sábado, 29 de julho de 2017

Boriska, o menininho índico? Cristal? Que veio de Marte? Percursor da Nova Era? Apareceu para iniciar a Era de Aquário?

Você Sabe o que é “O Salto Quântico Genético”? [Clique Aqui]

Assunto Relacionado: Mistérios Fantásticos de Marte, o Planeta Vermelho [Clique Aqui]
Boriska Kipriyanovich e a fundadora do Project Camelot a inglesa Kerry Cassidy, Moscou, Outubro de 2007 - Rússia

Desde que eu comecei a realizar os seminários o ‘Salto’ em 2008 as pessoas vêm me falar do Boriska, o menino índico/cristal que veio de Marte para ajudar toda a humanidade da Terra! Ele seria um “Avatar” um mestre “Ascenso” que se encarnou (ou apareceu) para ser o Mestre da humanidade! E ele iria conduzir e comandar todas as nações nesse momento de transição para a Era Dourada que durará mil anos! Ele é o menino gênio! Iluminado! Com capacidades especiais! Dons extraordinários que veio para a Terra, assim como Jesus Cristo, para ensinar, e ser o líder (Führer?) de todo o Planeta!!

Devemos ouvir e seguir tudo o que ele nos instrui pois Deus, por meio do seu único e amado filho Jesus tinha nos mandado o “espirito da verdade” finalmente! O bem amado prometido! E este é o Boriska! O Garoto Deus de Marte!!

Claro que perante tal apresentação exagerada/polêmica a minha reação era dizer “Que???!!!!” e ai ficar com cara de paisagem... lá na época tive que ir pesquisar para ver o que era isso, e na época apenas sites de pessoas muito alinhadas com a religião da nova era (conhecida como NEW AGE) falavam dele, e falavam dele nesses termos... Eu muito ocupado, como sempre fui, principalmente durante uma época que tinha de realizar seminários, não pude ver melhor do que se tratava o caso realmente, pois todo o site que falava dele estava com um alto grau de contaminação religiosa. Esses cristãos New Age surtaram com esse “menininho deus” que apareceu na Rússia, fazendo associações com o mítico, personagem de ficção Jesus, pois tá na Bíblia que Jesus quando era criança também era uma criança prodígio. Então já viu né? Praticamente o Boriska era Jesus que tinha voltado!

Então ficamos perdidos em toda essa confusão, nesse exagero dos religiosos, literalmente perdido num oceano de desinformações.

Mas agora que estou a escrever o livro que já tencionava escrever há 10 anos, mais uma vez uma pessoa veio me perguntar sobre o Boriska. E ai dessa vez pensei comigo mesmo “De novo essa estória de Boriska, mas pera ai... o que sei de fato sobre ele?”,  me dei conta que na verdade eu nunca soube exatamente do que se trata esse caso. Temos aqui no site outros casos onde tive de dar a minha modesta opinião simplesmente por que me perguntam, e para me poupar de responder de novo, e de novo sobre a mesma coisa eu escrevo a página e então passo a indicar o link toda vez que sou novamente abordado com o mesmo assunto. Fiz isso com o caso Matias de Stefano, com o caso Livro de Urântia, o caso Desafio Paranormal, Hélio Couto, etc... então eis que surgi mais uma ocasião onde terei de criar uma página dando a minha humilde opinião sobre mais um caso relevante dentro desse nosso mundo ‘esotérico’.

Boriska, a tradutora para o inglês e a mãe Nadya 

Dediquei então tempo e atenção para compreender de uma forma definitiva que raio de ‘menino de marte’ é esse, e o que de fato ele fala, o que sai da boca dele diretamente? E ao ver exatamente o que ele fala, e não o que as pessoas falam dele, finalmente entendi do que se trata o caso, e tive uma grata surpresa pois o que o Boriska disse, em boa parte, se encaixa muito bem em tudo o que temos levantado de informações por meio da aplicação do “Salto”.

Deu agora para entender que, o que ocorreu, foi que pessoas tendenciosas que seguiam certas religiões e já tinham suas ideologias formadas pegaram esse menino como bote expiatório para validar a ideologia delas(es), e a egrégora que se apossou dele é um segmento bem “esquizotérico” desse nosso cenário místico mundial. É da turma que deu ouvidos a psicografias de supostos mestres ascensos, e arcanjos salvadores, (além de loiros ET que supostamente é general de uma frota de discos voadores que viria para libertar a Terra). Esse seguimento dos esquizotéricos caíram na ladainha sobre “crianças especiais” que começariam a se encarnar a partir de 1980 para então “revolucionar o mundo” e assim tornar possível o advento da nova era, a era de aquários, a era de Ouro que aliás, é quando Jesus finalmente vai voltar...

