Os atuais críticos do neodarwinismo geralmente dedicam a sua atenção a (Evolução #2) ou a (Evolução #3).

Mas a discussão fica confusa quando os darwinistas pegam na evidência da (Evolução #1), e tentam fazer com que ela pareça apoiar a (Evolução #2) ou a (Evolução #3).

Os proponentes do darwinismo, incluindo a PBS, habitualmente usam esta "Troca-Isca" usando as evidências de mudanças de pequena escala, como as mudanças nos tamanhos dos bicos de aves (Evolução #1), e depois extrapolando esta modesta evidência para alegarem que ela prova as alegações maiores de Darwin (Evolução #2 ou Evolução #3).


O papel da seleção natural na evolução é controverso entre os cientistas

Conforme destacado na introdução do documentário da PBS, a PBS afirma que os dados apóiam “inequivocamente” o ponto de vista de que “a evolução acontece através da seleção natural”.

Nesta afirmação dogmática, a PBS falha novamente em definir claramente a “evolução”.

Se por “evolução”, a PBS quer dizer que nós podemos observar mudanças de pequena escala dentro das espécies, então ninguém duvida que a seleção natural desempenha aí um papel.

Mas na verdade, muitos cientistas têm questionado se a seleção natural agindo sobre mutações aleatórias seria suficiente para gerar novas espécies ou novas características biológicas complexas. Como questiona o cientista evolucionista Robert L. Carroll:

- “Podem as mudanças em características individuais, como a freqüência relativa de genes para cor clara e escura das asas das mariposas que se adaptam à poluição industrial, simplesmente ao serem multiplicadas ao longo do tempo, explicar a origem das mariposas e borboletas de entre os insetos, a origem dos insetos a partir de artrópodes primitivos, ou a origem dos artrópodes a partir de organismos multicelulares primitivos? Como é que nós podemos explicar a evolução gradual de estruturas completamente novas, como as asas dos morcegos, das aves, e das borboletas, quando a função de uma asa parcialmente evoluída é quase impossível de se conceber?" [1]

A eminente bióloga Lynn Margulis, [que se opõe ao Design Inteligente], também critica o mecanismo padrão darwinista ao declarar que “a afirmação darwinista de explicar toda a evolução é uma meia-verdade popular cuja falta de poder explicativo é compensado somente pela ferocidade religiosa de sua retórica" [2].

Ela ainda salienta que “as novas mutações não criam novas espécies; elas criam descendentes que são debilitados.” [3]

Stanley Salthe, autor de um livro didático de biologia evolutiva, proclama:

- “Eu me tornei um apóstata da teoria darwinista e a descrevi como sendo parte do mito de origem modernista” [4].

O filósofo evolucionista Jerry Fodor escreveu recentemente que - “num tempo em que a teoria da seleção natural se tornou um artigo de cultura pop, ela se depara com o que pode ser o desafio mais sério que já teve até aqui” – [5].

Phil Skell, membro da "National Academy of Sciences" também questiona a utilidade explanatória da seleção natural:

- “A seleção natural faz os humanos egoístas e agressivos — exceto quando os faz altruístas e pacíficos. Ou, a seleção natural produz homens viris que avidamente espalham sua semente — exceto quando ela prefere homens que são protetores e provedores fiéis” –

Quando uma explicação é tão flexível que pode explicar qualquer comportamento, é difícil testá-la experimentalmente, muito menos usá-la como um catalisador para a descoberta científica. A evolução darwinista —quaisquer que sejam as suas outras virtudes— não fornece uma heurística frutífera em biologia experimental” [6]

Na verdade, mais de 800 cientistas doutorados assinaram uma declaração pública proclamando que confirmam que - “Nós somos céticos em relação às afirmações de que as mutações aleatórias e a seleção natural podem ser responsáveis pela complexidade da vida” (Clique Aqui!) [7].

Ainda assim, a PBS, apresenta a seleção natural como sendo o mecanismo de evolução “inequivocamente” aceite.

É claro que existem vozes científicas de peso que divergem do ponto de vista Darwinista.

Infelizmente, estas vozes são deixadas de fora da discussão sobre a evolução da PBS, que permanece assim unilateral.

Ex-Darwinista: Vi o documentário Design Inteligente e achei interessante a ponto de pesquisá-lo.

O que encontrei foi à classificação ‘pseudociência’ e o termo ‘algoritmo evolutivo’.

Resposta:

Claro, na idade média a igreja católica para se livrar de seus rivais, os cátaros, que professavam um cristianismo gnóstico, e por isso mais autentico, convocou uma cruzada dizendo aos reis e nobres da época que os cátaros eram “filhos do Satanás”, que estes estavam desviando os servos de Jesus do caminho da salvação.

