sábado, 22 de julho de 2017

Múmias de Nazca com Aparência Extraterrestre descobertas Próximo das Linhas de Nazca no Peru - Cientistas Estão Analisando a Inusitada Descoberta - Múmia

Você Sabe o que é “O Salto Quântico Genético”? [Clique Aqui]

Para acompanhar os progressos sobre a descoberta no site da Organização Gaia - [Clique Aqui]

Múmia de Nazca está sendo estudada por pessoal altamente qualificado, exames são financiados  pela Gaia.com - página no facebook AQUI

Uma nova descoberta surgiu dos platôs de Nazca, ali mesmo onde estão as Linhas de Nazca, que se tratam de formações muito misteriosas e controversas, veja artigo sobre o assunto AQUI.  As Linhas de Nazca são acompanhadas por misteriosas construções por toda a sua volta, só para citar algumas: Puma Punku (possível antiga cidade dos extraterrestres na Terra), Tiahuanaco, Ollantaytambo, Fortaleza de Sacsayhuaman, Tambomachay, ilha de páscoa (está mais ou menos na mesma longitude, porém no mar), até mesmo regiões da Amazônia que fica logo ali, (depois da cordilheira de montanhas), que mesmo sendo coberta por vegetação em sua maior parte revela aqui e acolá ter fortemente marcado em seu solo hieróglifos gigantes cujos autores são completamente desconhecidos, clique AQUI para saber mais.

Todas essas citadas construções altamente sofisticadas,  que ninguém sabe ao certo quem foram os construtores, nem quais métodos e equipamentos foram usados, se destacando entre eles Puma Punku que é possivelmente a construção mais elaborada do mundo antigo, e por isso mesmo suspeitasse que se trate de obra de extraterrestres. Dúvida? Então clique AQUI para saber mais sobre o assunto.

Ali, nessa região altamente curiosa (muito pitoresca) do planeta foi encontrado agora restos mortais de seres que tem uma aparência muito similar aos típicos ET Grey, esses ET’s são os que mais são relatados pelos abduzidos no mundo todo desde a mais remota antiguidade. Na Austrália, principalmente, temos pinturas datadas com mais de 9 mil anos mostrando a imagem exata de ETs tipo Grey, são chamadas de “pinturas Wandjina” e se localizam nas montanhas do distrito de Kimberley, próximo do Rio Prince Regent na Austrália Ocidental. Os aborígenes então tiveram contato com ET’s tipo Grey e ficaram tão impressionados que os retrataram nas cavernas da região. 

E agora ao que tudo indica, o mesmo tipo de contato direto foi feito com os povos que viviam ali na região, que hoje em dia é conhecida como Nazca na América do Sul. Mas será que em Nazca o contato com os Aliens foi mais além? A ponto de terem convivido junto com os habitantes? Ou pelo menos terem implantado sua genética nas populações locais e criado híbridos? Híbridos* esses que viveram junto com o povo comum? (*veja mais abaixo sobre o povo de Paracas).

Pode ser que sim! Pois as múmias achadas nessa região aparentam ter o formato de extraterrestres! Seres possuidores de três dedos das mãos e três dedos do pé, cabeça alongada, olho bem grande, boca pequena, etc. se assemelhando muito aos típicos ET Grey. Foi achado múmias de seres grandes, de até 1,68 de altura, e também seres pequenos, de apenas (por exemplo) 60 centímetros, e até menores.

A Bela e jovem Dr. M. K. Jesse, (Radiologista musculo-esquelética do Hospital da Universidade do Colorado, EUA) está participando dos estudos

Quem descobriu?

Ladrões de túmulos, contrabandistas de artefatos arqueológicos, caçadores de relíquias antigas que vasculham toda aquela região atrás de artefatos para então vende-los no mercado negro. Pratica essa condenada pelo governo do Peru, se forem pegos serão presos e os artefatos confiscados.

Quando?

Em Janeiro de 2016, (segundo o dono do canal krawix 999) que foi o pioneiro na divulgação da descoberta.

Breve História:

Em Outubro de 2016 no Youtube um usuário anônimo usando de um pseudônimo (canal krawix 999, inscreveu-se em: 31 de Agosto de 2016, link AQUI) postou esse vídeo AQUI em 08 de out de 2016 e depois mais seis vídeos (obs. atualmente ele editou os títulos). Na descrição do vídeo agora tem um link para o Website: https://sites.google.com/site/krawix999/ - Emails: krawix999@gmail.com / krawix2017@gmail.com Mais tarde foi revelada a identidade dele, seria Paúl Ronceros (verdadeiro nome G. Paul Ronceros Fernandez), ele apresenta então ao mundo três peças muito curiosas, uma mão muito grande com apenas três dedos longos, uma cabeça de um ser pequeno, muito parecido com a cabeça dos ET Greys, e um pequeno corpo da mesma espécie de tamanho reduzido, apenas 21 centímetros.

Mas isso foi apenas o começo, agora todo o caso está nas mãos de pessoas bem mais competentes, fidedignas e preocupadas apenas em revelar a verdade, esse pessoal mais competente está fazendo analises cientificas sérias para determinar sobre o que de fato se trata essas múmias. O Paúl Ronceros apresentou as primeiras peças, e foi ganhando notoriedade, mas as estórias dele começaram a apresentar uma porção de falhas, isso por que o Paúl é um contrabandista de artefatos arqueológicos. Para não ser preso e ter as suas peças confiscadas pelo governo teve de inventar mentiras, jogar desinformações para despistar as autoridades. Ele lamentavelmente fez uma grande lambança, e isso claro é explorado ao máximo pelos pseudocéticos, que desesperados, tentam desqualificar de qualquer jeito os achados antes que seu mundo desabe. Mais sobre o assunto abaixo.

Organização Gaia assumi o caso:

Mas ainda bem, pessoas muito sérias e competentes assumiram o caso, e estes agora estão fazendo um excelente trabalho, se trata da equipe da Comunidade ‘Gaia’ uma empresa de mídia que procura se autofinanciar para custear e investigar de forma independente sem a intervenção de organizações comprometidas com o establishment e governos comprovadamente corruptos como os EUA, eles também não precisam se preocupar com a linha editorial das grandes produtoras, muitas vezes essas linhas editoriais são impostas por ideologias dos donos de tais veículos de comunicação. Sobre: https://www.gaia.com/lp/about/ Mais detalhes sobre: http://ir.gaia.com/ -http://ir.gaia.com/company-information - Acompanhe na página do Gaia como está indo à averiguação sobre essas múmias tão misteriosas [Clique Aqui] mais vídeos do progresso do estudo estarão sendo disponibilizados ali mesmo, eles estão cobrindo isso no estilo reality show.

A linda repórter, produtora, modelo e ufóloga Melissa Tittl (que já participou do Hangar 1 série de documentários da Mutual UFO Network que passa no History channel) apresenta o caso, e participa das pesquisas, inclusive ajudando a colher as amostras

As Múmias tem três dedos (nos pés e nas mãos), cabeça longa, algumas são bem pequenas, são Extraterrestres?

Antes de responder a isso, é preciso falar muito brevemente sobre os Chinchorros. Já ouviu falar dessa cultura? Seremos breves, se quiser saber mais detalhes do assunto acesse esse link AQUI e esse AQUI os Chinchorros é uma cultura muito antiga com mais de 9 mil anos, esse misterioso povo se estabeleceu na costa da América do Sul onde hoje fica a cidade de Arica atual extremo norte do Chile. Esse povo desenvolveu uma cultura muito, mas muito bizarra! Bizarra mesmo! Pois, falando sem rodeios, eles costumavam esquartejar os corpos de seus amigos, colegas, parentes quando morriam, tiravam toda a pele da pessoa e a conservava, limpava os ossos, retirava todos os órgãos, depois eles juntavam os ossos, preenchiam com pedras, folhas, ossos de animais, peixes, madeira, areia, conchas, amaravam tudo e depois “vestiam” esse ‘boneco’ (?) com a pele do próprio morto... Mas para que?

Bem, o motivo exato é desconhecido, pois tal cultura não possuía escrita e por isso não há uma explicação dos próprios Chinchorros do por que faziam isso, mas pistas do ‘por que’ pode estar na cultura Inca e na cultura dos aborígenes da Ilha de Papua Nova Guiné. No caso dos Incas é bem conhecido o culto aos ancestrais, literalmente os Incas conservavam (na medida do possível) os corpos de seus governantes, estes eram conservados e mantidos com muita devoção, e em festivais e ocasiões especiais as múmias incas reais eram exibidas ao povo, eles faziam procissões muito semelhantes as procissões “santas” que a Igreja Católica faz em vários lugares, inclusive no norte do Brasil. Mas em vez de apenas ter uma imagem ‘santa’ tinha o corpo (ossos) santos dos Reis anteriores, que inclusive eram consultados pelos sacerdotes.

No caso dos aborígenes da Ilha de Papua Nova Guiné (essa ilha imensa fica ao norte da Austrália, sendo que muito provavelmente a mesma raça que a habita atualmente, é a que chegou até o litoral da América do Sul há mais de 9 mil anos atrás) eles cultuam os ancestrais de um modo muito parecido com os antigos Incas, ali os guerreiros e caçadores quando morrem são submetidos a um método muito primitivo para tentar conservar o corpo, eles são defumados (isso mesmo que você leu) para a carne ficar dura e resistente (carne seca). Uma vez conseguido isso eles são pintados com uma mistura de terra, resina, algumas plantas são usadas, assim a carne não se decompõe. Essas múmias então são cultuadas. Mais sobre o assunto AQUI.

Múmia de Nazca sendo analisada com muito profissionalismo, será um corpo extraterrestre?