Esse conto de fadas (psicografado por sei lá qual médium, vindo de sei lá qual iluminado desencarnado) conta que a humanidade está num momento de transição (achei que a revolução iluminista, a industrial já tinha feito essa transição toda, além de outras muitas revoluções, como a digital por exemplo). As tais “criancinhas especiais” seriam muito melhores, mais habilidosas, intuitivas, com pensamento mais avançado, etc... eles(as) superariam todas as gerações do passado, e iriam abrir de uma forma definitiva uma nova era para toda a humanidade! Isso como se Voltaire, Montesquieu, Isaac Newton, Thomas Edison, Albert Einstein, etc... nunca tivessem feito revolução nenhuma... é como se nos últimos 200 anos não estivesse acontecendo (em curso) uma revolução social, econômica, cultural e espiritual constante, intensa, incluindo a era digital, com os PCs pessoais, internet, smartfones, etc, etc, etc...

Mas enfim... é essa a ideia mítica (ridícula) que a turma que se apossou do Boriska segue, e ao saberem que um menino de 7 anos falava coisas muito avançadas para a idade dele, comentando sobre a sua vida anterior em Marte imediatamente associaram/atrelaram a ele toda essa esquizo-ideologia, alardearam que ele era a “prova” de que tudo o que os “mestres iluminados” falavam por meio de psicografias era real, e estava acontecendo bem na frente de todos, para todo mundo ver!

Ele acabou vitima disso, e na sua situação de criança, incentivado pela mãe, aceitou esse “papel”, nesse ponto em diante as supostas ‘memórias’ começaram a fazer cada vez menos sentido, ele começou a inventar, dizer aquilo que os adultos queriam ouvir, como poderão comprovar se seguir lendo a página.


Mas ao apenas ler o que ele disse com sua própria boca (filtrando um pouco o discurso, já que ele era sugestionado) o que temos é um relato bastante realista, onde ele fala de guerras e mais guerras, sobre inimigos, invasores, experimentos desastrosos, extermínio da vida em Marte por conta de inimigos que por alguma razão o invadiram, pedras especiais que pode prender almas, enfim... o que ele contava no grosso era uma situação que se assemelha muito a todas as memórias despertadas por pessoas que passam pelo “Salto”, consistentemente é esse o cenário mesmo.

Mas ao sair esse tipo de informação da boca de uma criança com apenas 5, 6, 7 anos (todo o arcabouço das histórias levou anos para acumular e amadurecer) esses esquizotéricos distorceram o que ele falava, sugeriram muita coisa do que ele deveria dizer, a mãe parece ser justamente uma adepta dessa linha ideológica, e por isso parte do que o menino comentava eram pensamentos dela. Gennady Belimov [em Russo escrevesse: геннадий белимов видео] é um escritor russo com muitos livros publicados, onde segundo consta, “passeava” por esse tema das crianças índico/cristal da nova era, [Biografia do escritor: http://www.xsp.ru/vgiay/aboutb.php ].

Então há um bom grau de contaminação nas informações que o Boriska comentou, mas o grosso das “memórias espontâneas” faz sentido sim, é coerente com o que vemos nas memórias de milhares de pessoas iniciadas no “Salto” é coerente com as evidências em Marte, na Terra. Não que tudo o que ele disse é ‘verdade absoluta’ a própria figura que ele foi poderia estar mal informado, ou alienado, então algumas considerações estão erradas. Mas no geral, no mínimo o caso Boriska fundamenta mais ainda as memórias ativadas pelo “Salto”, pena que o caso chegou a mim altamente contaminado, envolvido numa crosta grossa de desinformações, então nunca pude entender e usar o exemplo dele para apontar e dizer nos seminários, ‘eis um exemplo de memória espontânea que valida as memórias despertadas pelo “Salto”’, o que teria sido um item a mais para mim apontar e dar confiança a quem se submete a Iniciação o Salto Quântico Genético.    

O que ele falou de fato?

Uma fonte mais segura de informações, onde não há tanta contaminação ideológica, é as páginas do Project Camelot, que se trata da uma iniciativa de um casal de ingleses (eles não são casados) que criou a organização com a intenção de dar espaço para que pessoas com informações desafiadoras, que vão contra o establishment e a mídia mainstream, possa então divulgar essas informações, que de outra forma jamais chegaria ao conhecimento do público em geral. Também temas que a mídia comercial jamais se interessaria é coberto pelo projeto.

