sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Flagelo Bacteriano - Teoria de Michael Behe não foi Derrubada! - Ciência Real

                                      Teoria Evolutiva Provada Falsa!                                    
Flagelo Bacteriano, pesadelo dos evolucionistas! Do lado direito a figura real, imagem feita com microscópio eletrônico, do lado esquerdo imagem feita a partir das analises do mecanismo

Pessoas tendenciosas e intelectualmente desonestas saíram espalhando pela WEB que a Teoria da Complexidade Irredutível de Michael Behe tinha sido derrubada... Mas essa informação é FALSA!  Michael Behe, coerente com o método cientifico refutou todas as criticas, como podem ler aqui - http://www.iscid.org/papers/Behe_ReplyToCritics_121201.pdf

- Charles Darwin - "Se se pudesse demonstrar a existência de algum órgão complexo que não pudesse de maneira alguma ser formado através de modificações ligeiras, sucessivas e numerosas, minha teoria ruiria inteiramente por terra" (Darwin, C. R., Origem das Espécies, p.161).

- Richard Dawkins - “...nós animais somos as máquinas mais complicadas e perfeitamente planejadas do universo conhecido” (DAWKINS, RICHARD - Prefacio do Livro “O Gene Egoísta”, Belo Horizonte/São Paulo: Itatiaia e Editora da Universidade de São Paulo, 1989, p. 18).

Veja esses Três vídeos onde se explica com detalhes o que é o flagelo e a Teoria da Complexidade Irredutível dos sistemas biológicos, de Michael Behe:

Apesar de dividido em varias partes no Youtube, aqui ele passará como se fosse apenas um só vídeo de longa duração:



Lista de Reprodução [Clique Aqui]

Apenas uma montagem de peças aleatórias? 

O flagelo bacteriano é um pesadelo para os Neons-Darwinistas, pois eles simplesmente não conseguem explicar esse mecanismo usando a Teoria da Evolução. Assim então, podemos dizer com todas as letras que a Teoria Evolutiva está provada falsa! Mas que fique bem claro aqui uma coisa, o flagelo bacteriano não é a única prova que os Proponentes do Design Inteligente tem para provar suas teses, ele é apenas um de milhares. Mas o flagelo em particular é o mais conhecido por ser citado no livro de Michael Behe intitulado "Caixa Preta de Darwin: o Desafio da Bioquímica à Teoria da Evolução" a venda no Brasil (Clique Aqui Para ver sobre esse livro, e comprá-lo).


Um aparelho super complexo de tamanho microscópico

Descrição do Livro:

- “A teoria da evolução de Darwin é em geral aceita pelos cientistas. Contudo, desde que Watson e Crick abriram o campo da bioquímica, a ciência vem vivendo um clima de frustração, tentando conciliar as descobertas espantosas deste campo moderno com uma teoria do século XX que não pode explicá-las. Com a publicação de A Caixa Preta de Darwin, é tempo de os cientistas se permitirem examinar novas e extraordinárias possibilidades, e de ficarmos de sobreaviso com o que vão descobrir” -

Não caiam na falácia intelectualmente desonesta dos Darwinistas, a Teoria da Complexidade Irredutível dos Sistemas biológicos ainda continua de pé firme e forte. O flagelo está longe de ser explicado pelos mecanismos darwinianos, a Teoria da Evolução simplesmente é incapaz de explicar como esse mecanismo veio a surgir do nada sem a interferência de alguma inteligência racional.