Então é muito provável que os Chinchorros faziam toda essa elaborada mumificação por que isso era uma questão de religião, de culto aos ancestrais. Isso de conservar os parentes, amigos, governantes fazendo os corpos passarem por um processo de mumificação pode ser o jeito que os povos antigos tiveram para lidar com a dor da perda, pelo menos mantendo o corpo semi-conservado da pessoa morta, tinha-se a “sensação” de que ela não se foi para sempre... Já nas sociedades mais avanças é uma questão de magia, pois estando os restos mortais ali, a alma do falecido pode ser invocada por sacerdotes que possuam o dom paranormal para isso.

Então será que as múmias de Nazca são como estas da cultura Chinchorro? Nesse caso seriam múmias de extraterrestres ou híbridos que foram conservadas e eram cultuadas? Pode ser que sim, pois ali perto de Nazca também existe as múmias de Paracas dos crânios alongados, esse povo tinha entre eles muitos com os crânios alongados e esses crânios alongados pode ser natural, existe fortes indícios de serem de uma raça hibrida, ou são um tipo de ser humano diferente um, hominídeo que acabou muito recentemente extinto... Mas quer saber a verdade mesmo? Tudo indica ser uma raça hibrida com extraterrestres sim! Pois é apenas ali, e unicamente ali, em Paracas (uma região desértica) que tal tipo de pessoas com o crânio muito alongado é achado. Não bate com as evidências dizer que é um outro tipo de humano que foi ‘evoluindo’ desde o surgimento dos humanos na Terra. Mais sobre o assunto AQUI.

Veja vídeo sobre o assunto:
Crânios de Paracas (Peru): Humanos Desconhecidos ou Alienígenas?

Então algum povoado perto das linhas de Nazca conviveu, ou pelo menos teve acesso a corpos de alienígenas tipo Grey? Fizeram múmias desses corpos para idolatra-las, ou pelo menos, para enterra-las com honra equivalente a reis e rainhas? Pelo que as evidencias estão mostrando sim.

Múmia de Nazca tem três dedos na mão, e três dedos nos pés, cabeça alongada, olhos enormes, um extraterrestre, ou hibrido?

Apresentadora Melissa Tittl no documentário do Gaia.com falando do achado e explicando os procedimentos para os exames laboratoriais

Outras hipóteses para as Múmias

Naturalmente ao surgir as primeiras imagens dessas múmias “aliens” os pseudocéticos (religiosos cristãos e materialistas/ateus) correram para a internet para primeiro, afirmar que eram tudo “fraudes modernas” isto é, montagens feitas atualmente por pessoas inescrupulosas querendo lucrar encima da ingenuidade dos crentes, para esses pseudocéticos era ‘obvio’ que são fraudes, e só faltou eles pedirem “pelo amor de deus” para que essas múmias fossem queimadas o mais rápido possível, antes que a notícia se espalhasse mais. Pseudocéticos são assim... como eles tem lá as suas crenças muito amadas e intocáveis, ficam DESESPERADOS quando surge alguma coisa que vá contestar a suas ‘verdades’ sagradas. Entre esses se incluem os cristãos, afinal não está na bíblia relatado nada sobre seres de outros planetas visitando a Terra, toda a ‘criação divina’ é apenas a Terra e os humanos, o resto é resto. Os evolucionistas estes com certeza ficaram com todos os pelinhos de macaco pelado deles arrepiado! Só a ‘possibilidade’ já os deixa completamente ensandecidos. O que vai ser da nossa religião se ficar provado que essas múmias são de extraterrestres? Bem... com certeza a religião de culto a Darwin vai virar pó.

Especularam isso, mas apesar dos protestos, dos xingamentos, das difamações, do arrancar de cabelo dos pseudocéticos os testes laboratoriais foram sendo executados, e provando assim que as múmias não são montagens modernas, NÃO SE TRATA DE UM FRAUDE MODERNA se for fraude, é uma fraude antiga...

Foi aí que aconteceu uma reviravolta, o Paúl Ronceros, o primeiro a divulgar as descobertas, revelou em seu site, e nos seus vídeos, que exames mais profundos tinham sido feitos e ficou ‘provado’ que as múmias e até mesmo as mãos de três dedos em poder dele eram montagens. É explicado que algum povo antigo resolveu pegar partes de animais e humanos e moldar para ficarem com a aparência de ET’s Grey. Assim como os Chinchorros criavam as múmias ‘desmontando’ o corpo dos parentes, e depois os unindo novamente, é possível que um povo antigo (talvez os próprios Chinchorros) resolveram desmontar os corpos de animais, e pessoas, e os remontaram com essa aparência, que é muito similar, senão idêntica, aos ET Grey. Mas por que fariam isso? Fariam isso por uma questão de devoção, eles conheceram e viram os ET tipo Grey e tiveram a necessidade de os reproduzir como múmias. Fizeram as múmias por que essa era a especialidade deles, desmantelar corpos animais e humanos e os remontar. Já os aborígenes da Austrália fizeram as pinturas nas cavernas.

Petróglifos achados perto do local onde estavam as múmias de Nazca, como podem ver na representação há uma figura humanoide com três dedos

O Paúl Ronceros então diz estar convencido que de fato todas as múmias são montagens, mas afirmar isso é temerário. Pois para ter certeza mesmo é preciso fazer o que a organização Gaia está fazendo, examinar muito cuidadosamente cada item, pois mesmo que parte seja mesmo montagens, outras podem não ser...

A Múmia maior por exemplo pode ser o ET verdadeiro, e as múmias menores são como os Ushebti egípcios,  (pequenas estatuetas funerárias que eram colocadas nos túmulos junto a múmia para substituir o morto nas tarefas do além). O Paúl Ronceros deixou claro em suas primeiras declarações que se trata de um ‘crente’ uma pessoa que quando é convencida de algo, se torna tendenciosa, antes ele estava convencido que eram ET’s por isso fez muitas declarações ousadas, precipitadas, entusiasmadas e até ridículas. Agora que o convenceram do contrário ele está pendendo para o outro lado, ele está sendo radical no negar as evidências. Então a pessoa não tem equilíbrio, não segue a metodologia cientifica que é cuidadosa ao fazer declarações.

Ele ainda age como um religioso, agora do outro lado, negando por negar, não querendo dar chances para a duvida cientifica. Será que no final de toda a analise ficará claro que todas as múmias são montagens? Ou pelo menos uma pode ser real? Uma possibilidade grande é que pessoas de alta classe da comunidade da região pode ter mandado criar as múmias para então exibi-las ao povo e dizer que eles tinham múmias verdadeiras dos Deuses, pois de fato na arte de todos os povos andinos (das Cordilheiras dos Andes) retratam seus deuses como tendo apenas três dedos longos, inclusive a equipe do Gaia usando drones conseguiu achar um petrógrafo próximo da descoberta das múmias onde tem uma figura humana com três dedos.

Os antigos governantes da região pode ter criado as múmias falsas de deuses e exibido ao povo, assim como os incas faziam com as múmias dos reis. Claro que isso são especulações, é preciso maiores estudos para determinar se é isso mesmo, e a turma do Gaia está determinado nesse sentido.Eu particularmente espero que pelo menos uma múmia seja de ET de verdade, e as outras podem se tratar de Ushebti’s.

Mais acima a Dr. M. K. Jesse analisando os ossos das múmias pequenas, será que essas se tratam de Ushebti’s ? Abaixo uma das múmias menores sendo preparada para exames

Equipe da Organização Gaia envolvida na pesquisa:

- Melissa Tittl - Repórter, produtora e investigadora.
- Dra. M.K. Jesse, médica.
- Jaime Maussan - Repórter do México, ufólogo.
- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia, médico.
- Dr. Edson Salazar Vivanco, do Peru, médico.
- Dr. José de Jesus Zalce Benitez, México, médico.
- José de la Cruz Rios - Biologista, México, cientista.
- Dra. Natalia Zaloznaja, PhD, Rússia, médica.
- Jay Weidner - Diretor do Gaia.
- Michael Aseev, médico, Genética da Rússia, cientista.
- Daniel Merino - Archeology Espanhol, arqueólogo.
- Thierry Jamin - Archaeologist, arqueólogo, explorador, pesquisador da França.

O que de fato temos aqui?

Só saberemos se as análises das múmias continuar, mas pelos pseudocéticos essas múmias todas já poderiam ser empilhadas e incineradas em praça pública, eles não querem nem ‘sonhar’ que uma delas seja de verdade. É nessas ocasiões que poderemos verificar quem tem respeito verdadeiro pela metodologia cientifica, e quem apenas finge ser racional. Você teme a verdade? Tem receio que as análises venham a contestar tudo aquilo que você acreditou até hoje? Aconselho a se acalmar... e deixar a ciência fazer o seu serviço, quando o método cientifico é seguido à risca ele sempre traz as melhores respostas, e se isso contestar a sua ideologia, se isso for contra a sua religião, fazer o que? Nesse caso agradeça a ciência por ela provar que sua ideologia estava complemente errada e que você esteve acreditando em mentiras desde que nasceu. Seja a mentira do homem de barro, ou a do homem macacoDá para se concluir alguma coisa? Não... ainda não, pois as análises apenas começaram a serem feitas, teremos de aguardar os resultados e isso vai levar meses. Por isso não se precipite, respeite a metodologia cientifica. A verdade deve imperar acima das ideologias e gostos pessoais.

É preciso pagar para ver o andar da investigação?

A equipe do Gaia assumiu e a Gaia se trata de uma organização que procura se financiar por meios não convencionais, é como uma emissora de TV, eles fazem o investimento e precisam de algum retorno para então prosseguir, o Gaia.com se trata de algo parecido com o Netflix, produz conteúdo que é disponibilizado apenas na internet, acredito que tenha alguns conteúdos que são exclusivos (como esse sobre as múmias de Nazca) e outros foram comprados para ser exibido com exclusividade lá. Então você estando num país capitalista, num mundo capitalista, não deveria se impressionar com o fato de que terá de pagar alguma coisa (assinar o serviço) para ter acesso ao conteúdo restrito. Por que criticar o fato do Gaia cobrar para fazer essa pesquisa? Como vão pagar os médicos, cientistas, profissionais áudio visuais, repórteres, etc... se não cobrarem alguma coisa? No Gaia.com não há comercial, por que assim os anunciantes não poderão mandar e desmandar no conteúdo disponibilizado. Quem sustenta a organização são os assinantes.