Página do Projeto: http://projectcamelot.org/lang/pt/flag.html Sobre o Project Camelot: http://projectcamelot.org/lang/pt/mission.html  Quem são eles: http://projectcamelot.org/lang/pt/about_us.html  As duas páginas do caso Boriska é: Artigo do Pravda, traduzido para o inglês: http://projectcamelot.org/indigo_boy_from_mars.html  Página de apresentação: http://projectcamelot.org/boriska.html Entrevista (vídeo) Boriska, legendado em português: https://www.youtube.com/watch?v=3Mpm0eHjDFs  no original em inglês: https://www.youtube.com/watch?v=y7Xcn436tyI (Obs. quem não souber ler em inglês use o tradutor do Google).

Entre os comentários dele nunca confirmados está o de dizer que atrás de uma das orelhas da Esfinge teria um mecanismo para abrir uma porta de acesso a uma câmara secreta embaixo dela. Isso claro é completamente inverídico...

Se vocês lerem todo o artigo do Gennady Belimov para o Pravda então vão saber que ele nem sequer gravou pessoalmente o que o menino de 7 anos disse no acampamento, o próprio Gennady Belimov não tinha aparelho de gravação, ele apenas escreveu o que lembrou por cima, de uma conversa que durou mais de 1 hora e meia. É esse conto que foi divulgado para o mundo todo, e só muito depois (cinco anos depois) que a fundadora do Project Camelot a inglesa Kerry Cassidy foi ver o Boriska pessoalmente, e aí sim fez um registro fidedigno. Justamente esse registro da Kerry foi o que tirou esse ar ‘mítico’ exageradamente religioso de cima do Boriska. Então pudemos saber um pouco, saindo da boca do próprio Boriska, o que ele diz, e como diz, e verificar como essa fonte é pouco confiável, e contaminada externamente.

Sendo que com 12 anos o processo de deterioração já estava bem adiantado, pois com 7 anos ele ousadamente interrompia um grupo enorme de adultos para falar de suas “viagens e vida em Marte” já com 12 anos ele está bem menos entusiasmado, bem menos a fim de conversar, está até mesmo aborrecido, com pouca paciência, e demonstra até um desprezo pela inglesa que foi até a Rússia especialmente para entrevista-lo.

O que aconteceu é simples de explicar, e até dá mais credibilidade para as memórias. Essas memórias espontâneas são mais propicias de ocorrerem na infância, isso vale também para memórias de vidas passadas aqui na Terra mesmo, pois consideramos que o corpo físico que ocupamos é um corpo sabotado, programado para causar principalmente a amnésia, para bloquear potenciais, abafar a divindade dentro de cada um de nós. Pois esse nosso corpo físico, que temos de usar na Terra, foi transformado no caixão onde as almas devem ficar profundamente sepultadas. Mas durante a infância esse processo de confinamento não está ainda completamente instalado, só está 100% estabelecido quando se chega na fase adulta.

Por isso ocorre de haver casos como o do Boriska que fala de sua vida anterior, tem esses relances de memórias (como a mãe bem enfatizou) mas depois que fala a memória some... quanto mais cresce, mais as memórias vão se esvaindo, até ficar apenas vagas lembranças. O mesmo ocorre, e é mais comum, a criança apresentar alguma capacidade especial, tal como a clarividência, clariaudiência, poder de telecinesi, telepatia, mas com o passar dos anos a capacidade desaparece.

No caso das memórias elas podem ser ativadas novamente por meio do “Salto”, e com força total, no caso das capacidades especiais, essas precisam ser ativadas e estimuladas por métodos que na sua maioria infelizmente foram censurados para a população num geral [Vide o exemplo dos Mestres dos Poderes Paranormais].

Talvez esse seja o Boriska já crescido, com 20 anos, não temos certeza... canal dele no Youtube AQUI 

No texto disponibilizado no site do Camelot no final é dito um pouco sobre como o Boriska estaria até aquela data, (provavelmente com 16 anos) veja AQUI se não souber inglês use o Tradutor do Googleapós a entrevista para o Camelot a situação apenas se deteriorou mais, é dito que ele muito raramente fala de memórias, ficou recluso, a amarga separação dos pais só trouxe mais dificuldades, chegou a passar fome, era hostilizado pelos outros adolescentes, pelo que é descrito ele parece ter bem pouca fibra emocional, as críticas e agressões verbais e físicas fez ele ficar amargo e depressivo.