Ela [Igreja] não lidou com as evidencias, com os documentos e nem com o conteúdo dos ensinamentos cátaros, apenas os classificou como rivais, que atrapalhavam o poder financeiro e político da igreja, vendeu ao povo leigo, analfabeto, que eles eram “Seres do Mal”, e estes como patinhos caíram na sofisma. 

Marcharam contra os inocentes e sem nem perguntar nada os massacrou até não sobrar nenhum...

O que vemos atualmente no mundo cientifico é algo bem similar, os Materialistas/Ateus que tem a evolução como a base de sua Fé não pode deixar que seu teto e seu chão seja retirado.

Eles então nem querem discutir, apenas se resumem a dizer que é “Pseudociência”, dão lá uma ou duas explicações furadas e os leigos, como os antigos cristãos analfabetos, aceitam as abobrinhas sem pensar duas vezes.

Os outros cientistas que entendem o absurdo dos argumentos dos Materialistas/Ateus, ou são também idolatras do Materialismo/Ateísmo, ou simplesmente se calam, pois temem algo pior, a volta do poder das religiões sobre as sociedades.

O que sinceramente acho um exagero... Veja essa pagina para maiores detalhes: [Clique Aqui]


Ex-Darwinista:
O que me chamou atenção é o fato de não haver trabalhos atestando a teoria DI.


Resposta:

Ah é? E tem trabalhos atestando a Teoria da Evolução? Cadê? Onde estão escondendo? Por que não os vejo??

E está enganado sobre não “haver trabalhos atestando o DI”, tem sim, os laboratórios de genética ta cheio deles! Lá eles manipulam o DNA dos seres vivos, plantas, bactérias, animais...

A Teoria do Design Inteligente diz que os seres vivos foram criados por inteligência racional, que a impressão de desing não é aparente, mas sim literal.

Ela prevê que seres racionais poderão criar novas formas de vida a partir da manipulação do DNA de outras formas já existentes, é isso que estamos vendo!

Ela também prevê que o ser racional conseguirá criar vida a partir de elementos puramente naturais, a célula sintética é já um progresso nessa direção.

Então amigo, trabalhos sendo feitos que provam o DI é o que não falta, e os trabalhos para provar a evolução? Tem?

Nunca vi um cientista mostrar um peixe virar macaco sozinho... os peixes dão a luz a outros peixes, e macacos dão a luz a outros macacos...

Já com a engenharia genética poderemos chegar no ponto de interferir tanto no DNA dos seres vivos, que poderemos sim fazer um peixe dar a luz a um Macaco, mas se isso acontecer vai se dever ao Design Inteligente, e não por conseguência de processos puramente naturais.

Então colega, está redondamente enganado quanto a achar que não existe trabalhos provando a Teoria do Design Inteligente.

Ex-Darwinista: E o algoritmo evolutivo me parece fornecer explicações a respeito da complexidade de sistemas orgânicos, contradizendo a teoria do complexo irredutível.

Resposta:

Putz! Tá... vamos por partes, primeiro vamos analisar sobre do que se trata o tal “Algoritmo Evolutivo”, definição:

Algoritmos Evolutivos são *algoritmos [algoritmo é uma seqüência finita de instruções bem definidas e não ambíguas,cada uma das quais pode ser executada mecanicamente num período de tempo finito e com uma quantidade de esforço finita] baseados em uma gama de supostos mecanismos da evolução biológica [mecanismos estes que não passam hipóteses imaginativas delirantes] que serviram para originar conceitos um pouco mais recentes, como o dos Algoritmos Genéticos.

A motivação para a construção de tais modelos computacionais surgiu de teorias através das quais a Natureza, por meio de seus recursos, resolveu problemas de complexidade [o que é um falácia, já que a “natureza” sozinha não faz nada de novo, apenas conserva o que já existe, esta coisa existente no caso os seres vivos, foram colocados por designs inteligentes já prontos e perfeitamente funcionais] , isto é, determinar quantidade de “recursos” para resolver “problemas”, de sobrevivência.

Assim, pode-se dizer que a natureza otimiza seus mecanismos para resolver um ou mais problemas [Pura falácia sem qualquer evidencia empírica]

Em outras palavras, se trata de um programa de computador, baseado em hipóteses sem nexo.

É um programa de computador criado por mentes racionais, por tanto Designs Inteligentes, que observam o trabalho do Software e selecionam por meio dos resultados os produtos, ou edificações, etc... mais adequadas para se produzir.

O que há de “Evolução” nisso? NADA! E o que há de Design Inteligente nisso? TUDO!