E esse público do Gaia.com é de pessoas como eu, ou como você, que está à procura de conteúdo não contaminado por interesses puramente comerciais, ideológicos ou governamentais. Nós procuramos pela verdade, mesmo que governos, religiões, ou megaempresas fiquem incomodadas(os) por essas verdades, então eu me sinto muito bem, e útil, por colaborar com uma iniciativa tão boa, e sinceramente motivada como essa. Se você puder, se tiver condições, colabore também. Se não tiver condições, ok, eu e muitos outros pesquisadores estarão trazendo o resumo de toda essa empreitada.

Múmias de Nazca estão sendo profundamente estudadas graças a organização Gaia que está financiando todos os exames, colabore com a organização para que mais iniciativas como esta possa ser possível

Versão de Paúl Ronceros (vulgo G. Paul Ronceros Fernandez):

Ele afirma que os indivíduos que encontraram as múmias não são ladrões de túmulos ou arqueólogos, mas que andavam por uma área de Nazca nas proximidades do Oceano Pacífico quando encontraram uma pedra caída, expondo o que parecia a entrada de uma caverna, (Obs. por que deveríamos acreditar nele sobre a identidade dos descobridores? Ele próprio deve ser o ladrão de túmulos, não vai admitir isso por que senão será preso).

Os indivíduos foram investigar, e alegam terem descoberto uma cidadela de pedra em estilo inca no subterrâneo, grandes pedras lavradas e vários sarcófagos de diferentes tamanhos, (Obs. até hoje dia 18 do 07 de 2017 não foi revelado o local dos achados, esses contrabandistas estão despistando as autoridades). Eles descobriram nesse local diversos restos mumificados de seres estranhos, com diferentes tamanhos e aparentando não serem humanos. O ufólogo Dante Rios Tambini também se envolveu com a investigação, após ter contato com uma pessoa durante uma conferência ufológica em Arequipa no final de 2016. 

Essa pessoa (também preferiu se manter anônimo) alegou ter acesso a alguns dos restos mumificados, e estes foram submetidos ao Instituto Inkarri em Cuzco, comandado por Thierry Jasmin um arqueólogo e explorador Frances, (Nota: Thierry Jasmin é o nosso herói, como poderão verificar mais a frente, foi ele quem informou ao Jaime Maussan da existência das múmias. Este deu toda a atenção devida/merecida. Jaime então informou o Instituto Gaia que então assumiu o caso, impedindo que o governo e militares colocassem as mãos nos achados e mais tarde desacreditassem tudo, como sempre fazem). 

Afirma-se ainda que Jaime Maussan está envolvido, tendo alegadamente visitado o Peru com sua equipe e obtido algumas amostras. Maussan alega que um acordo de confidencialidade foi assinado entre os pesquisadores, a fim de que os resultados somente sejam divulgados daqui algumas semanas. [Fonte dessa história AQUI].

Dr. Edson Salazar Vivanco, médico Peruano e Dr. José de Jesús Zalce Benitez biólogo mexicano


No site oficial do Paúl Ronceros ele escreve:

Em 2015 foi descoberto sob o deserto escaldante de Nazca um conjunto de passagens e câmaras subterrâneas onde foram encontrados dois sarcófagos de pedra contendo diferentes corpos mumificados de humanóides, é o que foi relatado pelos descobridores, (que vivem nas proximidades do local). A história da descoberta parece um roteiro de filme de sucesso de Hollywood, a verdadeira história por trás disso é extrema incrível. Em julho 2016 recebi os primeiros seres, (Obs. notem que a estória dele muda, ali para a revista UFO ele diz que acharam uma cidadela, aqui ele fala de apenas dois míseros túmulos, e veja o entusiasmo bobo...) a maioria desconhece sua origem e fabricação, a primeira análise de raios-X determinou que os ossos são reais.

Em outubro do mesmo ano, (2016) apresentei um desses corpos para a imprensa local, a notícia saiu em um jornal local em Cuzco, em seguida, coloquei o primeiro vídeo no Youtube. De lá, os pontos de vista a favor e contra tenazmente lutou para prevalecer, mas nunca deu provas apesar da avalanche de críticas por parte de todas as classes sociais e todos os círculos científicos. Em abril 2017 Jaime Maussan, repórter e ufólogo mexicano chegou ao Peru com uma equipe de cientistas internacionais para analisar as múmias obtidas por Thierry Jamin. Maussan em seguida disse em seu programa que analisou as múmias e que estas tem possibilidade total de serem de fato extraterrestres.

Transcrição completa de toda a fala dos quatro primeiros vídeos (episódios) que divulgam a descoberta, por Gaia.com


Unearthing Nazca - Special Report - S1: Ep1 - 6 mins:
Para ver Clique Aqui

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: É possível que vejamos uma das descobertas mais importantes do século XXI.

- Narrador: Nazca, Peru. Lar de um dos sítios arqueológicos mais misteriosos da Terra, agora eis que surge um novo mistério deste lugar remoto e que nos leva do que podemos ver acima do solo, para o que reside abaixo dele. Reportagem especial as múmias de Nazca.

- Melissa Tittl - Repórter: Recebemos muitas pistas aqui na Gaia em relação a novas descobertas e investigações, mas uma pista especialmente interessante veio de um jornalista chamado Jaime Maussan.

- Jaime Maussan - Repórter México: Meu nome é Jaime, sou um jornalista investigativo e venho trabalhando como jornalista nos últimos 47 anos da minha vida.

- Melissa Tittl - Repórter: Ele ouvir falar de algumas múmias no Peru que não parecia humanas.

- Jay Weidner - Diretor do Gaia: Então decidimos ir ao Peru examinar e ver se eram falsas ou reais ou o que eram. Nossa equipe entrou no avião e voou do Colorado (EUA) a Lima no Peru, com as câmeras e tudo mas a rebote.  Jaime trouxe uma equipe de filmagem, nós também trouxemos os cientistas.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Temos uma missão muito importante aqui e eu vim junto com esse grupo de cientistas profissionais e jornalistas.

- Melissa Tittl - Repórter: Quando cientistas chegaram o corpo foi revelado e analisado pela primeira vez.

- Jay Weidner - Diretor do Gaia: Quando foi retirado da caixa houve um silêncio impactante no início.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Era uma múmia preparada esse humanoide mede 1,68 cm quase do meu tamanho um pouco mais baixo, ou seja uma pessoa que andava como nós, movia as mãos como nós, com pernas longas A proporção corporal era bem parecida com a nossa com uma mão autêntica com três dedos bem longos.

- Dr. José de Jesus Zalce Benitez, México: Os três dedos são uma característica que o torna único e inesquecível isso é exatamente o que nos faz pensar que ele não pertence a espécie humana.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: É claro, muito importante a cabeça com certeza era o mais extraordinário, não era como o nosso crânio, é bem alongado. Isso é muito claro. O crânio também era muito natural, existe algumas evidências interessantes tem olhos, nariz, mas não orelhas só pequenos orifícios.

- Jaime Maussan - Repórter México: As múmias são cobertas com esse pó branco mas não é somente por branco e algo que realmente resseca a pele E assim ela sobrevive por muitos anos.

- Jay Weidner - Diretor do Gaia: Quando o Konstantin Korotkov coletou amostras vimos a pele cinzenta então eu fiquei aliviado pois sei que os corpos quando alcançam esse nível de decomposição ficam de cor cinza da ardósia. Então foi bom descobrir isso.  

- Melissa Tittl - Repórter: Uma das coisas mais importantes que podemos fazer é coletar amostras e as amostras são importantes. Por várias razões os testes de carbono 14 e de DNA ajuda a calcular a idade possível da criatura e a sua constituição genética. Um dos laboratórios que analisou amostras com carbono 14 indicou a idade de 245 anos D.C.  a 410 D.C. Uma das coisas mais legais que fizemos foi levar o corpo para um exame de TC. Estamos obtendo todas as informações das tomografias analisadas.

- Dra. M.K. Jesse dos Estados Unidos: Alguém poderia ter vindo até aqui feito algo no crânio para mudá-lo ou feito algo com as mãos para que tivessem essa aparência? Estas imagens dizem que não, isso é muito improvável.

- Melissa Tittl - Repórter:  O professor Konstantin Korotkov e sua equipe na Rússia também analisaram o corpo e descobriram algumas evidências interessantes.

- Dra. Natalia Zaloznaja, PhD, Rússia: As múmias são basicamente corpos sem os órgãos, então tecnicamente esta não é uma múmia convencional. Neste caso o corpo ficou mumificado, mas os órgãos não foram removidos.

- Jay Weidner - Diretor do Gaia: O curioso é que depois que vimos o corpo começamos a olhar para grifos próximos e descobrimos uma figura próxima do local da descoberta com três dedos ali por perto nas montanhas.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Eu já vi muitas imagens de culturas sul-americanos, eu acharia que se trata de imaginação de alguém, mas todos os mitos e crenças religiosas dos antigos tem certa base real. (Mostrou várias imagens de pinturas e arte onde os Deuses tem apenas três dedos longos).

- Jay Weidner - Diretor do Gaia: Então estamos pensando no que temos aqui...

- Melissa Tittl - Repórter: A organização Gaia está muito comprometida com a história, vamos contar a vocês se é humano ou não, a nossa missão é a pura curiosidade, “o que pode ser?” e faremos uma abordagem jornalística disso, e essa e a nossa missão, e é isso que esperamos dar a vocês.