E é isso... virou um adolescente aborrecido, pessimista, com fortes tendências depressivas. Esse aqui supostamente é o canal do Youtube dele, onde podemos ver uma foto mais recente, AQUI  no canal apenas vídeo de música Punk rock (Obs. Não temos certeza absoluta se é mesmo o Boriska, o canal não apresenta nenhuma informação que sirva como prova para dizer que sim, nem eu não). Se for ele mesmo, então se “revoltou” e tá de mal com a vida.

Entrevista com o Project Camelot desmistificou o caso:

O artigo do Pravda já rodava há bons anos na internet, alimentando fantasias, e mistificações, quando finalmente o Project Camelot resolveu ir na Rússia verificar essa historia direito. A Kerry Cassidy então filmou a fala do rapaz diretamente. Ao assistir a entrevista eu fui anotando o que achava mais relevante, veja abaixo as notas que escrevi sobre:

Boriska - Entrevista completa e legendada, Project Camelot:
(Kerry Cassidy - Moscou - Outubro de 2007 - Original em Inglês AQUI )  

Menino Deus de Marte? Criança Índico Cristal que veio trazer a nova Era? 

- Em 07:19 nega ser telepata. O Dr. Vladislav Lugovenko, (doutor em Física-Matemática, do Instituto de Magnetismo Terrestre da Academia Russa de Ciências (IZMIRAN)) fala de ter sido assaltado, ou ter visto dois bandidos assaltando no Trem, e diz que Boriska ‘percebeu’ isso, tipo, ‘leu a mente dele’ pois sem ele (o Dr.) falar nada, o menino perguntou o que tinha acontecido no Trem. Um pouco mais a frente o Boriska explica que na verdade ele ouviu o Dr. falar de algo que aconteceu no Trem quando vinha, e ele ouviu, o Dr. estava em outro cômodo do apto mas falou alto, por isso o Boriska foi até ele e perguntou o que tinha ocorrido. Esse equívoco é típico... é esse tipo de ocorrência que cria os mitos, e que bom que foi tudo filmado e pudemos ouvir da boca do próprio menino a versão correta. Ele leu a mente do Dr. Vladislav? Segundo o próprio Boriska não...

- Em 09:27 disse que boa parte do que falava quando era criança esqueceu, está sofrendo o processo de esquecimento na medida em que envelhece.

- Em 13:47 a mãe (Nadya) diz que quando ele tinha 3 e 4 anos ela possuía muitos livros sobre astronomia onde moravam e o menino folheava esses livros. Sinal que parte do suposto conhecimento dele viria justamente dos livros? Claro que é altamente estranho que uma criança de 4 anos se interesse por livros, e ainda por cima gravasse as informações...

- Em 17:20 é perguntado a ele se sabe o que está ocorrendo em Marte atualmente, no presente (claramente aqui a Kerry mostra que está com uma ideia mistificada sobre ele, achando que ele possui alguma capacidade clarividente especial a ponto de dizer o que ocorre ao vivo em outro planeta, esse é o tipo de ideia fantasiosa que as pessoas alimentaram sobre ele até então, fantasia nascida da cabeça dos religiosos, não algo vindo realmente dele). Ele então nega...

- Em 19:26 falou que em Marte era um guerreiro, faziam muitas guerras, participava de muitas batalhas, muita gente morria.

- Em 25:00 de vídeo fala de Guerra generalizada em Marte sem um motivo claro.

- Em 26:40 do vídeo faz cara de contrariado como se estivesse mentindo, ou tendo de mentir, e se sentindo mal por isso... se recusa a se auto descrever (em Marte) por que não se lembra mais.

- Em 29:00 min do vídeo está mostrando forte aborrecimento, demonstrado irritação. Fala de muita guerra em Marte, sem muita explicação do por que estavam ocorrendo, e a mãe diz que ele contava muito mais, ela o incentiva a falar, coisas que já disse para ela.

- Em 29:23 min esclarece que de fato não sentiu nada sobre a ocorrência com o Dr. Vladislav, simplesmente o Dr. falava tão alto que ele (Boriska) ouviu algo relacionado a um Trem e foi perguntar para saber melhor. A Mãe (Nadya) contesta, deixando uma ideia que na verdade ele está mentindo, e não quer confirmar ser mesmo telepata. (Obs. Aqui temos uma controvérsia, se ele é mesmo telepata, por que não quer admitir isso? Por que negou, e deu desculpas sobre o caso? Ele pode ter ‘ouvido’ os pensamentos do Dr. Vladislav e confundiu achando que o Dr. comentou alto? Mas o Dr. diz que não comentou nada... aparentemente a mãe diz que nada foi comentado, e o Boriska por estar em outro cômodo do apto ‘ouviu’ os pensamentos, mas julgou ser a voz em vez dos pensamentos do Dr? Isso pode ser verdade, nesse caso ele (Boriska) está negando para si mesmo, ele está então sofrendo aquela psicose que acomete muitos médiuns, a síndrome de querer ser ‘como todo mundo’, de não aceitar ser especial, pois ser especial causa transtornos, inveja, etc... um pensamento bem medíocre da parte dele, se for verdade.