Bactérias e seus flagelos, prova contra as pretensões Darwinistas

Michael Behe é um visionário, um cientista honesto e lúcido e já está merendo o premio Nobel desde o lançamento de seu brilhante livro. A história ainda vai reconhecê-lo como gênio equivalente a Einstein, Isaac Newton, Galileu Galilei, etc... Descobertas mais recentes tem demonstrado que o flagelo bacteriano é ainda mais complexo do que antes imaginado, é o que diz Tom Magnuson em matéria na Revista Cientifica Nature - http://www.nature.com/msb/journal/v3/n1/pdf/msb4100166.pdf

A Nature incluiu um novo estudo sobre sistemas flagelares, com uma abordagem pela perspectiva das redes de proteínas. A primeira coisa que o artigo demonstra (mais uma vez) é que há proteínas centrais que são absolutamente necessárias para a mobilidade do flagelo. Mas diz também algo completamente surpreendente:

Lado esquerdo foto real de um flagelo, notem a tremenda geometria, precisão das formas, perfeição no design, no direito um esboço da complexidade do sistema. E agora já a provas, o flagelo é ainda mais complexo!

-“De fato, permanece pouco claro se todos os componentes de proteína do aparelho flagelar foram identificados” - 

O artigo diz também que os genes de mobilidade previstos usando seqüências do genoma necessitam ser verificados contra um cenário funcional (isto é “relevância biológica”). Estes cientistas deram-se ao trabalho de descobrir quais os genes necessários para a mobilidade flagelar (através de massivas análises). Encontraram diversas proteínas de mobilidade novas que parecem ser especificas a certas espécies.

Complexidade inexplicável para a Teoria Evolutiva

                                    Michael Behe desafiou enfaticamente:                                     

- "Sobre a tal reivindicação de falseabilidade, um cientista pode em um laboratório, colocar uma espécie bacteriana faltando um flagelo sob alguma pressão seletiva (para mobilidade), alimenta-o por dez mil gerações, se o flagelo, ou qualquer material complexo for produzido, minhas reivindicações evidentemente seriam desmentidas" -

E ele continua:

"....se Coyne demonstrasse que o flagelo (que exige aproximadamente quarenta partes de gene) podiam ser produzidos por seleção natural, eu seria bastante tolo em afirmar que o sistema de coagulação do sangue (que consiste em aproximadamente vinte proteínas) exigisse um Design inteligente".

                     Respostas de Michael Behe contra as criticas sobre sua Tese:                  
Não há duvidas, a Teoria da Evolução foi refutada de cima a baixo, horizontal e verticalmente...

             Trecho do novo livro de Michael Behe intitulado “The Edge of Evolution”:          

- A chave para determinar os poderes reais da evolução Darwinista, encontra-se nos micróbios que se reproduzem rapidamente. Alguns, tais como a malária, o HIV, e o E. coli, reproduzem-se tão rapidamente que dentro de algumas décadas, ou no máximo alguns milênios, eles geram tantas mutações como geraria um animal maior, de reprodução lenta, em milhões de anos. Observando até aonde estas criaturas evoluíram nos últimos tempos, nós podemos estimar os limites criativos das mutações aleatórias -

Está provado! Darwin estava errado. Complexidade dos micro organismos é inexplicável pela fraca teoria da evolução

Matéria de comemoração dos 10 anos de lançamento do livro "A caixa preta de Darwin" - [Clique Aqui]

Lá diz - "O ponto principal é que os dados disponíveis na última década das pesquisas de micróbios que ocorrem na natureza em número verdadeiramente astronômicos, tais como o parasita da malária e o HIV, demonstram que o conceito de mutação aleatória é incoerente, e os processos darwinianos são capazes apenas de mudanças triviais de sistemas preexistentes".

                                  Mutação e Seleção Natural: Fatores Evolutivos?                            