- Jaime Maussan - Repórter México: Esse é apenas o começo não o final nem mesmo com as amostras. Ainda há muito mais para vasculhar.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Do meu ponto de vista não há como ser alguma deformidade de um corpo humano é uma estrutura diferente de todos os esqueletos e pertence a outra criatura outro Humanoide.

Contact com a organização Gaia: investigate@gaia.com

Unearthing Nazca - Update 1: The Discovery - S1: Ep2 - 7 mins
Para ver Clique Aqui

- Narrador: Investigação da múmia de Nazca parte dois. Cada vez os cientistas ficam mais perplexos a medida que essa múmia é investigada.

- Jay Weidner - Diretor do Gaia: Estamos mesmo fazendo isso certo, temos um certo receio saudável sobre tudo que está à nossa volta e sabemos que precisamos seguir o método científico até o fundo da nossa investigação.

- Melissa Tittl - Repórter: Logo juntou-se a nós o professor Konstantin Korotkov da Universidade de São Petersburgo na Rússia, ele é especialista forense em Bioenergia.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Temos uma missão muito importante aqui no Peru. Eu vim junto com o grupo de cientistas profissionais de jornalistas do mundo todo.

- Jay Weidner - Diretor do Gaia:  Quando a múmia foi levantada, tirada da caixa um silêncio impactante se abateu sob todos no início.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Era uma múmia preparada, o tamanho desse espécime era de 1 m e 68 cm quase do meu tamanho ou seja uma pessoa que andava com nós que era capaz de mover as mãos como nós com pernas longas A proporção do corpo era bem parecida com a nossa.

- Jaime Maussan - Repórter México: As múmias são cobertas completamente com pó branco mas não é somente um pó branco, é algo que realmente resseca a pele (argila branca) e assim ela sobrevive por muitos anos.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Quando consegui limpar o pó vi matéria escura muito escura.

- Jaime Maussan - Repórter México: Fiquei muito animado quando percebi que debatido pó branco havia pele, carne real.

- Jay Weidner - Diretor do Gaia: Eu sabia que tínhamos uma criatura orgânica.

- Dr. Edson Salazar Vivanco, do Peru: Tinha a cabeça, o pescoço, caixa torácica, a cintura pélvica e os membros. E no interior dos membros havia algo que chamou a nossa atenção, a presença de dois ossos no antebraço que seria um rádio e a ulna, na perna seria a tíbia, e a fíbula.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Fomos capazes de ver todas as vértebras e calculamos que havia cerca de 25 delas também conseguimos ver as costelas era uma estrutura anatômica muito clara e completa.

- Dr. José de Jesus Zalce Benitez, México: O DNA nos permitirá fazer uma correlação biológica da evolução em relação a qual espécie ela pertence ou o nível de semelhança com a espécie humana.

- Melissa Tittl - Repórter: Enquanto continuamos o sequenciamento total do DNA o professor Konstantin Korotkov e sua equipe tem alguns primeiros resultados interessantes.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Nossos profissionais, e são um dos melhores profissionais da Rússia, diretor de sistemas de um laboratório de genética foram capazes de extrair o DNA e confirmaram que é do sexo feminino pois havia somente fitas de DNA ‘X’ e isto quer dizer que é do sexo feminino. Tem uma estrutura corporal praticamente igual a estrutura do corpo humano.

- Melissa Tittl - Repórter: Os testes de DNA originais do professor Konstantin Korotkov determinaram que era do sexo feminino e assim que a equipe descobriu isso decidiram dar um nome a ela, e a chamaram de ‘Maria’.

- Michael Aseev Genética da Rússia: Das amostras de DNA da múmia agora conhecida como Maria fomos capazes de identificar que ela é uma mulher, pois o cromossomo Y está ausente.

- Dra. Natalia Zaloznaja, PhD, Rússia: Nas tomografias das partes posteriores do crânio vimos algo que era menos denso que o osso, provavelmente os restos desidratados do cérebro, na cavidade torácica traçamos os contornos das câmaras cardíacas e dos ramos principais dos pulmões, na cavidade abdominal vimos os contornos do fígado e do baço e na pelve havia os contornos visíveis dos intestinos.

- Melissa Tittl - Repórter: Durante a extração de DNA o professor Konstantin Korotkov e sua equipe descobriram a presença de algo na amostra.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: No processo de extração é preciso diluí-lo em um líquido muito especial, e disseram que esse líquido tinha um cheiro muito pungente, o tipo de cheiro de certas ervas, então isso nos diz que no processo de mumificação este corpo foi mumificado com algum tipo de líquido herbáceo.

- Melissa Tittl - Repórter: e os especialistas como Daniel Merino relacionam esse tipo de cheiro herbáceo a uma mistura como as usadas no antigo Egito.

- Daniel Merino - Archeology Espanhol: As múmias egípcias também tinham esse tipo de processo de embalsamento dos corpos, o que eles estavam fazendo era tentar evitar a decomposição do corpo assim poderiam ir para a vida após a morte mais intactos, por isso buscavam métodos naturais como resina acrílica para proteger e manter a pele os órgãos intactos.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Então é totalmente claro que essas múmias foram especialmente preparadas, não é apenas uma consequência natural, foi uma preparação específica e a posição quando ficam sentados dessa forma é uma indicação clara para nós.

- Narrador: Essa preparação especial foi criada por humanos ou não humanos? É possível que este corpo teria cido mumificado com práticas semelhantes às dos antigos Egípcios?  A seguir uma radiologista músculo esquelético nota algo interessante.

- Dra. M.K. Jesse: No crânio não vejo as linhas das suturas não ossos separados. No crânio parecem todos fundidos isso parece ser uma estrutura sólida.

- Narrador: As amostras estão em laboratórios de cinco países diferentes, e um sequenciamento total de DNA está sendo preparado, enquanto isso a equipe aguarda o processo para mais resultados outros corpos foram encontrados no mesmo local.

Unearthing Nazca - Update 2: Analysis Begins - S1: Ep3 - 9 mins
Para ver Clique Aqui

- Narrador: Nazca no Peru, lar de um dos sítios arqueológicos mais misteriosos do planeta Terra, um novo mistério surgiu nesse lugar remoto que nos leva do que vemos acima do solo ao que reside abaixo dele. As Múmias de Nazca Parte 3

- Narrador: O professor Konstantin Korotkov e sua equipe descobriram que a estranha criatura é do sexo feminino, eles foram capaz de extrair DNA e confirmar que é do sexo feminino, pois havia somente fitas X.

- Michael Aseev Genética da Rússia: Das amostras de DNA da múmia agora conhecida como Maria fomos capazes de identificar que ela é uma mulher pois o cromossomo Y está ausente.

- Narrador:  A equipe também confirmou, no processamento do DNA, um estranho cheiro herbáceo que vinha da mostra, alguns especialistas sugerem que ele vem do processo de mumificação mas a pergunta ainda permanece essa criatura foi preservada por humanos ou foi por não humanos? Enquanto agradamos por mais resultados do DNA Konstantin Korotkov ainda considera os achados recentes da datação por carbono 14 os resultados afirmam que o corpo foi datado entre 245 e 410 D.C.

- Melissa Tittl - Repórter: Após a equipe analisar o corpo cientificamente ela decidiu pesquisar a área ao redor do achado para ver se haveria algo que poderia ser encontrado que estivesse relacionado a esses corpos.

- Jay Weidner - Diretor do Gaia: O curioso é que depois que vimos o corpo começamos a olhar os petrógrafos próximos e descobrimos uma figura humana com três dedos próximo do local da descoberta nas montanhas. Então estamos pensando sobre o que realmente temos aqui.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Eu vi muitas imagens de culturas Sul americanas, eu até acharia que é imaginação de alguém, mas todos os mitos e crenças religiosas dos antigos tem certa base na realidade.

- José de la Cruz Rios - Biologista, México: A uma relação entre a presença desses indivíduos e os desenhos feitos pelas antigas culturas peruanas porque eles tiveram contato, eles os viram e os representaram na Pedra.

- Narrador: É possível que esses seres de três dedos tenham realmente interagindo com as civilizações antigas de Nazca? Tudo indica que sim.

- Dr. José de Jesus Zalce Benitez, México: Os cinco metacarpos são fundidos por meio de três leitos e três dedos. Os três dedos tem de cinco a seis falanges, ou seja, eram bem mais longos que os humanos.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Não temos certeza de como eles usavam esses dedos, mas é claro que eram muito mais flexíveis que os nossos, podem pegar, eles podem tocar, eles podem fazer tudo o que fazemos com as nossas mãos de cinco dedos. Em aparelhos descobrimos com a nossa tecnologia que esses três dedos funcionam muito bem. Obviamente é uma criatura semelhante aos humanos com 100% de certeza é uma criatura Humanoide.

- Narrador: Enquanto isso nos Estados Unidos uma radiologista músculo esquelético Dra. M.K. Jesse examina nossas imagens de TC.

- Dra. M.K. Jesse: Estou muito curiosa para ver essas imagens. Acredito que, o que posso dizer olhando para essas imagens, olhando para os ossos o dia todo, e ser especialista em ossos é que o esqueleto de qualquer mamífero é incrivelmente complexo o que é bom porque eles serão muito difíceis de reproduzir, então acredito que seremos capazes de dizer se esses são ossos realmente autênticos olhando para esse esqueleto obviamente temos ossos realmente de aparência autentica de um mamífero. Temos os olhos direcionados para frente, temos a mandíbula como você pode ver, com fileiras de dentes em cima e embaixo, o formato do crânio é interessante é bem alongado uma aparência atípica para um crânio humano, como sabemos. Olhando para o resto do esqueleto temos a coluna torácica que segura as costelas ou a caixa torácica ou tórax tudo parece muito humanoide, também há o fêmur, a tíbia e a fíbula, tudo isso é muito característico e até mesmo no antebraço aqui temos os ossos chamados rádio e ulna.