- Em 31:25 a mãe (Nadya) insiste para que ele fale mais, conte mais, e ele todo aborrecido fala, mas com muita má vontade.

- Em 32:10 fala sobre um plano dos Marcianos de transformar o planeta Júpiter num segundo Sol, mas para que? Não explicou nada... (Obs. Para destruir esse planeta gasoso? Para aniquilar esse astro?). Não conseguiram por que os marcianos foram derrotados.

- Em 34:55 minutos de vídeo fala que todos em Marte foram mortos, e tinha umas “pedras” especiais que serviam para atrair almas. (Obs. Bem interessante isso, pois de fato nas memórias de quem é iniciado no “Salto” inclusive nas minhas, aparece constantemente a ideia que existe uma tecnologia/método já a muito tempo desenvolvido onde se pode prender as almas, se trata principalmente de cristal que então é de alguma forma preparado para conter as almas como se fosse uma caixa de onde as almas não podem sair, até que a pedra seja destruída, ou alguma frequência magnética seja emitida. E ele realmente fala de Marte? Ou na verdade se trata de outro planeta, de outro sistema solar, mas que foi chamado de “Marte” por ele ser criança? A mesma coisa pode ser dito da “Lemúria” a lemúria é pura fantasia da Madame Blavatsky, talvez ele se refere a Atlântida, mas chamou de Lemúria por que a mãe provavelmente leu a Doutrina Secreta, a Blavatsky é Russa).  

- Em 35:00 min fala que em Marte tinha poucas almas, e essas foram atraídas para as pedras, e então mandadas para a Terra. Literalmente o que está dizendo é que havia almas vagando pelo planeta morto e essas almas foram recolhidas por alguma máquina que usa essas “pedras especiais” para atrair, e prender as almas para então serem transportadas para onde quiserem.

- Em 37:40 fala de ataque vindo de outro lugar, de fora de Marte, parte da população conseguiu fugir para a Terra usando de algum dispositivo de teletransporte, outros ficaram e foram aniquilados. A informação era restrita, tinha de entrar numa sala com um terminal e lá ter acesso, não era aberto a todos como a nossa internet, ou se tratava de informação com algum grau de restrição/segurança.

- Em 40:30 min, ele mais ocupado com videogame do que com a entrevista, diz que vai haver “enchente” no mundo todo entre 2009 e 2012, (entrevista aconteceu em Moscow, Russia, October, 2007) bem aborrecido custa a responder as perguntas. Nessa parte já tá bem desleixado, mal criado mesmo. Fala que a “enchente” vai chegar até as cidades da Rússia, e muita gente vai morrer, talvez e inclusive a mãe dele, e ele próprio poderá morrer... (Obs. obviamente nada aconteceu... então temos uma profecia totalmente fail aqui, o que é desanimador para a credibilidade dele, depois fica triste por ser hostilizado...).

- Em 42:20 a Kerry Cassidy diz que ele é muito ‘encantador’, e ele terá muitas namoradas quanto crescer. (Obs. Que contada em! Fosse um homem falando com uma menina de 12 anos desse jeito seria considerado pedófilo, imediatamente chamariam a policia, e o coitado seria preso sem direito a fiança! Mas as mulheres podem abordar os menores de idade de forma ousada que não tem problema nenhum...).
((Fim da Entrevista))


Obs. Ele fala da Lemúria, a lemúria é uma fantasia da Madame Blavatsky, o que pode ter existido mesmo é a Atlântida (que não tinha esse nome), mas a mãe do Boriska sendo Russa deve ter lido os livros (ou apenas um) da Blavatsky (que era uma Russa) e quando ele comentou de um continente com civilização avançada na Terra, ela imediatamente associou a Lemúria, e não a Atlântida, ele sendo criança, e completamente influenciável adotou o nome... ele inclusive fala coisa nada a ver, diz que o continente seria o único da Terra, mas até onde se sabe (mas não temos certeza) a única vez que houve apenas um continente na Terra foi na época dos dinossauros, e é chamado de Pangeia, isso a mais de 70 milhões de anos! Mas vamos dar uma colher de chá para ele e dizer que na verdade ele confundiu, chamou a Atlântida de Lemúria.