Darwin usou o argumento que as seleções feitas por criadores de pombos eram um “exemplo” de como funciona a Seleção Natural. Isso é uma bazófia!

Não tem “inteligência” selecionando nada no mundo selvagem, apenas a anarquia completa e total impondo um terrível ambiente para as formas de vida que lutam desesperadamente para sobreviver.

Campeões de aptidão, como os Dinossauros, e tantas outras espécies foram extintas [99% de todas as formas de vida que passou pela Terra foram extintas] deixando claro que os organismos não aumentam em complexidade, mas sim são levados ao extremo de sua reserva de informação adaptativa, e uma vez esta não sendo suficiente, eles se extinguem. Isto é tão obvio e ta tão na cara, mas a Religião Materialista/Ateísta cega as suas ovelhas...

Vimos que Algoritmo é uma sequência finita de instruções bem definidas...

INSTRUÇÕES Isto é, veio de uma mente racional, um Design, que INSERE UMA PROGRAMAÇÃO, dai em diante a "coisa" programada segue sozinha, seguindo as instruções inseridas por um DESIGN INTELIGENTE.

Com esse programa, os evolucionistas estão admitindo que a vida foi criada e programada por um Design ou vários deles.

E que observando e selecionando esses designs podem ampliar a complexidade das criaturas criadas, assim se os Designs querem criar um novo tipo de ser vivo, eles podem usar a Terra como laboratório de experimentação, colocando o novo ser em meio a muitos outros com projetos já finalizados, e ver como o novo protótipo vai se sair, não dando certo, eles revisam os cálculos e tentam de novo, e depois de novo e de novo, ai no final podem criar seres como os Nautilus, que estão há mais de 550 milhões de anos vivendo na Terra, passaram pelas 6 super extinções e não mudaram nada em sua constituição básica.

Então meu caro iludido, o programa Algoritmo Evolutivo na verdade prova o Design Inteligente. E se ele foi nomeado "evolutivo" é por que foi baseado em dados incoerentes com a realidade encontrada na natureza, ele na verdade foi concebido se baseando na Teoria do Design Inteligente.

Mas os evolucionistas como políticos bem mal intencionados e escorregadios como sabonete molhado, trataram de por a palavra “Evolutivo” no nome da invenção. O certo era “Algoritmo Projetual” de “projeto inteligente”

Ex-Darwinista: Gostaria de saber a sua opinião sobre esses pontos a qual citei, principalmente a respeito do algoritmo evolutivo.

Espero que a sua pessoa não interprete como uma critica,
 mas apenas duvidas de uma pessoa que procura saber de fato o que é, e qual é o propósito da vida.

Resposta:

Ok, ta ai minhas respostas, espero ter esclarecido as duvidas.

Eu dei essas respostas, se não ficou satisfeito com elas, então o que sugiro é que leia os dois livros de Michael Behe, que são:

- A Caixa Preta de Darwin (Darwin's Black Box)

- A Fronteira da Evolução: A Busca dos Limites do Darwinismo [The Edge of Evolution: The Search for the Limits of Darwinism]

E também o grosso e importante Livro de Stephen C. Meyer [Diretor do Center for Science and Culture (CSC)]: 
- In Signature in the Cell, DNA and Evidence for Intelligent Design, com mais de 600 paginas:

Para comprar esse ultimo, [Clique Aqui!]

Esses livros são o ABC sobre Design Inteligente, no mínimo tem de ler os três se quiser entender basicamente a Teoria do Design Inteligente.

Pagina índice, todos os artigos que vão contra a Teoria da Evolução:

Mais uma palavra sobre o pseudo Algoritmo ‘Evolutivo’:


Desse site: [Clique Aqui]

A evolução não pode ser assim tão má se ela é usada para optimizar carros. Science Daily publicou um texto onde é dito que cientistas alemães estão a “simular a evolução” de modo a poderem descobrir soluções para problemas complicados.

Usando “algorítmos evolutivos”, eles podem encontrar soluções para problemas de engenharia como gestão de recursos (água, etc), construção de vagões, construção de airbags e construção de sistemas de refrigeração.

O programa que simula a ‘evolução’ faz uma pesquisa aleatória entre um número largo de possibilidades de forma a fazer numerosas melhorias graduais e sucessivas.

O artigo declara ainda:

- “Os algoritmos são chamados de ‘evolucionário’, porque as características da evolução - a recombinação, mutação e seleção - formam a base da sua procura de soluções promissoras” -

As soluções que mostram potencial são então mutadas e selecionadas ainda mais...

Conferências sobre “Algorítmos Evolutivos” acontecem todos os anos, e o interesse neles está a espalhar-se para outras disciplinas.