O que é interessante é que vemos que há uma coleção de ossos, isso é chamado o carpo do punho. É uma aparência característica, mas se movermos para fora vemos três dedos muito distintos, o que é fascinante. O crânio, não vejo as linhas das suturas. Não há ossos separados no crânio. Parecem todos fundidos. Isto parece ser uma estrutura solida. Na mão, vindo do carpo, não só vemos três e apenas três dedos, mas temos um aumento dos ossos também. Vemos que o mesmo acontece nos pés. Os metecarpos e as falanges. Os metacarpos estão na palma das mãos e as falanges nos dedos. Então se olharmos onde os metacarpos estariam, eles são ossos bem espessos. Eles são muito mais espessos do que os ossos que veremos nas minhas ou nas suas mãos. A mesma coisa com as falanges ou ossos dos dedos, eles são bem robustos.

- Dr. José de Jesus Zalce Benitez, México: Eu vim com esperança, mas não tinha certeza vim apenas com esperança agora que tive oportunidade de analisar ver e ter isso nas minhas mãos, tiramos as radiografias, ver os estudos radiológicos, a pesquisa comparativa e ouvir a opinião de outros especialistas em outras áreas compartilhando suas opiniões científicas que são semelhantes, quase idênticas, todos concordamos e chegamos a mesma conclusão e parecer.

- Dr. Edson Salazar Vivanco, do Peru: Nenhum dos estudos científicos menciona seres humanoides com três dedos, não há menção, não há estudo científico.

- José de la Cruz Rios - Biologista, México: É histórico vai mudar muitos paradigmas vai mudar totalmente muitos conceitos e ideias na ciência e na biologia.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Com isso temos uma enorme mudança cultural isso pode mudar a consciência da humanidade como um todo, finalmente aceitamos que sabemos que não sabemos de nada. E todos os nossos conceitos sobre a história sobre o desenvolvimento são apenas conceitos. Isso abre totalmente uma nova página na história sem evidência física todo resto são apenas contos de fadas.

- Jaime Maussan - Repórter México: Assim que tivermos os resultados precisamos apresentar a luz do mundo, o mundo decidirá não estou dizendo a ele, e não estou dizendo você mas eu sei que não há outra criatura como essa em outro lugar se não formos capazes de determinar com certeza sou origem teremos que pressupor que aqui na Terra escreveremos nos livros de antropologia, paleontologia, antropometria e história Natural sobre uma nova espécie que nunca vimos que não existe que não está registrada e sobre a qual não temos nenhum registro na Terra.

- Dr. Konstantin Korotkov, PhD, Rússia: Do meu ponto de vista não há como ser alguma deformidade do corpo humano, e é uma estrutura totalmente diferente de todos os nossos esqueletos e pertence a outra criatura, outra humanidade.

- Narrador: Corpos menores também foram descobertos e a equipe espera coletar DNA dessas criaturas que foram encontradas no mesmo local.

- Melissa Tittl - Repórter: Muita resina branca que cobre os corpos foi limpa, assim podemos ver a pele. Parece com a pele de um Lagarto, e vamos coletar as amostras nos próximos minutos.

- Narrador: fique atento a próxima atualização. A Múmia de Nazca, descoberta fantástica.

Unearthing Nazca - Update 3: Examination of a New Body - S1: Ep4 - 10 mins
Para ver Clique Aqui

- Narrador: No mesmo local da descoberta da múmia maior, corpos menores foram descobertos também. Uma delas sem cabeça, permitindo uma visão interna do corpo. Uma oportunidade que os especialistas nunca tinham tido. Múmias de Nazca parte 4. Chegou uma nova confirmação da datação por carbono 14, a primeira datação por carbono de Maria mostrou que ela viveu entre 245 D.C. e 410 D.C. Uma segunda amostra da Maria foi analisada e indicou praticamente a mesma idade entre 249 D.C. e 411 D.C.

- Jaime Maussan - Repórter México: As pessoas precisam entender que esses tipos de corpos sempre estiveram nas mãos dos governos e dos militares, é a primeira vez que temos uma chance assim e é por isso que precisamos aproveitá-la.

- Narrador: Corpos menores também foram encontrados na mesma tumba de Maria porém a equipe não pode coletar amostras até então. Eles ouviram falar de outro corpo que chegaria em breve.

- Jaime Maussan - Repórter México: Teremos mais um corpo e poderemos coletar amostras desse corpo também porque é muito importante determinar a idade desses pequenos corpos e sua similaridade aos humanos por meio das análises de DNA. Eu acho que são ainda mais importantes. Algumas pessoas acham que os corpos maiores trarão mais respostas para nós porque se parece mais com os humanos.

- Narrador: a equipe decidiu batizar esse corpo mesmo sem saber o sexo exato dele, eles o chamaram de Victória.

- Melissa Tittl - Repórter: Então esse espécime não tem cabeça, parece que a cabeça foi cortada e isso que o Jaime acha, bem como o Edson Salazar o nosso cirurgião que o está examinando agora.

- Narrador: No instituto Inkari Thierry Jamin está ajudando a equipe a preparar uma inspeção no corpo.

- Thierry Jamin - Archaeologist - França: Meu nome é Thierry Jamin sou pesquisador fazemos muitas pesquisas arqueológicas aqui no Peru.

- Narrador:  Além de chegar sem cabeça a Victória está em uma posição sentada ao contrário dos outros corpos pequenos que foram encontrados.

- Thierry Jamin - Archaeologist - França: Por que tem pó aqui no centro se ela foi cortada recentemente? Porque tem pó aqui?

- Dr. Edson Salazar Vivanco, do Peru: Mas não se você perceber que também haveria Pó nestas pequenas fibras portanto são duas coisas diferentes, a cabeça teria sido sobreposta a articulação ou somente os ligamentos e tinha uma função assim (movimento com a mão) para poder mover a cabeça completamente eles teriam que ter cortado as pequenas fibras porque me parece que a cabeça não estava totalmente ligada ao que seria a coluna vertebral, mas sim aos ligamentos e tendões ou as pequenas fibras que podiam entrar no crânio acho que isso é o mais provável. Se olharmos bem de perto há cortes precisos dá para ver aqui.

- Melissa Tittl - Repórter: Podemos ver dentro do esqueleto da criatura boa parte da resina branca que está no corpo foi removida então podemos ver a pele, e ela se parece com a pele de um Lagarto. Nós coletaremos amostras nos próximos minutos.

- Dr. Edson Salazar Vivanco, do Peru: Olhem! Olhem! Vejam só esta característica legal bem aqui, esta é uma característica muito importante temos uma pinça? Não, não vou corta-lo só quero que vejam isto aqui, isto aqui vem das pequenas fibras tubulares eis aqui outra, é uma fibra especial e compacta como um pacote de nervos vasculares eles estão de acordo as características anatômicas. Se isto for uma fraude ou se tiver sido montado por alguém seja quem for quem fez isso sabia muito de anatomia ao mesmo tempo ele deve ter sido um artesão com habilidades muito especiais. Por exemplo para obter esse nível de detalhamento anatômico. O que eu posso avaliar é que essas microfibras aqui o que parece ser, tem dois ligamentos como você pode ver estas aqui são as pequenas fibras e essas duas, aqui está uma, e aqui está outra relação como artérias ou algo do tipo, esse definitivamente é um ser original/real.

- Narrador: Assim que a equipe dissecou o pequeno corpo, começaram a coletar amostras do pescoço e do quadril. Papel alumínio é utilizado para coletar qualquer resquício que possa cair do corpo durante a coleta das amostras.

- Melissa Tittl - Repórter: Depois que conseguirmos checar o corpo o fato da cabeça não estar presente foi meio que uma benção pois podemos ver os tendões, e o que parecem ser artérias. E podemos cortar o osso do quadril para ver a estrutura interna. Estou muito surpresa, como jornalista eu preciso sempre ser cético em relação ao que estou fazendo e vendo, porém estou muito surpresa com o que coletamos de amostra hoje, estou muito ansiosa pelos resultados do teste de DNA para saber o que coletamos. O médico disse que reconheceu, ele viu o que realmente são artérias e tendões principalmente no pescoço que se ligavam a cabeça. Também coletamos amostras do quadril acho que todos nós o médico, o arqueólogo o Thierry e a nossa equipe estamos muito surpresos teremos que ver o que acontecerá agora acabamos de coletar as amostras dos corpos como podem ver as amostras foram marcadas e suas origens foram documentadas. Elas também foram lacradas, sendo que não tocaremos mais nelas até que chegue no laboratório, elas só serão abertas no laboratório.

- Narrador: As amostras foram enviadas a laboratórios em cinco países para a datação por carbono 14 e testes de DNA.

- Dra. M.K. Jesse: Esta é uma tomografia, basicamente é um raio X do corpo inteiro. Não é tão detalhada como uma TC com relação aos componentes dos ossos porém elas nos dar uma ideia geral de que estruturas existem de baixo de tudo isso, e aí isso que vemos aqui nessas imagens, mesmo que elas ainda não são ótimas o suficiente para encontrar todos os detalhes que acho importante para julgarmos ser isso legítimo se é orgânico ou se é algo montado por alguém. O mais interessante é que temos uma coluna bem aqui temos braços temos pernas, mas ainda vemos os três dedos, também neste espécime. Temos resquícios de uma cavidade torácica, mas ela é tão pequena em relação a nossa caixa tórax fica é possível que alguém tenha feito isso, mas se fizeram então foi um ótimo trabalho. Se for esse o caso fizer um ótimo trabalho porque seria um grande desafio atingir esse nível de detalhamento, porém se for o caso meus parabéns para o responsável.

