quinta-feira, 12 de abril de 2012

Edelarzil Munhóz - Vulgo “mulher do algodão” - [2 de 5] - Paranormal Materializadora - Realidade Fantástica

Você Sabe o que é “O Salto Quântico Genético”? [Clique Aqui]

Veja Todas as Partes do Artigo - Clique nos Links: [Parte 1] - [Parte 2] - [Parte 3] - [Parte 4] - [Parte 5]

Para os que querem acreditar, nenhuma prova é necessária, para os que não querem, nenhuma será suficiente
[ditado popular]

Endereço e meios de contato com ela: [Clique Aqui] - Edelarzil Vs. Quevedo: [Clique Aqui]

Capela onde a Nossa Senhora do Rosário apareceu - Sala de Atendimento - Objetos Materializados para uma Moça

                                                              Como é o Atendimento?                                                                   

Uma das grandes falhas que verifiquei quando fui lá, é a desorganização e falta de informação, quase completa, de como o atendimento é feito. Isso acontece por que não existe fiz lucrativos, assim como é de praxe, se as pessoas não são remuneradas, então não tem motivos para caprichar, esse é o problema do comunismo, é por isso que ele nunca vai dar certo,[Clique Aqui]. As pessoas que vão para ser atendidas ficam perdidas, não sabem o que tem de fazer e como. Eu no caso fiz questão de ir de ônibus na primeira vez, por que assim poderia questionar a organizadora da excursão. Afinal ela está sendo paga, e teria “obrigação” de informar tudo que fosse necessário. E de fato foi assim, eu pesquisando pela internet achei o site da Márcia, uma organizadora que faz excursões a partir de SP capital [onde moro] site dela [Clique Aqui] graças a isso levantei informações que do contrario seriam desconhecidas, já que não existe placas de informação, nem impressos explicativos. Mas você que está lendo esse artigo terá as explicações. Assim se for visitar a Edelarzil, não vai sofrer como eu sofri.

Vamos a elas:
Lugar onde ela atende é simples, sem luxo algum, e é até rústico

O atendimento começa das 09:00 hs até ás 11:00 hs, isto é, se for de carro, tem de chegar no máximo até ás 09:00 hs,  pois é a partir dessa hora que é vendido o algodão em chumaços, se for trazer de casa, pode, mas tem de atentar para a quantidade, vou explicar mais a frente por que. As pessoas devem então pegar esses chumaços e desfiar, durante o desfiamento devem mentalizar os pedidos. Lembre-se que ali é um centro de trabalho espiritual, e naturalmente está cheio de entidades que observam e anotam os pedidos. As entidades ficam a nossa volta, ouvindo os pensamentos, e são elas que decidem se você vai ser ajudado(a), ou não, você deve apelar com humildade e respeito, pois terá de contar com a boa vontade dessas entidades que estão ali para auxiliar os encarnados. As entidades não ganham nada com isso, devem se tratar de voluntários que ajudam os encarnados por pura boa vontade, por isso seja humilde e faça os pedidos com modéstia. A Edelarzil já comentou em seus discursos, que as vezes pessoas vão lá, mas nada se materializa para elas, isso por que os “guias” resolvem não atender o pedido de ajuda. Não sei ao certo quais são os critérios para alguém merecer ou não ajuda, devem ser muitas as variáveis, mas certamente a modéstia e simplicidade é um dos fatores positivos.

As pessoas ficam sentadas nesses bancos de pedra, e ali desfiam o algodão pensando no que desejam, as entidades ficam a volta 'ouvindo' os pedidos

Os pedidos devem seguir a seguinte ordem: Primeiro para você, que está indo pessoalmente, pelo que sei, pela pessoa ter tido o trabalho de ir lá, gastar o seu próprio dinheiro, ter tido essa boa vontade, ela acaba sendo mais merecedora de ajuda, do que quem fica comodamente em casa, apenas esperando o resultado. Segundo, pode pedir para outras pessoas, como parentes, amigos, conhecidos, etc... além de fazer pedidos para si mesmo, pode pedir por coisas inanimadas, tais como carro, casa, comercio, escritório, etc... e também por animais. Então tem de seguir a ordem: Primeiro para você, depois para suas coisas, [se decidir pedir por isso] tais como carro, casa, etc...  Lembre-se que as coisas são objetos usados por você, elas podem ficar impregnadas por sua energia, ou energias de outras pessoas, assim se você alimenta sentimentos ruins quanto a veículos, casa, escritório onde trabalha, etc... esses objetos inanimados ficarão impregnados com sua energia, ou de outras pessoas, provocando então problemas. Tais como acidente de carro, por exemplo. 