Prosseguem:

- “Os algoritmos evolutivos são, portanto, um termo coletivo para os diversos ramos de pesquisa que têm desenvolvido gradualmente: estratégias de evolução, programação evolutiva, algoritmos genéticos e programação genética.” -

Conclusão:

Artigos como este são mais uma evidência para a recorrente contradição que existe no mundo evolucionista.

Estas experiências, obviamente, não têm nada a ver com a evolução (e tudo a ver com o design inteligente).

“Algorítmos evolutivos” é uma contradição de termos: se é ‘evolutivo’, então não é um ‘algorítmo’, e se é um algorítmo, então não é evolutivo. Porquê?

Porque a essência da teoria da evolução, tal como Darwin a concebeu, não tem nada a ver com o design inteligente.

A evolução é um processo impessoal, sem propósito e aleatório. Estes cientistas, por contraste, tinham propósitos claros nas suas mentes.

Como forma de obterem melhores designs – designs inteligentes – eles estão conscientemente e propositadamente a selecionar os produtos que advém da aleatoriedade.

Eles podem não saber o que é que os computadores vão produzir, mas de certeza que programaram o computador, colocando nele um critério para o sucesso.

O uso da aleatoriedade num programa não o torna um programa ‘evolutivo’.

A característica distintiva da inteligência é ter uma finalidade desejada, e retirá-la de dentro da aleatoriedade. Isto é algo que a evolução não pode fazer...

Lembrem-se de uma coisa: se há um propósito no processo, ou se há inserção de informação inteligente, então não é um processo ‘evolutivo’, e Design Inteligente.

De forma a discutir-se a evolução de forma mais clara, temos que definir bem os termos ou os evolucionistas fazem ‘saltos de lógica’ com os seus conceitos distorcidos e confusos.

Charles Darwin saltou da seleção artificial (design inteligente) para a seleção natural (materialismo) apenas como ajuda pedagógica.

Ele não tencionava que a seleção natural tivesse uma mente como um camponês que busca um fim.

A evolução é um processo impessoal e não-inteligente, como tal qualquer interferência inteligente torna o processo não realista, não evolutivo.

Os evolucionistas continuam a usar eventos onde há design inteligente como forma de “mostrar a evolução em ação” porque eles estão cientes que processos não inteligentes não tem a capacidade de gerar a complexidade existente nas formas de vida.

Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

7 comentários:

Roder disse...

Excelente post!
Está bem esclarecido para todos entenderem de fato, que a teoria do Design Inteligente é uma ciência de verdade! É impossível dizer que a mesma é inconsistente perante a TGE. Bom, é isso aí, a unica coisa que posso dizer agora é: Parabéns pelo excelente trabalho a favor da verdade. É bom saber que ainda existe alguém desperto neste país. Valeu!

Anônimo disse...

Prezado colega,

Sua afirmação de que a mitocondria noão poderia ser resultado da evolução está correta, baseado no mais recente artigo de Litoshenko AIa (Evolution of mitochondria;
[Article in Russian]Tsitol Genet. 2002 Sep-Oct;36(5):49-57).
Segundo Litoshenko, Nos últimos anos, o seqüenciamento completo de grande variedade de genomas mitocondriais e eubacterial foram concluidos. Estes dados indicam que o genoma mitocondrial evoluio de um ancestral comum de todos os eucariontes existentes e assumiu a possibilidade de que os componentes mitocondriais e nucleares da célula eucariótica foram originados simultaneamente.
Isso comprova, segundo o artigo, que pode ter existido um verdadeiro projeto, como no exemplo dado por você sobre a linha de montagem do carro moderno.
Espero ter ajudado...

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Muito obrigado anônimo, como era de se esperar a teoria do design inteligente mais uma vez previu um fato que estava momentaneamente oculto, como uma autentica teoria científica ela consegue fazer previsões sobre o que virá e será encontrado na natureza, coisa que a teoria da evolução nunca conseguiu e nunca vai conseguir pois se trata de pseudociencia.

Abraço.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Porque um sinal não é a coisa significada, o DI não presume identificar nem focalizar os propósitos de um designer (a coisa significada), mas nos artefatos que resultam dos propósitos de um designer (o sinal).

O que um designer tenciona ou propõe-se a fazer é uma questão interessante, e alguém pode até ser capaz de inferir algo sobre os propósitos de um designer a partir dos objetos com design intencional que um designer produz.

No entanto, as intenções de um designer e até mesmo a sua natureza (se, por exemplo, o designer é um agente pessoal consciente ou um processo télico impessoal) está fora do objetivo do DI.