Matéria no Site Impacto - [Clique Aqui]
Márcia Oliveira de Paula é doutora em Microbiologia pela USP - "Outra observação da seleção natural mostra o seu potencial limitado para mudanças. Os famosos tentilhões de Darwin, localizados nas Ilhas Galápagos, são classificados em treze espécies colocadas em dois gêneros, e são sempre usados como exemplo de seleção natural e irradiação adaptativa. Estes tentilhões, em lugar de apresentar fortes argumentos a favor de um mecanismo para grandes mudanças, são uma ilustração de mudança limitada. Apesar de os tentilhões serem diferentes entre si com relação aos seu bicos e plumagens, eles são muito semelhantes internamente, e realmente não são muito diferentes um do outro" -  "Mutação e seleção natural são fatores que podem gerar diversidade em populações naturais, levando provavelmente, aliadas a outros fatores, à formação de novas raças e espécies, ou seja, mudança genética limitada. Mutação e seleção natural podem modificar informações, mas elas não podem criar novas informações. Portanto, estes fatores nunca poderiam levar a um aumento de complexidade, indispensável para a teoria da evolução. E não existe nenhum mecanismo genético plausível que possa levar a este aumento de complexidade" - [Site Impacto - Clique Aqui]

Teoria da evolução não explica, complexidade supera todas as possibilidades previstas, a Teoria da Evolução é pura insanidade, ela já está provada falsa desde o tempo de Darwin

Darwinistas estão desesperados, eles não tem como explicar tamanha complexidade pela teoria da evolução

Stephen Jay Gould:

- "A ausência de evidencias fósseis dos estágios intermediários entre as principais transições em delineação orgânica tem sido um problema persistente e inoportuno para os cálculos gradualistas de evolução". (Is a New and General Theory, Vol.6 n:1,pg. 127, 1950)

Stephen Jay Gould:

- “a síntese neodarwinista foi considerada efetivamente morta apesar de sua persistência como ortodoxia nos livros-texto de Biologia”. (GOULD, Steve J., “Is a New Theory of Evolution Emerging?”, in Paleobiology 6:119-130, 1980.)

Stephen Jay Gould e Niles Eldredge:

- “A extrema raridade de formas transicionais no registro fóssil persiste como o negócio secreto da paleontologia. As árvores genealógicas que adornam nossos livros-texto têm dados somente nas extremidades e nódulos de seus galhos; o resto é inferência, por mais que seja razoável, não é a evidência dos fósseis... Eu não quero de nenhuma maneira impugnar a validade potencial do gradualismo. Eu somente quero destacar que isso nunca foi visto nas rochas, no entanto, Darwin aferrou-se tanto ao gradualismo, que comprometeu toda a sua teoria (...)" (Jay Gould, op.cit. p. 163).

Darwin não teria publicado nada, caso soubesse da complexidade dos micro organismos

Stephen Jay Gould:

- "O registro fóssil não oferecia qualquer apoio à mudança gradual: faunas inteiras tinham sido erradicadas durante intervalos de tempo extremamente curtos. As novas espécies apareceram no registro fóssil quase sempre de maneira abrupta, sem elos intermediários aos antepassados nas rochas mais velhas da mesma região" (Jay Gould, O polegar do panda, p. 161.).

Neon Darwinsitas não sabem o que fazer, estão sem chão e sem teto! (Risos)

Stephen Jay Gould:

- “Estudos que tiveram início no começo dos anos 50 e continuaram a um passo acelerado, hoje revelam um registro fóssil pré-cambriano significativo, mas o problema da explosão do pré-cambriano não cedeu, uma vez que nosso maior esforço falhou em identificar qualquer criatura que possa servir como um ancestral imediato plausível para as faunas cambrianas”. (“A short way to big ends”, revista Natural History, vol. 95, janeiro de 1986, pp.18-28)

Stephen Jay Gould:

- “Que restou de nossa escada, se há três linha-genes coexistentes de Hominídeos (A. Africanus, o robusto Australopicineos, e o H. Habilis), nenhum deles derivando claramente do outro? Mais ainda, nenhum dos três desenvolvendo nenhuma força evolucionária durante sua existência na terra: nenhum deles se tornando mais cerebral ou mais ereto à medida que se aproximavam dos dias atuais." (S. Jay Gould apud D.T. Gish,op. cit. p. 171).


Darwnistas estão sendo massacrados, sua religião foi para o esgoto...