Para uma pessoa se materializou esse carrinho, simbologia que significa que sofreria um acidente de carro

Segundo, deve pedir para outras pessoas, começando pelas mais velhas, até as mais novas. E finalmente pelos animais. Fica a seu critério pedir só por você, ou fazer pedidos para outras pessoas, e animais. Mas lembre-se que terá de desfiar algodão para todos esses pedidos, e com isso vai ficar sobrecarregado(a). Além disso, posso falar por experiência própria que pedir por outros é meio que “ineficiente”, pode pedir, mas peça pouco, pois as entidades ali parecem dar prioridade a quem vai lá pessoalmente. Pedidos para outras pessoas não presentes é tratado com prioridade secundária. 

        Capela foi construída onde a Nossa Senhora do Rosário apareceu a Edelarzil, depois disso nasceu ali uma fonte de água, como aconteceu em Lourdes na França

As materializações são chamadas pela própria Edelarzil de “graças”, cada graça equivale a uma quantidade de objetos materializados que cabe nas duas mãos cheias dela. Então é simples de entender, pegue na mão, [com as duas mãos], uma quantidade de objetos até ficar cheia, até ficar transbordando, isso seria uma “retirada” ou ‘graça’. Quanto mais retiradas do algodão você pedir, mais limpa ficará sua aura, mais enguiços que atrapalha sua vida serão eliminados, (afirmo que essa "limpeza" é superficial, é paliativo, o que realmente limpa de forma definitiva é o método o 'Salto'). Para cada retirada é pedido um valor simbólico de 10 reais. Afinal estamos num país capitalista, e é impossível fazer qualquer atividade sem cobrar alguma coisa, colabore então com a médium.

E para cada retirada é necessário um chumaço de algodão, esse chumaço é equivalente a cerca de 30 centímetros de algodão. Mas como seria isso? Bem... compre um rolo de algodão na farmácia, esse rolo tem de ser de tamanho médio ou grande, abra o rolo e vai desenrolando até dar uns 30 centímetros, essa é a quantidade de algodão necessária para cada materialização. Assim é necessário um chumaço para cada retirada, cada chumaço é vendido lá por 4 reais, [mais barato que na farmácia] eu sempre que fui lá comprei ali mesmo, assim cada “retirada” de objetos materializados custa R$14,00 reais [quatorze reais]. Um valor realmente muito irrisório em comparação com o beneficio e o extraordinário do fenômeno que ocorre.

Mas se você for alguém que não tem nem isso para pagar... bem mesmo não podendo pagar, a Edelarzil faz o mínimo de 4 materializações de caridade, bastando que comunique isso a equipe. 
Eu particularmente acho “incrível” alguém não ter míseros R$60,00 reais para gastar ali, inacreditável a pessoa ser tão pobre assim... Bem... uma vez comprado os chumaços, as pessoas devem desfiar o algodão dentro de uma caixa de papelão, ou saco plástico. O chumaço então deve ser reduzido a pequenas porções, quanto menor melhor, pois na hora que ela apanha as porções de objetos, vai junto o algodão, se ele estiver em pedaços muito grandes vai atrapalhar.

 Algodão deve ser desfiado até ficar em pedaços bem pequenos, como nesse exemplo

A minha impressão ao assistir inúmeras materializações, é que a própria matéria do algodão é usada para ‘fabricar’ a matéria dos objetos. Pois o algodão vai desaparecendo, na medida que os objetos vão surgindo miraculosamente. Depois que você termina de desfiar o algodão, as porções são recolhidas por um funcionário que mistura o seu algodão com de outras pessoas. Então o que vale mesmo é a mentalização, isto é, os pedidos de auxilio que você faz enquanto desfia, e não o algodão em si. Ele é misturado com de outros, e acumulado dentro de sacos grandes, que ficam a vista de todos, dentro da sala de atendimento. Uma quantidade é colocada em peneiras, como as usadas na construção para peneirar areia, as peneiras com algodão ficam a vista de todos também, e se você for bem desconfiado, [exageramente desconfiado] pode ir lá conferir se de alguma forma objetos foram colocados dentro do algodão para te enganar... 