- Narrador: A datação por carbono 14 feitas nas amostras da Victória indicam que ela viveu entre 987 d.C. e 1145 d.C. 700 anos mais jovem que Maria.

- Jay Weidner - Diretor do Gaia: Eu gostaria de ressaltar algo, é uma espécie totalmente diferente embora ambas compartilhe muitas características, mãos e pés com três dedos pernas e braços mais longos, mas não parece ser da mesma espécie.

- Jaime Maussan - Repórter México: Acho que será um grande desafio para ciência e para o cientistas explicar tudo isso. No momento nós temos que nos focar nas características incríveis desses corpos tentando fazer uma correlação entre eles e em seguida por meio deles tentar explicar alguns dos grandes mistérios da história.

- Narrador: Fiquem ligados para mais análises de DNA e atualizações sobre os corpos encontrados na tumba de Nazca.


Meus comentários nos vídeos do Gaia:

Muito legal mesmo, tomara que se conclua que de fato se trata de extraterrestre, ou pelo menos de um hibrido Alien. Parabéns a toda a equipe dessa organização independente e que a verdade impere acima de tudo.  Ciência de verdade, sem contaminação de ideologias, seja cristã, seja materialista/ateu, seja lá qual ideologia for, queremos apenas a verdade, doa a quem doer, mesmo que seja muito desagradável.

Magnifico, esse estudo cientifico autentico está sendo levado muito seriamente pela Organização Gaia. A Victoria é um ser humanoide de tamanho muito reduzido, mas idêntica a Maria que tem as proporções de um ser humano.  Será que a Victoria assim como os outros pequenos corpos são uma montagem como os praticados pela cultura Chinchorro?? Espero que não... mas mesmo se for, isso não quer dizer que a múmia maior também seja uma montagem, e mesmo as outras múmias pequenas podem ser autênticas. Obrigado a Equipe do Gaia por toda a seriedade nesse importante trabalho.

Excelente trabalho de investigação, em vez de apenas dizer que é ‘fraude’ que é múmias montadas por alguma cultura bizarra da antiguidade, é preciso apurar, e é isso que a equipe da Gaia está fazendo. Eu estou torcendo para que se conclua que os achados são mesmo restos de extraterrestres, mas mesmo que se conclua que são Múmias como as da cultura Chinchorro, tudo bem, pelo menos o caso foi apurado com seriedade e imparcialidade. Continuem o ótimo trabalho.

Muito bom trabalho da equipe toda, esse mistério tem de ser apurado, e mesmo que se conclua que se trata de uma montagem, como as feitas pela cultura Chinchorro tudo bem, o trabalho de investigação foi feito, e levado a cabo de uma forma muito profissional. Eu claro espero que pelo menos a múmia maior seja mesmo de ET ou um ser hibrido.


Confronto com os Pseudocéticos: Durante a pesquisa para criar essa página tive de ver dezenas de vídeos, ler dezenas de páginas, e nisso acabei respondendo a um crítico ou outro perante afirmações mentirosas e críticas baseadas em pura ignorância, acompanhe então as minhas respostas mais relevantes.

Página do Pseudocético, título: A Estranha ‘Mão de Três Dedos’ e os ‘Seres Alienígenas’ Supostamente Encontrados no Peru - Gigantes, Extraterrestres ou uma Grande Farsa?: 

Meu Comentário: Nossa Marco Faustino (e Mateus Fornazari por tabela) que desespero em! Ficou mesmo MUITO INCOMODADO, pois pelo tamanho da reação, dá para sentir o seu total desespero perante a possibilidade muito séria de ter sido encontrado restos mortais de autênticos extraterrestres. Imagine se for verdade! O que vai ser dos pseudocéticos, idolatras de Darwin, ou idolatras das religiões? Isso vai INCOMODAR MUITA GENTE, de todas as raças, de todos os continentes, pessoas como você que tem suas bases ideológicas plantadas sob conceitos que poderão ser pulverizados caso apenas um, (só um!), desses corpos mumificados for de um autêntico extraterrestre.

Idolatras de Darwin, idolatras das asneiras do cristianismo, idolatras do islamismo, todos esses vão chorar lacrimas de sangue pois terão o seu chão e seu teto removido, terão de admitir que estiveram enganados a vida inteira, e que suas 'verdades' se transformaram agora em mentiras...

Lendo toda a página, confesso que até fiquei com receio no início achando que encontraria aqui uma refutação devastadora, inegável, que derrubaria toda a possibilidade, mas na medida que fui lendo, fui me tranquilizando... pois fica claro que o autor do post (Marco Faustino) faz um esforço hercúleo para tentar desqualificar os pesquisadores em vez da pesquisa, então o desesperado Marco Faustino enumera as biografias dos envolvidos, sempre se concentrando nas questões maios frágeis soltando alguma perola tipo “é apenas um místico”, “é só um explorador”, “é só entusiasta”, na vã tentativa de perpetrar um ataque ad hominem nos nossos amigos para ver se as pessoas se desinteressam do que eles estão apresentando e classifique logo tudo como mentira.

Que DESESPERO em! A descoberta está nas mãos de caçadores de tesouros. No Peru existe leis que proíbem o roubo e venda de artefatos arqueológicos. Achados assim devem ser informados ao governo para este então mandar uma equipe oficial para verificar. Em outras palavras, se os cidadãos comuns acharem algo, mesmo que seja ouro, pedras preciosas, múmias de extraterrestres, então estes devem informar o governo e este vai assumir, confiscando todos os achados. A recompensa para o povo vai ser um tapinha nas costas... e um ‘muito obrigado!’. Então naturalmente essas pessoas estão se mantendo anônimas, e estão procurando os estrangeiros na tentativa de venderem os itens e ganhar um bom dinheiro.

O que é natural, nada de estranho nisso, no Egito o mesmo fenômeno acontece, e nem por isso os achados dos caçadores de relíquias são falsos. Os pergaminhos de Nag Hammadi é um exemplo, foram sendo vendidos em partes para pesquisadores, e inclusive uma porção de pergaminhos foi destruído pela mãe de um dos ladrões de túmulos por achar que eram “escritos do demônio” uma senhora de fé islâmica.

Então menos Marco Faustino, menos... esses artefatos infelizmente estão nas mãos de pessoas pobres que buscam algum retorno financeiro, então o caso tem de ser tratado com muita parcimônia. É preciso que pessoas com grande poder aquisitivo venha e dê aquilo que eles querem, (muito dinheiro) e eles vão ceder os artefatos e dizer onde foi o local da descoberta. E é isso que a organização Gaia está fazendo nesse exato momento.

Que bom que o Jaime Maussan, repórter da Televisa, o canal de TV de maior audiência do México, entrou nessa brincadeira, ele tem conhecimentos, contatos e dinheiro para resgatar os artefatos das mãos dos pobres do Peru e traze-los para os laboratórios do mundo todo. Tudo está sendo documentado e disponibilizado pela organização Gaia aqui nesse endereço Clique Aqui E Marco Faustino (e Mateus Fornazari), calma amigos, só vai doer um pouquinho... quando a verdade imperar e sua religião virar pó não será o fim do mundo... será apenas o começo de uma nova era. Não se matem ok? Abraço, e fiquem bem...

Um grupo afoito por acreditar, outro grupo afoito por desacreditar, e os dois grupos cometendo erros, se precipitando, se equivocando, fazendo acusações, trocando ofensas. Falta nisso tudo moderação, dos dois lados, falta espirito cientifico, falta cautela e respeito a metodologia cientifica. Vamos acalmar os ânimos.


Vídeo do Pseudocético, título: Múmia alienígena encontrada no Peru!!! Verdade ou farsa?:

Comentários de outros usuários sobre:

- Jorge Dos Santos: Foram boas as suas observações, mas muito superficiais e até mesmo você não quis se arriscar muito em dizer que era falso, você apenas deixou no ar. Quanto aos crânios alongados, você precisa se informar melhor. Crânios alongados podem ser feitos artificialmente, porém a massa óssea não pode ser alterada. É isso que acontece nos crânios de Paracas. Eles possuem mais massa óssea que o normal, inclusive o maxilar é mais largo que o normal. Sem dizer que os crânios de Paracas tem apenas um osso parietal, enquanto nos humanos são normalmente dois. Portanto você cometeu uma gafe pela falta de conhecimento. Quando for fazer vídeos para determinar algo você precisa ver os dois lados, ok?

- Jhony Bridge: Jorge Dos Santos ele não deveria nem ter feito esse vídeo... Falar que a múmia é feita de gesso é sacanagem! Cientistas participando de um circo! Kkkkk! Esse cara do vídeo tem sede de não acreditar. Cético de merda!

- Meu Comentário: Esse cara do E-farsas é um pseudocético, qualquer coisa que for contra a religião dele, ele negará. É um religioso fundamentalista do materialismo, ele usa de sofisma, retórica, se centra apenas nas partes frágeis de uma afirmação e intencionalmente ignora os pontos fortes, é intelectualmente desonesto.

Muitas vezes esse pessoal de fato revela as mentiras propagandas? Sim claro, mas por outro lado são excessivamente céticos, e o motivo de serem tão céticos é por que são Pseudocéticos. Os Pseudocéticos são definidos como pessoas que alimentam crenças ardorosas e quando confrontados com evidencias que vem a contradizer essas crenças tomam uma posição defensiva, eles negam, negam, negam... mesmo que esfregue na cara deles(as) não adianta, pois não é uma questão de ciência, de verdadeira busca pela verdade, pouco importa o método científico, para os pseudocéticos o que importa é a defesa de sua ideologia preferida, e nada mais.

Não querem, e não vão sair de sua zona de conforto, a única solução eficaz nesse caso é a solução biológica: “...uma importante inovação científica raramente faz seu caminho vencendo gradualmente e convertendo seus oponentes. Raramente acontece de 'Saulo' se torne 'Paulo'. O que realmente acontece é que os seus oponentes morrem gradualmente e a geração que cresce está familiarizada com a idéia desde o início...” (Max Planck, The Philosophy of  Physics [A Filosofia da Física], de 1936).