Sobre Lemúria numa página em que falo de outro suposto “menininho índico” o Matias de Stefano eu escrevi o seguinte:

1] - Ele fala da "Lemúria", mas a Lemúria na verdade nunca existiu, quem veio com isso de "lemúria" foi um geólogo inglês que encontrou fosseis de lêmures na costa da ilha de Madagascar, por isso o nome "Lemúria", vem de lêmures... esse geólogo encontrou fosseis dos mesmos lêmures na costa da índia, e então criou a hipótese que há muitos milhões de anos atrás, índia e a ilha da Madagascar na África estiveram unidos, formando então o continente chamado por ele de "Lemúria", mas isso foi a muito tempo, milhões de anos atrás! Não milhares... mas milhões! Ai nisso a Madame Blavatsky se apoderou dessa hipótese do inglês, que foi contemporâneo dela, e simplesmente escreveu na sua série de livros, a Doutrina Secreta, que existiu lá uma civilização muito antiga, chamada por ela de Lemúria, que ocupou esse antigo continente "perdido", etc... mas tudo sem base alguma, ela [Blavatsky] também era uma médium, e psicografava livros mediante influência de entidades misteriosas que se diziam "iluminados", mas ela acabou seus dias pateticamente numa cadeira de rodas, incapaz de andar. Foi dos escritos da Blavatsky que nasceu toda essa religião New Age que fala de fraternidade branca de mestres ascensos, de 7 raios, etc... [Clique Aqui], tudo isso eu considero apenas uma fonte enorme, gigantesca, de desinformação, que até tem algo que preste em meio a tudo, mas o grosso mesmo é de pura alienação, uma tentativa de criar uma nova religião, que vai substituir as atuais que estão em decadência por conta dos avanços científicos. O que outros médiuns alienados fizeram depois dela, foi apenas alimentar a "fogueira", acrescentar mais e mais material para a criação de uma religião que talvez, "pegue" no futuro. Acredito ainda que médiuns como a Nilsa Lopes, e Matias, estão sob a mesma influência de entidades como as que influenciaram Blavatsky, pois estes seguem 'alimentando a fornalha' mesmo sem conhecer os trabalhos dela.

Cresceu, e Boriska se Deteriorou...

Vídeo onde temos notícias o que aconteceu com ele até os 16, só tragédias: Boriska, saiba o que aconteceu com o menino de Marte - Estava com 16 anos quando fizeram o vídeo:


Pela péssima situação em que encarnou, e depois só se ferrou mais, ele deve ter sido um derrotado e sua alma prisioneira foi trazida para a Terra para sofrer. Nasceu com as lembranças ainda latentes, porém confusas. Mas com o tempo, a medida que foi crescendo, foi esquecendo, como acontece com muitos. Muitas pessoas durante a infância lembram de coisas, ou até mesmo tem dons especiais, depois vai se deteriorando até virar uma pessoa comum. Lamentavelmente é isso que ocorreu com ele, e ele mostra ter um emocional muito fraco, como qualquer criança, depois que crescer poderá lidar melhor com as suas decepções, se for mesmo um “gênio” vai lidar com inteligência e perspicácia com as pessoas escrotas que o cerca, caso contrário provará não ser nada demais.

Minha Modesta Opinião Sobre Crianças Índico/Cristal e outros conceitos dos EsquizoTéricos:

Crianças índico? Cristal? Era de Aquarius? New Age?? 

Pequeno debate usando o Facebook:

Patricia Sousa: (Palestrante at As Crianças e Adultos Índigo/Cristal): Perfeito Faini. Essas crianças e hoje adultos de uma frequência muito elevada voltada a espiritualidade, tem muito a contribuir com o que trazem de sua verdadeira Origem. Estão todos ao redor, bastemos que olhemos e passemos a ouvi-los!

Patricia Sousa: Excelente matéria. Hoje Boriska é uma jovem de 21 anos, sua ressonância energética corresponde a geração de Crianças e Adultos Índigo e Cristal. Para quem ainda​ não leu sobre esta geração. Fica uma sugestão! Abraços a todos!

Bruno Guerreiro de Moraes: Criancinha índico... sei. Essas bobeiras dos New Age, credo... pessoal muito alienado com essas infantilidades sem base cientifica nenhuma. Entrevista do “menininho índicolegendado

Patricia Sousa: Ele é um Adulto Índigo Cristal. Acredito que os estudiosos do ‘Salto Quântico Genético’, compreendem muito bem está linguagem; até porque estão em ressonância quanto a isso. Grata por sua contribuição!