Minutos antes de começar a materialização, qualquer pessoa pode conferir o algodão, pronto para o trabalho, não tem fraude nenhuma!

Depois disso, ou durante esse processo, as pessoas são chamadas para dentro do escritório, onde um dos filhos da Edelarzil acerta com cada um o numero de materializações [retiradas], que então são escritas em etiquetas, essas etiquetas devem ser grudadas nas sacolas de plásticos que receberá ao comprar os chumaços de algodão. Assim se você quiser que ela retire 10 vezes do algodão, então na sua etiqueta será escrito 10X  O pagamento é feito ali no escritório, sugiro que se for lá, saque o dinheiro antes de ir, calcule mais ou menos o quanto vai gastar, e saque o dinheiro em espécie num banco, pois ali não há como pagar por cartão, nem existe caixas eletrônicos próximos. Não sei se aceitam cheques, creio que não...

Numa das vezes eu pedi para tirar 15 vezes, na etiqueta o numero de vezes marcado

Em outra ocasião pedi para retirar 7 vezes do algodão

A partir das 11:00 hs, ou 12:00 hs [varia um pouco o horário] começa a palestra da Edelarzil, que tem previsão de durar cerca de uma hora, mas as vezes pode durar mais. Ela então explica algumas coisas básicas, conta algumas historias muito interessantes, e instrui as pessoas como devem proceder depois do atendimento. Todos os que vão para ser atendidos pela primeira vez, tem de fazer uma ‘trezena’, isto é, tem de rezar todos os dias, durante 13 dias, algumas rezas recomendadas. Essas rezas são o pai nosso, a oração para nossa senhora do rosário [mais a frente explico o caso da Edelarzil com essa entidade], oração para Santo Antônio, e finalmente uma reza inédita, criada pela própria Edelarzil. 

Veja Abaixo as tais Rezas:
[Clique nas Imagens para vê-las Ampliadas
 

Ela então termina a palestra justamente fazendo as rezas indicadas. Um fato curioso para se registrar aqui aconteceu na minha primeira vez, enquanto ela rezava, eu senti uma forte dor no meu pé direito, principalmente no terceiro dedo a partir do dedão, foi uma ocorrência muito estranha, a dor se foi como veio, sem explicação. Me lembro que foi uma dor muito forte, quase paralisante, que deve ter durado de 1 há 2 minutos. Teve um “pico” e depois foi suavizando até parar. Um amigo que foi lá depois, por minha indicação, disse que sentiu uma dor no coração quando ela começou a materializar para ele, comentou que a dor durou por um dia todo. Relato dele:

- "e saiu uma barata pequena que pulou nela inclusive. Enfim... teve um momento que o algodão endureceu ela falou que tinha 2 obsessores causando aquilo. Quando ela tirou aquele monte de coisa senti uma dor no peito que durou 1 dia inteiro para parar" - 

Essas ocorrências estranhas é sinal que o trabalho ali é sério mesmo, outros fenômenos aconteceram, e vou relatar alguns mais a frente no artigo. Bem, feito a reza final a palestra termina, e grupos de 30 pessoas entram na sala de atendimentos, que é um recinto grande, com cadeiras de madeira, nesse recinto, como poderão verificar por si mesmo(a) caso vá, tem quadros e imagens de santos decorando o local, pode-se notar que as imagens remete a “Santos Guerreiros”, tais como Joana D'arc, São Jorge, São Paulo, etc... deixando claro que a linha de trabalho da Edelarzil é “guerreira”, isto é, de combate as forças das trevas. Também é claro, e não se pode negar, ela professa muito o cristianismo, o que faz ela perder muita credibilidade, pois apesar de ser uma poderosa paranormal ela não é um "Gênio" em termos de autoconhecimento ela está bem aquém do esperado, mas é assim mesmo... [Sobre Jesus e Cristianismo num Geral, Clique Aqui].