Nils Elredge e Stephen Jay Gould - “Não é de espantar, que os paleontólogos tenham ignorado a evolução por tanto tempo. Aparentemente ela jamais ocorre..." 

 - "A coleta cuidadosa de material na face de penhascos mostra oscilações em ziguezague, pequenas, e uma acumulação muito rara de leves mudanças - no decorrer de milhões de anos, a uma taxa lenta demais para explicar toda a mudança prodigiosa que ocorreu na história *evolutiva. Quando vemos o aparecimento de novidades evolutivas, isso ocorre em geral com um estrondo e, não raro, sem nenhuma prova sólida de que os fósseis não evoluíram também em outros lugares! A evolução não pode estar ocorrendo sempre em outros lugares... Ainda assim, foi dessa maneira que o registro fóssil pareceu a muitos desesperados paleontólogos que queriam aprender alguma coisa sobre a evolução“. (Michael Behe - Caixa preta de Darwin op. cit., p.36).

Darwin deve estar se revirando no caixão! (Risos)

Henry Solomon Lipson:
- “De fato, a evolução se tornou uma religião científica; quase todos os cientistas a aceitaram e muitos estão preparados para torcer suas observações de modo que a ela se ajustem”.(Physics Bulletin, vol 31, 1980)

Colin Patterson (Paleontólogo do Museu Britânico de História Natural em Londres):
- “A despeito do que se tem afirmado do ponto de vista teórico, não se demonstrou experimentalmente, até hoje, que organismos evoluem para formas bioquimicamente mais complexas. As evidências são mais consistentes com o padrão de degradação para formas bioquimicamente menos complexas” (trecho de entrevista concedida para BBC, em 4 de março de 1982).

Exemplos é o que não falta, teoria evolutiva derrubada.

Fim de Darwin!

Assuntos Relacionados:

Pagina índice, todos os artigos que tratam sobre a queda da Teoria da Evolução:

Fontes:

8 comentários:

Anônimo disse...

Um pesadelo para os evolucionistas? (risos) não me parece. Há estruturas bastante parecidas com o motor do flagelo como por exemplo as "seringas" usadas por algumas bactérias. Ao microscópio electrónico as semelhanças são muitas. Mais, o aparecimento destas seringas pode facilmente ser provada por processos evolutivos pelo que, das seringas imóveis a flagelos moveis, as mudanças bioquimicas e biofisicas poderam ser minimas.
Pessoalmente acho qu a única parte da ciência que ainda pode ser justificada (provavelmente devido á nossa ignorância) por processos divinos é a astronomia, questões como a matéria negra e limites espaciais.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Putz! De novo esse argumento, de novo essa ladainha!!

Os evolucionistas não tem mais imaginação não é? Já gastaram o cérebro símio limitado de vocês?

Nos últimos 8 meses só fico lendo as mesmas asneiras, as mesmas abobrinhas, dia pós dia...

Nunca tem algo novo, nenhuma novidade, sempre os mesmos furados e já refutados argumentos, só "copia e cola".

Deprimente... sinal que realmente o evolucionismo está falido, tem que ser varrido para debaixo do tapete.

Nem vou me dar o trabalho de escrever a resposta novamente, vou apenas "copiar e Colar" aqui o que já respondi em debates anteriores.

Resposta Parte (1):

Quantos idiotas ainda acreditam que o argumento de Behe foi refutado?

Quantos desses idiotas já leram o livro dele para saber que o argumento que levantaram contra a complexidade irredutível é uma DEMONSTRAÇÃO DE RETARDAMENTO MENTAL?

Quantos idiotas aqui sabem que qualquer documentário do DI refuta essa baboseira de que uma “bomba celular evoluiu para um flagelo”?

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Resposta Parte (2):

Os argumentos são tão estúpidos que o que parece mesmo é que não entenderam a argumentação de Behe.