Bruno Guerreiro de Moraes: Patricia Sousa, ‘um adulto indico cristal’ que titulo em? E isso quer dizer o que mesmo? Sabe o que eu acho do Boriska? Que ele não é nada demais, quando criança até poderia ser dito que era “superdotado” mas nem tanto... e como adulto? Quais os imensos progressos e fabulosas capacidades esse “adulto indico cristal” tá fazendo/realizando? Até onde sei nada... é apenas uma pessoa comum, não está acima da média... e isso de “crianças superdotadas” sempre existiu, desde que a humanidade surgiu na Terra, sempre houve esse fenômeno de ter algumas crianças “gênio” esse conceito dos New Age é simplesmente uma bobagem, psicografada por algum médium cabeça de vento.

Patricia Sousa: Querido; sugiro as leituras de livros de muitos autores que vem escrevendo e pesquisando sobre esta temática, Índigo e Cristal. Sempre bom poder ler, trocar experiências e ter argumentos para explanar o assunto. É apenas uma sugestão! Fica ao seu critério buscar informações para a melhor evolução do ser humano. Grata por sua contribuição e gentileza. Grande abraço.

Bruno Guerreiro de Moraes: Patricia Sousa Tá... usou de retórica, esse seu discurso é o apelo a autoridade, vide: - “O argumentum ad verecundiam ou argumentum magister dixit é uma expressão em latim que significa apelo à autoridade ou argumento de autoridade. É uma falácia lógica que apela para a palavra ou reputação de alguma autoridade a fim de validar o argumento” - Já vi então que você é uma Sofista, se não sabe o que é isso, acesse AQUI os que usam de Sofisma não estão interessados na verdade, nem na justiça, apenas querem defender a sua ideologia, independente se é fato ou não.

Bruno Guerreiro de Moraes: Patricia Sousa você diz que é “Palestrante na empresa As Crianças e Adultos Índigo/Cristal” ok... então deve ser uma “especialista” no assunto. Então me convença, eu não preciso ler “livros e mais livros” temos aqui e agora uma especialista que vai dar um “Show” de conhecimento e nos convencer a todos, pois a verdade sempre vence. E só a proposito, veja o que aconteceu com a “menininho índico/cristal Boriska, o garoto de MarteAQUI Canal dele no Youtube AQUI. Além disso, é curioso você vir falar de Amor, fraternidade, compaixão sendo que tudo o que Boriska relatou de Marte fala de Guerras, prisão, destruição, desgraças, etc... Bem, estou no aguardo da sua “sabedoria” Patrícia, me “convença” que toda essa estória de criancinhas índico, cristal e outras asneiras não são asneiras...

(Obs. A Patricia nunca mais apareceu para falar nada, esse debate está registrado em comentários dessa página AQUI ficou um tanto bagunçado lá).

Boriska o menino de Marte? Avatar Iluminado da Grande Fraternidade Branca?? 

Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: Boriska,Indigo Boy, from Mars,Moscow, Russia, October, 2007, Gennady Belimov, Boris Kipriyanovich, is an Indigo Child,criança índico, cristal, nova era, era de aquarius,

7 comentários:

Anônimo disse...

Bruno, perfeita análise, e tem um ponto aqui que também apareceu nas minhas memórias recuperadas via terapia hipnótica, que são os cristais aprisionadores de almas, e tem um fato interessante também num livro de um projetor norte americano chamado Robert Monroe, por sinal um dos projetores que iniciou o processo de divulgação e trabalho científico em torno dos fenômenos paranormais e inclusive criou um instituto que leva seu nome para promover o estudo científico de fenômenos paranormais, tendo até desenvolvido uma tecnologia que supostamente auxiliaria na indução de projeção astral chamada hemysync ou sincronização dos hemisférios cerebrais. O caso é que numa das projeções dele ele inadvertidamente passou perto de fiação elétrica e então seu corpo astral foi atraído para essa fiação, então mostra que na verdade esses cristais interagem com o campo eletromagnético gerado pelo dito corpo astral, então o caminho seria se livrar disso segundo minha conclusão, o que acha disso tudo?

Anônimo disse...

Falou tudo !!!

Em um outro post recente aqui no site, vc, Bruno, nos mostrou a superfície do planeta Marte como que varrida por uma guerra titânica e assombrosa.
O caso envolvendo as memórias desse garoto parece corroborar ainda mais a hipótese de uma catástrofe ocorrida em Marte em tempos remotos.
Entretanto, a sua análise desse caso deixa claro que o garoto era instável, foi influenciado e serviu mais aos propósitos fantasiosos dos New Ages do que à elucidação da verdade envolvendo o que de fato ocorreu e do que poderíamos extrair disto tudo para tirarmos algo de proveitoso realmente.
O garoto e suas lembranças dispersas podem ter servido para que os New Ages continuem acendendo incensos enquanto pronunciam mantras, mas a Ciência precisa de coisa melhor e mais consistente com que se ocupar.