Lugar onde as pessoas ficam sentadas esperando para serem atendidas, ao fundo o tanque com o algodão já preparado para ser usado, imagens de santos guerreiros enfeitam as paredes

As pessoas então são dispostas nas cadeiras, em ordem, e ela sobe no patamar onde o tanque se encontra, os ajudantes dela [na maioria filhos] então colocam a primeira peneira com algodão, notasse que realmente está apenas com algodão, pois a manipula com estrema facilidade. Água é jogada até encharcar, e depois o álcool liquido, feito isso ela mentaliza por alguns segundos, a primeira pessoa da fila é chamada a frente, tal pessoa deve então abrir o sua sacolinha plástica [que receberá quando comprar os chumaços de algodão] virada com a etiqueta de indicação de quantas materializações quer para ela, [Edelarzil]  e ai... a mágica acontece! Daquele montículo de algodão começa a sair objetos dos mais variados tamanhos, cores e materiais. Como dito acima, geralmente são ossos, velas, correntes, estatuas, arame farpado, etc, etc, etc... quando termina de materializar para uma pessoa, essa sai com sua sacola cheia e outra se levanta, e assim por diante até terminar o atendimento das 30. Infelizmente no momento que a Edelarzil está materializando, não é permitido filmar, perguntei por que, e disseram que é por que emissoras de TV de vários canais [tais como Globo, SBT, Record] foram lá, fizeram filmagens, e depois editaram para "provar" que a Edelarzil é charlatã. Um ótimo exemplo é esse relatado no site de um repórter da Rede Globo que depois se arrependeu, [Clique Aqui].  

Terminado a primeira turma, se houver mais gente, mais 30 entram. Uma vez que você recebeu as suas materializações, deve se dirigir para um pequeno recinto do lado de fora, bem ao lado da sala de atendimentos, e ali poderá abrir suas sacolas e verificar com detalhes o que foi materializado para você. Eu no caso fiz questão de abrir cada sacola, para separar as coisas e tirar fotos de todas elas sem exceção, isso nas 5 vezes que fui. Além disso, das pessoas que vieram comigo, fiz questão de ver o que saiu para eles(as) e fotografar tudo. É por isso mesmo que tenho tanto material para mostrar, poderão conferir as coisas mais surpreendentes que saiu para mim e amigos na “Galeria de Fotos” no final do artigo e no corpo de toda a matéria.

Esse é o lugar onde as pessoas devem se dirigir para abrir as sacolas e ver as materializações

Feito isso, você confere o que cada objeto significa, dentro da lista de significados, e tira lá suas conclusões. Caso algum objeto não esteja na lista, pode perguntar a própria Edelarzil se ela sabe o que significa. Mas como dito acima, é mais correto você mesmo(a) interpretar, só a própria pessoa que recebeu a materialização saberá ao certo do que se trata. Além de objetos, tudo sai impregnado com terra, que seria “Terra de Cemitério”, isto por que segundo a interpretação da Edelarzil, a terra seria “sentimentos de irritação, nervosismo”, naturalmente todos se irritam em maior ou menor grau, por isso é muito comum a presença da terra no algodão. Terminada a verificação dos objetos, você escolhe se quer levar para casa, ou deixar ali, a Edelarzil tem um convenio com a prefeitura de Votuporanga para incinerar todos os objetos materializados. Nada é cobrado a mais por esse serviço. Mas caso tenha coragem, pode levar para casa, lembrando que deve depois ou incinerar, ou jogar num rio de água corrente. Se não seguir essa recomendação, a Edelarzil não se responsabiliza pelas conseqüências, e nem eu...

Assim termina o atendimento, uma vez que ela materializou para todos, vai embora sem nem se despedir. 