E-farsas pseudocético com orgulho de ser Macaco Pelado!

Galeria de imagens, Múmias de Nazca e a equipe do Gaia.com


Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Fontes:

Tags: mumia alienigena nazca,mumia alienigena peru,múmia alienígena encontrada no peru,mumia nazca,mummy nazca,mumia encontrada no peru,mumia encontrada em nazca,múmia,encontrada no peru,mumia de nazca falsa,mumia alienigena peru,mummy nazca,mumia alienigena nazca,múmia alienígena encontrada no peru,mumia encontrada no,peru,mumia de nazca g1,mumia de nazca gaia,Múmia de Nazca, nazca, múmias, múmias de nazca,múmia, egito, andes, montanhas, deserto, Corpos, Extraterrestres,alien, et, ufo, achados em Nazca, América do Sul, analise, investigação, mistério, não é farsa, farsa, antiguidade,Múmias de Nazca, múmia Nazca, alien, múmias nazca, múmia, nazca, egito, et, Extraterrestres, Múmia de Nazca, múmias,fraude, a fraude,mentira, fake,falsas,falso,ufo,alien,

8 comentários:

Anônimo disse...

A matéria sobre a cultura dos Kukukuku, da Papua Nova Guiné (acessada pelo link disponibilizado), também é muito bizarra (e muito nojenta, para os nossos padrões chá das cinco). Só que os humanos, sejam de qual raça forem, têm cinco dedos ! Sempre foi assim, desde que esses trastes existem na face da Terra (que as excessões me desculpem). Múmias com três dedos nas mãos e três artelhos nos pés (artelhos é o nome que se dá aos "dedos" do pé - Sete Antigos é cultura), não fazem parte da constituição física de humano algum em nenhum lugar. Tivemos gigantes na Patagônia, nas Ilhas Canárias, na Austrália e ainda os temos na liga norte americana de basquete. Também tivemos pigmeus na África e na Ilha de Bornéu, mas toda essa gente sempre apresentou os tais cinco dedos em cada mão e pé.
Portanto, múmias com três dedos não são de uma raça humana desconhecida ou de alguma espécie que deu um Salto Plâncton Genético que, a partir de um cogumelo alucinógeno ou de uma lesma entediada, veio a se transformar num macaco esquisito que acabou mumificado.
Seria isto alguma manipulação bizarra ?

Os _Paracas_,das cabeças alongadas, são logo lembrados nesse tipo de coisa. Assim como eles, outros povos realizavam artificialmente a deformação craniana, numa espécie de culto a alguma entidade considerada superior - coisa feita na "vítima" a partir da infância (segundo a teoria, amarravam-se pranchas no crânio das crianças para provocar esse resultado).
Coisa parecida ocorria com as mulheres girafas da Birmânia (colocavam-se gradativamente anéis ao redor do pescoço das meninas para fazê-los se alongarem extraordinariamente). Pra quem aprecia, ficavam lindas !!! Também na China, até há pouco tempo, as meninas tinham os pés amarrados para eles não crescerem e, depois de adultas, ficavam com os mesmos reduzidos. Na verdade, os pés ficavam deformados e causavam vários problemas às mulheres. Apesar de todo o problema que isso causava, era considerado tremendamente sexy e provocava fetiche na galera.
Por sua vez, praticantes chineses de KungFu que conseguem curvar lanças afiadas com o pescoço conseguem isso porque, entre outras coisas, desenvolveram uma hipertrofia naquela região que os capacita a realizarem esse tipo de proeza.

Agora, o que é que certos elementos desocupados, como o tal do Paúl Ronceros, ficam fazendo livremente no sítio de Nazca ? Aquilo lá virou Brasil, onde qualquer pé-de-chinelo fica zanzando sem limites e fazendo o que quer ? Essas porras tão lá é pra roubar mesmo! Eles não têm compromisso nenhum com a Ciência. E tipos como esse vagabundo tão errados ? Não ! Até nós mesmos, diante da oportunidade, ou seja, diante da ausência do Poder Público, iríamos querer tirar vantagem da situação. Compete às autoridades botar ordem na zona antes que tais tipos de idiotas destruam tudo.
Aliás foi isso o que aconteceu com antigas tumbas chinesas onde estavam sepultados seres de pequena estatura e conformação física distinta os quais acabaram dizimados por implacáveis cavaleiros em épocas antigas. Tais tumbas foram saqueadas por meliantes em busca de coisas valiosas sem saberem que o que tinha mais valor era aquilo que estavam destruindo. Ou seja, a idiotice humana não escolhe idioma e nem latitude.

Quanto ao post, muito bom ! Aqui em meu chateau "front au mér", cercado de adoráveis damas risonhas, é ótimo ler material tão vasto sobre tão instigante assunto enquanto saboreio um fondue trazido pelo meu criado eunuco Silvius Sidney, a quem prefiro chamar de Alfred.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01: Crânios de Paracas (Peru): Humanos Desconhecidos ou Alienígenas?, http://www.assombrado.com.br/2016/12/cranios-de-paracas-peru-humanos.html
Vídeo explicativo: https://www.youtube.com/watch?v=CUp-IsXqJx4

Cerca de 300 crânios encontrados na região de Paracas no Peru são extremamente alongados. Na tentativa de solucionar o mistério, um exame de DNA foi feito e as descobertas são incríveis: são tão diferentes de nós que seria impossível até de reproduzir conosco!

Assombrados, antes de começar a postagem, quero dizer que crânios alongados foram descobertos em todos os continentes do mundo, exceto a Antártida. Vou fazer uma postagem especial falando sobre esses crânios ao redor do planeta, mas neste em especial vou focar nos crânios alongados descobertos na região de Paracas, no Peru. Então vamos começar do início!

A Região de Paracas

Paracas é uma península desértica, dentro da Província de Pisco, na Região Ica, costa sul do Peru, muito abundante em fruto do mar. Fica a 4 horas de carro da capital Lima.

Esta península faz parte da Reserva Nacional de Paracas, criada em 1975 para proteger a vida animal e a cultura de Paracas. É a principal área de proteção ambiental do país e é imensa, com mais de 335.000 ha, divididos entre o oceano e o continente.

Perto da entrada no interior da reserva está o Museu Sitio de Julio C. Tello . Renomado arqueólogo que fez grandes descobertas sobre a cultura antiga Paracas , apresenta artefatos e interpretação, bem como informações sobre a flora e fauna desta região única.

Atualmente existe uma vila de pescadores na região chamada Paracas, que não atrai muitos turistas e que foi fortemente atingida por um terremoto em 2007.

O Povo Paracas

De 700 anos a.C. até 200 anos d.C., segundo a ciência convencional, ou 10.000 a.c até 200 d.C., segundos os cientistas não convencionais, floresceu no local a cultura Paracas. Eram pescadores e agricultores. São famosos pela cultura têxtil do (algodão e lã), além de cerâmica.

Sua arte têxtil é considerada a melhor de todas as culturas pré-colombianas. Eles usaram lã de vicunha e algodão; suas textilaria eram feitas com desenhos harmoniosos e multi-coloridos de animais utilizados, desenhos antropomorfos e geométricos.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: Crânios de Paracas (Peru): Humanos Desconhecidos ou Alienígenas?, http://www.assombrado.com.br/2016/12/cranios-de-paracas-peru-humanos.html
Vídeo explicativo: https://www.youtube.com/watch?v=CUp-IsXqJx4

Uma das principais razões pelas quais a cultura Paracas é conhecido em todo o mundo é a qualidade de seus produtos têxteis, especialmente aqueles pertencentes ao período da necrópole deParacas, que datam do ano (500 a.C) e é uma bela obra de arte excepcional beleza desta cultura.

Eles também praticavam deformação craniana com uma finalidade estética e ritual, eram bons cirurgiões que realizaram trepanação fins médicos cranianos. Formação de tecido cicatricial indica que muitos dos pacientes sobreviveram às operações, isto demonstra o conhecimento prévio de medicamento no antigo Peru.

Após o ano 200 d.C., a civilização Paracas funde-se com a dos Nazca.

As Necrópoles de Paracas

Como o local é um deserto seco, ele preserva naturalmente os corpos devido a ausência de umidade. Assim, durante milhares de anos, muitas pessoas foram enterradas nessa região, em diverso locais diferentes.

As tumbas eram escavadas na areia e rocha do deserto com o formato de uma garrafa invertida, a uma profundidade de mais de 6 metros. Uma grande câmara subterrânea que podia conter de 30 a 40 indivíduos envoltos em tecidos foi acessada através de um longo e estreito poço. Este tipo de tumba está localizado na região conhecida como Cerro Colorado.

Os vestígios arqueológicos encontrados em Cerro Colorado incluem múmias masculinas e femininas de diferentes idades. Os corpos foram colocados em posição fetal. As múmias foram embrulhados com tecidos comuns e complexas, eles descobriram que os tecidos coloridos foram decorados com figuras de animais, peixes, cobras e figuras geométricas. Alguns dos corpos mostram práticas de trepanação craniana e deformações.

A Descoberta dos Crânios

Em 1928, um dos mais famosos arqueólogos peruanos, Julio C. Tello, escavou um enorme e elaborado cemitério. Cada tumba continha uma família inteira, ricamente envoltas em várias camadas de tecido de algodão altamente estilizados e coloridos. As tumbas continha os restos de indivíduos possuidores dos maiores crânios alongados já encontrados no mundo. Foram encontrados mais de 300 crânios que ficaram conhecidos como "Crânios de Paracas".

Além dos crânios alongados, as múmias ter estatura elevada, 1,8 m de altura, e cabelos vermelhos, características que não combinam com os povos da região.