Como programa de pesquisa científica, o DI investiga os efeitos da inteligência e não a inteligência em si.

Na verdade, um dos aspectos mais vigorosos da Teoria do Design Inteligente é que ela distingue o design do propósito do design.

goomba disse...

Sou esotérico também,porém não tenho medo das teorias da evolução.Concordo parcialmente com elas da minha maneira.

Infelizmente os materialistas com sua tirania,querem justificar que dar um tiro em alguém ou escravizar alguém é seleção natural.E logicamente seleção natural implica em exclusão natural.Afinal seleção é selecionar alguns e deixar outros de lado.Felizmente para mim isso não se aplica.Vou explicar.


Acredito que o conceito de seleção natural só funciona em animais ou seres inferiores aos animais,pois eles são muito dependentes da natureza e de padrões coletivos.Padrões como o ambiente que vivem e a biologia de seus corpos.Assim só seguem os padrões rigidos impostos pela biologia de seus corpos e ao ambiente que vivem.Felizmente com o desenvolvimento e o tempo os seres se tornam menos dependentes dos sistemas rigidos e começam a serem mais "lamarckistas" ,onde o interesse e a vontade predominam.No humano isso é melhor ainda pois nos tornamos mais independentes dos padrões corporais rigidos devido ao poder mental,ao contrário dos animais que são muito condenados a só seguirem os seus ritmos corporais.

Então não existe seleção natural nos tempos de hoje.Qualquer impostor tirano que use a desculpa ah eu matei/escravizei pois isso é seleção natural,é um psicopata.

E os eugênicos psicopatas não compreendem que suas crenças de superioridades são uma visão pessoal imposta pelo coletivo criado pela elite.

E hoje isso é um grande problema.Estamos muito seguindo um pensamento único devido ao sistema economico e politico.Não que seja ruim tem pensamentos em comum com os outros,mas hoje estamos seguindo um coletivo criado pela elite e estamos exagerando na dose.Enquanto com o tempo as espécies vão se diferenciando ,nós ao contrário estamos ficando muito iguais .Japoneses comendo macdonalds assim como os americanos ,espanhois,brasileiros e árabes.

goomba disse...

Sou esotérico também,porém não tenho medo das teorias da evolução.Concordo parcialmente com elas da minha maneira.

Infelizmente os materialistas com sua tirania,querem justificar que dar um tiro em alguém ou escravizar alguém é seleção natural.E logicamente seleção natural implica em exclusão natural.Afinal seleção é selecionar alguns e deixar outros de lado.Felizmente para mim isso não se aplica.Vou explicar.


Acredito que o conceito de seleção natural só funciona em animais ou seres inferiores aos animais,pois eles são muito dependentes da natureza e de padrões coletivos.Padrões como o ambiente que vivem e a biologia de seus corpos.Assim só seguem os padrões rigidos impostos pela biologia de seus corpos e ao ambiente que vivem.Felizmente com o desenvolvimento e o tempo os seres se tornam menos dependentes dos sistemas rigidos e começam a serem mais "lamarckistas" ,onde o interesse e a vontade predominam.No humano isso é melhor ainda pois nos tornamos mais independentes dos padrões corporais rigidos devido ao poder mental,ao contrário dos animais que são muito condenados a só seguirem os seus ritmos corporais.

Então não existe seleção natural nos tempos de hoje.Qualquer impostor tirano que use a desculpa ah eu matei/escravizei pois isso é seleção natural,é um psicopata.

E os eugênicos psicopatas não compreendem que suas crenças de superioridades são uma visão pessoal imposta pelo coletivo criado pela elite.

E hoje isso é um grande problema.Estamos muito seguindo um pensamento único devido ao sistema economico e politico.Não que seja ruim tem pensamentos em comum com os outros,mas hoje estamos seguindo um coletivo criado pela elite e estamos exagerando na dose.Enquanto com o tempo as espécies vão se diferenciando ,nós ao contrário estamos ficando muito iguais .Japoneses comendo macdonalds assim como os americanos ,espanhois,brasileiros e árabes.

goomba disse...

Continuando.


Acho que em parte é normal as pessoas se tornarem um tanto iguais ,porém não tanto.A diferenciação das espécies aconteciam porque eram adaptações especificas ao ambiente(lentas e rigidas devido a limitação da consciencia dos animais e os inferiores a eles).Porem devido a mente humanos estamos mesmos até livres do ambiente em algumas situações.O problema é ter cuidado com o coletivo que construimos (culturas por exemplo ,que estão muito controladas e globalizadas de forma exagerada)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

wibiya widget

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. [Bruno Guerreiro de Moraes]