Felipe Dorn Alves disse...

https://en.m.wikipedia.org/wiki/Yonaguni_Monument
Senhor Bruno, gostei muito da sua publicação no blog. No entanto, essa história de Lemúria (seja lá o nome que se deseja dar ao "continente" perdido no Oceano Pacífico) tem fundamento de verdade. Leia o artigo a página cujo endereço eletrônico está acima. Há umas ruínas de construções organizadas submersas próximas a ilha japonesa de Yonaguni (essa ilha é mais perto de Taiwan que das grandes ilhas do Japão).

Felipe Dorn Alves disse...

https://youtu.be/Hp9MlhDvEm8
Um tal de Rari Zaar cedeu uma entrevista à jornalista Beatriz Fagundes em Porto Alegre há alguns anos. Ele disse haver tido encarnação fora da Terra. E que realmente aconteceram guerras que arrasaram o planeta Marte. Na entrevista ele menciona o psiquiatra e ufólogo Ernesto Bono, autor de vários livros. O Rari Zaar menciona tecnologias mais avançadas do que qualquer sonho ou divagação que eu já tive.
Não acreditemos em tudo, mas tenhamos em conta que Rari Zaar confirma o relato do Borussia e de alguns iniciados no Salto Quântico Genético.

Felipe Dorn Alves disse...

*Boriska

Anônimo disse...

Esse lance de se aprisionar almas em pedras ou cristais, conforme assinalado neste artigo sobre as sandices New Age de menino indigo-cristal-purpurina, é tremendamente bizarro.
Até então eu achava que esse suposto aprisionamento era uma mera fantasia - e que acabou retratada muito bem no filme "Superman 2", com Cristopher Reeve no papel principal.
Naquele filme, três malfeitores de outro sistema solar foram aprisionados num cristal, o qual ainda foi arremessado ao espaço a fim de vagar por toda a eternidade. Os malfeitores ficaram presos ali, incapazes de agir, até que o cristal acabou sendo destruído.
Talvez essa idéia fantasiosa, que fez parte daquele filme, possa representar algum resquício de alguma lembrança por parte do roteirista.
Ocorre que uma tal coisa envolvendo a possibilidade de se aprionar as almas não é mencionada, por exemplo, no espiritismo de Kardec.
Há vagas menções sobre isto também em alguns poucos livros de Alta Magia, mas é só.

Eis que surge, entretanto, uma pessoa que vivenciou esses tipos de experiência, que despertou a faculdade de recordar o passado remoto, que trabalha também com o despertar desses tipos de memórias em outras pessoas e que se dispôs a relatar tudo isto em um livro mais abrangente e detalhado do que qualquer outro. Essa pessoa é o Bruno Guerreiro.
E nós somos parte de um grupo ansiosamente interessado em saber o que de fato aconteceu conosco ao ponto de nem mesmo termos consciência de que algo bem mais grave do que podemos supor foi exatamente o que nos suceceu.

Aguardemos. Porque eu tenho a ligeira impressão de que apenas pela leitura desse livro muita coisa poderá vir à tona em nossas mentes ou ao menos passar a fazer bastante sentido.

Anônimo disse...

A Lemúria tem tanto fundamento quanto o País das Maravilhas, de Alice.
O que ocorre no Pacífico (local do suposto Continente submerso) é que ali está localizado o famoso "Cinturão do Fogo". Trata-se, portanto, de uma área geológicamente instável, suscetível de erupções vulcânicas desde a Indonésia até o Hawai (daí o nome que se é dado àquela região toda) e que apresenta vestígios de cidades submersas ou parcialmente submersas. A mais notável dessas misteriosas cidades é, sem nenhuma dúvida, Nan Madol. Mas não há porque inferir a outrora existência de um Continente (foi assim que a Lemúria nos é apresentada) apenas por essses fragmentos esparsos e desconexos. Logo, qualquer afirmação que faça menção a uma ou outra cidadela submersa ali no Oceano Pacífico com a pretensão de fundamentar ou conceber a existência de um continente submerso, representa uma tentativa amadorística de querer provar que tal Continente da Lemúria e a sua Supercivilização realmente existiram.

GoogleAnalytics

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. [Bruno Guerreiro de Moraes]