Behe não disse que um sistema bioquímico irredutivelmente complexo não poderia ter partes em comum com outros sistemas bioquímicos, tanto que, por exemplo, no livro dele ele cita o sistema da visão e fala da proteína bacteriorrodopsina, encontrada em bactérias, sem dizer que tal proteína provava que a complexidade irredutível não existia.

Interessante que QUALQUER DOCUMENTÁRIO DO DESIGN INTELIGENTE REFUTA ESSA TEORIA DA CO-OPÇÃO!

ALIÁS, QUALQUER PESSOA QUE TENHA LIDO E ENTENDIDO O LIVRO DE BEHE SABE QUE ESSE TIPO DE ARGUMENTAÇÃO É IDIOTA, PORQUE NA PUBLICAÇÃO ORIGINAL DO LIVRO DE BEHE (A Caixa Preta de Darwin), ELE EXPLICA O POR QUE DESSE ARGUMENTO NÃO FUNCIONAR!

Mas mesmo assim os evolucionistas insistem em permanecer na irracionalidade, porque a evolução é para eles UMA FÉ RELIGIOSA e NÃO uma ciência!

É INSUPORTÁVEL ter que ler e responder sempre os mesmos comentários, criticas e abobrinhas dos evolucionistas, argumentos que a gente já refutou milhares e milhares de vezes!

Nesse caso do flagelo bacteriano, por exemplo:

Os evolucionistas vivem com o velho argumento FAJUTO, IDIOTA e IRRACIONAL de que o flagelo não é irredutivelmente complexo porque 10 das 40 proteínas dele foram encontradas em outro sistema bioquímico, é sempre a mesma velha argumentação da co-opção, porque eles NÃO ENTENDEM o que é a complexidade irredutível.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Resposta Parte(3):

É sempre as mesmas ladainhas furadas.

Esse argumento da Co-Opção já é citado pelo Behe na primeira edição da Caixa Preta de Darwin de 1996!

Ali ele fala do que se trata essa teoria, e logo em seguida explica longamente por que ela não serve para explicar o flagelo.

Tem a ver, dentre outras coisas, com a informação necessária para unir e construir o sistema biológico com as varias partes, o que obviamente exige inteligência racional.

Estas mesmas partes tem de ter saído de algum lugar (elas também são irredutivelmente complexas) e ainda existe dezenas de outras peças que não foram encontradas como sendo parte de outros sistemas biológicos.

Então de onde vieram as peças inéditas?

O principal é que a falta de qualquer uma dessas peças torna o flagelo inoperante, como uma bomba celular que está no meio do processo de transformação para um flagelo pode resistir a seleção natural se esta não tolera sistemas debilitados?

Ela não seria nem uma bomba celular e nem um flagelo, então que função estaria exercendo? A Seleção natural diante disso a eliminaria imediatamente. Pois nada que não tenha uma função pode resistir ao nivelamento da Seleção.

Então Behe já está refutando essa teoria furada da Co-opção no mesmo livro onde ele lançou a Teoria da Complexidade Irredutível!

Mas os Darwinistas como são um bando de preguiçosos que não gostam de ler e nem de pensar repetem a ad-infinitum a mesma ladainha.

Darwinista escreveu:

"E TODOS os exemplos do Behe há foram refutados. Todos"

Minha resposta:

Já que você acredita que todos os exemplos de Behe já foram refutados, então comece dizendo onde está a refutação da complexidade irredutível do flagelo bacteriano, porque até agora eu não encontrei.

Resposta dele:

Assista a este documentário inteiro que você terá a resposta. Eles explicam direitinho. (se referindo a um documentário sobre o julgamento em Dover [EUA]

Minha resposta:

Eles explicam direitinho? Já leu o livro a Caixa Preta de Darwin, de Michael Behe?

Nesse livro ele já refuta a teoria da Co-opção, e ele foi escrito em 1996!

O que os evolucionistas tem para apresentar contra a Teoria da Complexidade Irredutível é um argumento já refutado por Behe no livro em que ele lança a sua Teoria! (Risos).