Para os estudioso convencionais, apesar de serem muito diferentes, foram feitos propositalmente para distinguir a classe social, mas também teriam um propósito religioso.

Crânios Alongados: Como Fazer?

Já foram encontrados crânios alongados em muitas partes do mundo, e esses crânios foram claramente o resultado da prática conhecida como deformação craniana. Mas como é possível fazer o crânio obter este formato? O crânio de uma jovem criança é flexível ao nascer, e permanece assim por meses. Sabendo disto, colocavam uma placa de madeira na parte posterior e anterior do crânio, amarravam com uma corda ou tecido, e deixavam por um período de tempo que especula-se que seja de 6 meses a 3 anos.

É importante ressaltar que embora a deformação craniana mude o formato do crânio, ela não altera seu volume, peso, e nem outras características pertinentes ao crânio humano normal.

Povos do Sudão, Iraque, Síria, Rússia, a ilha de Malta, assim como muitos lugares no Peru e na Bolívia, e entre os olmecas do México usaram esta técnica para deformar suas cabeças.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 03: Crânios de Paracas (Peru): Humanos Desconhecidos ou Alienígenas?, http://www.assombrado.com.br/2016/12/cranios-de-paracas-peru-humanos.html
Vídeo explicativo: https://www.youtube.com/watch?v=CUp-IsXqJx4

As Pesquisas de Brien Foerster


Livro escrito por Brien Foerster
sobre os crânios alongados
Apesar de serem obviamente muito diferentes dos crânios do povo Inca da região, os crânios de Paracas são também muito, mas muito diferentes de um crânio deliberadamente deformado. Mas isso não impediu que durante anos e mais anos fosse ensinando que os crânios de Paracas são resultado de deformação craniana proposital para as pessoas.

Então, eis que surge um pesquisador que resolveu investigar a questão a fundo: o cientista Brien Foerster. autor de 12 livros e que vive atualmente no Peru, se dedicando a estudar esses enigmáticos crânios. Entre os livros publicados estão Crânios Alongados do Peru e Bolívia - O Caminho do Viracocha, publicado pela editra Anunaki, e The Enigma of Cranial Deformation - Elongated Skulls of the Ancients, escrito em parceria com David Hatcher Childress, famoso pela série Alienígenas do Passado, exibido no History Channel.

Brien Foerster teoriza que isso indique que outros povos, muitos antes dos europeus, estiveram na América do Sul, deixando por aqui suas sementes - isso sem contar, é claro, com a hipótese de ser um povo de outro planeta!

Características dos Crânios de Paracas

Bryan cita que os crânio de Paracas são muito diferente dos crânios humanos normais ou os que foi feito o alongamento proposital. Algumas de suas características:

- Estes crânios tem um volume craniano que é 25% maior do que os crânios humanos convencionais (a simples deformação craniana não aumenta o volume), e pesam 60% a mais!
- Só tem duas placas cranianas, uma frontal e uma parietal, não duas como o nosso.
- Os orifícios oculares são muito maiores
- O nariz parece ser maior
- Tem dois buracos na parte detrás que são indicativos de onde os nervos saiam dessa caveira, para se ligar a cabeça.
- A mandíbula também é mais larga que a nossa

O Teste de DNA

Brien quer descobrir a verdade sobre os crânios e não parou só nos livros que escreveu. Para tentar solucionar o mistérios, convenceram o Sr. Juan Navarro, proprietário e diretor do Museu de História de Paracas, que possui uma coleção de 35 destes crânios, a retirada de amostras de 5 destes crânios.

As amostras consistiram de cabelos, inclusive suas raízes, um dente, osso e pele dos crânios, e este processo foi cuidadosamente documentado por intermédio de fotos e vídeos.

Só que não é fácil fazer a análise de DNA de uma amostra de 2000 anos! O material está degenerado e não é barato fazer esse sequenciamento. Na verdade, foi difícil encontrar alguém que faça a valores acessíveis. Brien conta que conseguiu dois geneticistas, que não tem o nome divulgado, para trabalhar no caso, e que um deles foi o que forneceu o resultado que deixou todo mundo em choque.

Em entrevista publicada na revista UFO, Ed. 239, Brien diz sobre o assunto: "O resultado inicial é que os segmentos de DNA dos crânios alongados de Paracas não são encontrados no Genbank, o banco de dados de nucleotídeos, localizado no Instituto Nacional de Saúde (NIH), dos EUA, que armazena informações sobre sequencias de DNA de aproximadamente 260.000 espécies! Isso descartaria que fosse algum espécime humano conhecido até agora. Foram enviados três crânios para análise. O que o exame de DNA indicou foi que o exemplar 3A havia um DNA mitocondrial com mutações desconhecidas. Os dados estão incompletos e necessitam de muitas outras informações e trabalho para se recuperar a sequencia mitocondrial completa. Mas, nos poucos fragmentos que foi possível sequenciar da amostra 3A, ficou claro que se trata de uma nova criatura humana, muito distante do Homo sapiens, dos neandertais ou dos Hominídeos de Denisova.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 04: Crânios de Paracas (Peru): Humanos Desconhecidos ou Alienígenas?, http://www.assombrado.com.br/2016/12/cranios-de-paracas-peru-humanos.html
Vídeo explicativo: https://www.youtube.com/watch?v=CUp-IsXqJx4

O DNA mostrou que os ancestrais do povo Paracas vieram do Oriente Médio há mais de 10.000 anos."

Se tudo se confirmar, estamos diante de uma novo sub-espécie humana ou até quem sabe um espécie alienígena?

Mas vamos com calma, pois este é somente o primeiro resultado e a análise ainda está na fase inicial de muitas fases de análises que estão para ocorrer. Os resultados precisam ser replicados e mais análises feitas antes que se possa chegar à uma conclusão final.

Na segunda fase Brien pretende arrecadar fundos para que os outros dois crânios possam ser analisados e assim os resultadores possam ser comparados. Ele também disse que o geneticista vai esperar terminar os testes para revelar que é.

Visite os Crânios!

Estes crânios hoje estão espalhados por diversos museus e coleções particulares. Vou indicar aqui alguns museus do Perú para você ir lá ver e mandar uma foto para mim.

Antigamente, um dos locais onde era possível ver uma coleção de 35 crânios era o Museu Histórico de Paracas, de propriedade do Sr. Juan Navarro Hierro. Só que em 2011 esse museu sofreu um atentado e diversas peças foram danificadas. Sr. Navarro ficou muito bravo, pois eram peças particulares, de sua coleção. Ele ficou fechado desde então e foi construído um novo, próximo ao píer de frente para as Ilhas Ballesta, inaugurado em agosto de 2016.

próximo a Necrópole de Paracas, o Museu do Sitio Paracas Julio C. Tello. Ele foi construído em 1965 e em 2007 um forte terremoto na região o danificou seriamente, tornando impossível recuperá-lo. O jeito foi demolir e construir um novo, que foi inaugurado em julho desse ano (2016).

Existe ainda o Museu Regional de Ica Adolfo Bermúdez Jenkins, na Jr. Ayabaca cuadra 8 s/n Urb. San Isidro. Ica - Perú.

Conclusão

Assombrados, pelo que pudemos ver, esses crânios não são da espécie humana, muito menos feito através de uso de deformação craniana. São muito diferentes e apresentam somente um osso parietal, diferente de nós, que temos dois.

Isso é confirmado pelo resultado preliminar de DNA, mostra que são uma outra espécie, diferente de nós. Isso significa que não poderiamos reproduzir!

Ainda bem que o Brien resolveu investigar o mistério a fundo e divulgar para o mundo, senão esse seria mais um mistério abafado pela ciencia tradicional...

Anônimo disse...

A Ciência convencional age como se fosse nosso inimigo. Parece uma criança mimada e cheia de caprichos, onde tudo o que vá contra a sua vontade (seus dogmas) deve ser combatido e ignorado para que prevaleça somente o que estiver de acordo com a sua vontade.
Assim, quando surge algo como essas múmias, os agentes dessa Ciência cheia de caprichos tratam logo de torcer o nariz e tentar desqualificar as evidências já que teriam também que aceitar as consequências.
Neste caso, as consequências são óbvias : seres extraterrestres existiriam ! Por conseguinte, boa parte da História oficial estaria errada, as religiões estariam enganadas, os fundamentos precisariam ser revistos e, em resumo, estivemos apenas envoltos esse tempo todo numa cortina de fumaça pois a realidade seria muito mais complicada do que aquilo que nos ensinaram.
Sim, a Ciência permitiu que fizéssemos carros, aviões, celulares, DVDs e um monte de outras coisas produzidas em larga escala. Mas, na verdade, essas conquistas ainda são muito limitadas. Somente quando, por exemplo, chega um OVNI, mergulha num lago ou no oceano e emerge novamente aos ares em direção ao desconhecido de onde veio é que nos damos conta de que continuamos apenas tateando no escuro.
Em pleno Século XXI, talvez 90% daquilo que é ostentado orgulhosamente nos livros de História, de Química, de Física, de Biologia e de tantas outras disciplinas construídas e difundidas ao longo dos séculos não passe de um amontoado de lixo.

Anônimo disse...

Pelamordedeus ! Nazca, com seus desenhos gigantescos, possíveis de serem vistos somente a grandes alturas, já é, por si só, um indicativo de algo relacionado a alguma civilização superior.

E então agora surgem evidências de múmias estranhas que remetem a seres desconhecidos,e ainda tem "cientista" querendo nos fazer acreditar que tudo isso lá em Nazca foi obra de indígenas ingênuos e ignorantes que estavam apenas realizando cultos inocentes ?

Blogger disse...

Do you need free Google+ Circles?
Did you know that you can get these ON AUTOPILOT AND ABSOLUTELY FOR FREE by registering on Add Me Fast?

GoogleAnalytics

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. (Bruno Guerreiro de Moraes)