Esses evolucionistas estão ficando sem imaginação, já se esgotou todos os argumentos deles.

Sempre nos últimos 9 meses eles vem com os mesmos textos, as mesmas idéias, nunca muda o disco, são como soldadinhos de Chumbo, todo mundo pensando a mesma coisa e ninguém pensando em nada!

Rogerio Souza disse...

muito obrigado pela educação, alias onde estão os outros comentarios das outras paginas?

vc não respondeu minha questão, tente apresentar esta tese para uma bancada pra ver o que dá.

aproveito pra comparar sua atitude a de outro santo, não são tomas como vc citou mas de são tomé, só acreditam vendo, a evolução não existe pois ninguem vê (ainda) nem com ajuda de tecnologia.

mas ninguem ve tambem uma planta crescendo, uma montanha crescendo, os continentes se deslocando, uma geleira escorregando, todo mundo só ve o que é instantaneo, como os tres minutos pra se preparar um miojo.

se apagar este post ficara muito mais claro que vc não possui argumentos, nem mesmo do que vc supostamente defende, o D.I.

como o D.I. explica as extinções? quero ver a sua explicação, não de videos Ctrl+c Ctrl+v, como o D.I. explica a abundancia de fosseis tão espetacular que existe, como o D.I. explica a tamanha semelhança genetica entre as especies, acusar de desonestidade e charlatanismo é muito facil, levantar falso testemunho é muito facil.

acho que as pessoas deveriam ser mais humildes perante a grandiosidade do universo, perceber que o ser humano não é nada, nem estara aqui pra sempre, sua vida é um micronesimo de segundo pra historia do planeta.

espero resposta melhor educada desta vez, e use argumentos antes de deletar o post, pois segundo vc exige, não usei palavroes.

Rogerio Souza disse...

a e pelo que percebi vc adora usar jargoes como: "Quantos desses idiotas já leram o livro dele para saber que o argumento que levantaram contra a complexidade irredutível é uma DEMONSTRAÇÃO DE RETARDAMENTO MENTAL?"

desafio vc a não usar isso e REALMENTE EXPLICAR ALGO, sem usar os documentarios que converteram vc.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Putz!! Olha a arrogância!

E ainda por cima vem com papo de "desafio você", (Risos).

Ei Rogério Souza, vou estudar vagabundo! Não dou aula de graça. Se quiser que eu te ensine então me paga uns Mil reais por cada hora e posso te atender...

Tenho coisas muito mais importantes para fazer que ficar escrevendo inutilmente para um Macaco Pelado de QI baixo.

Os livros dos proponentes do DI são muitos, e todos eles muito bem escritos.

Procure ler pelo menos o livro de Michael Behe. Para de ser preguiçoso. Pare de assistir Chaves, novelas e vai encontrar tempo para estudar.

É cada um que aparece... vou eu ficar aqui horas e horas escrevendo para um analfabeto que não tem coragem de pegar um livro de verdade para ler, é ruim em!!

Veja essa pagina, ela tem referencias quando a livros e nomes dos proponentes do DI:

- DI - Design Inteligente - Teoria Científica - Ciência de Vanguarda:

http://seteantigoshepta.blogspot.com/2009/09/di-design-inteligente-teoria-cientifica.html

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Cada insanidade que os Macacos Pelados de Darwin vem escrever aqui... é de deixar qualquer um estupefado.

Esses Macacos em vez de ficarem no zoológico comendo banana e ouvindo Bob Marley vem aqui encher essa pagina de lixo pseudocientifico evolutivo.

Vai catar piolho macacada! Bando de maconheiros...

Obs. diversos comentários dos evolucionistas foram apagados e seus autores bloqueados, quer ser o próximo? (Risos)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

wibiya widget

Triste Realidade:

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma super potencia do universo local”. [Bruno G. Moraes]