Pequena construção onde ela atende a todos, esse local já vi lotado com cerca de 150 pessoas, e seus carros, e ônibus

Atendimento Individual com a Edelarzil

Uma vez que você passa pelo atendimento normal, poderá marcar um atendimento individual com ela, nesse atendimento individual você terá chance de falar com a Edelarzil em particular, ela jogará os búzios, e lerá cartas, respondendo as suas perguntas. É uma consulta como as que os pais e mães de santo da religião candomblé e Umbanda prestam, porém levando em conta o poder da Edelarzil, a credibilidade de tal consulta é infinitamente maior. É cobrado apenas R$120,00 [cento e vinte reais], sendo que você terá direito a 5 materializações [isto é, sai praticamente de graça a consulta, já que no atendimento normal custaria R$70,00 reais fazer só as materializações].

Edelarzil atende individualmente nas terças e quintas, para quem já passou pelo atendimento normal

Eu sugiro que você pense bem na “pergunta central” antes de ir, pois é envolta dessa pergunta que toda a consulta será feita, na minha primeira vez fui com três amigos, eu deixei os três irem na minha frente, por que queria ver como era o procedimento, eles foram, e acabaram por desperdiçar essa oportunidade rara [já que geralmente tem de esperar uns 3  meses numa lista de espera], isso por que não souberam centralizar bem a pergunta que fariam. Eu vendo o resultado deles, pensei numa pergunta bem interessante, que tinha a ver com minhas vidas passadas, e por causa disso, minha consulta foi muito proveitosa, e durou até mais que os 20 minutos padrão, tanto que um dos filhos dela veio ver o por que estava demorando mais comigo. Quero dar uma dica preciosa aqui, se puder trazer um gravador de voz, ou mesmo uma maquina de filmar, traga, pois é permitido gravar a consulta, que como dito acima dura apenas 20 minutos, ela fala muitas coisas, e se você não gravar é capaz que se esqueça. Eu não sabia disso, por isso deixei de gravar, o que foi uma pena, pois de fato a consulta foi bem interessante, pelo menos para mim... E como as pessoas ficam nervosas, já que estarão ali sozinhas, cara a cara, com essa poderosa paranormal podem realmente esquecer o que ela disser, por isso gravar pelo menos o áudio é uma ótima ideia.

Vejam como a peneira fica bem encaixada no tanque, impossível passar objetos por "frestas" laterais

Essa é a visão que terá quando estiver sentado esperando sua vez, objetos como ossos, correntes, pés de cabra preta, cabeça de porco, etc... vão aparecer ali e a peneira não se move, fica sempre bem encaixada no buraco do tanque

Fatos Sobrenaturais

As minhas visitas ali renderam algumas historias que podem parecer inacreditáveis, mas vou relatar os fatos mais significativos, a titulo de registro. Tudo ali a volta parece envolto em mistério e fenômenos inexplicáveis, vou relatar o que ocorreu comigo, e depois relatarei alguns divulgados pela Edelarzil em suas palestras.

Primeira Visita - Dia 15 de Outubro de 2011

Visita dos Tucanos: Na primeira vez eu fui acompanhado de dois iniciados no “Salto”, a Scheila e um amigo, que pede para não citar o nome. A Scheila veio comigo na excursão, que no final acabou sendo feita de Van Sprinter, [Veja o site dela, Clique Aqui] por conta de problemas com alguns participantes que no final não vieram. O amigo foi com seu carro a partir de SP capital. Como já citei acima, eu fiz questão de ir de excursão por causa das explicações que a organizadora seria obrigada a fornecer. Eu não vou fazer aqui um relato metódico, vou apenas citar as ocorrências misteriosas.

Tudo correu sem novidades até a palestra da Edelarzil, no meio do discurso, dois tucanos grandes e bem coloridos apareceram bem na minha frente, ao lado do local onde a palestra é feita, foi a Scheila que me chamou a atenção para o fato, eram dois tucanos que ficaram ali brincando, numa arvore, bem na minha frente, na mesma reta onde eu estava, não tirei fotos por que iria atrapalhar a palestra da paranormal, e eu estava muito interessado no conteúdo de tal palestra, já que era a primeira vez. 

Dois tucanos aparecerem em meio a palestra, bem na minha frente

Acho esse fato digno de registro, por que eram dois tucanos soltos na natureza, com aparência muito saudável, são animais extremamente raros, e eles aparecerem bem na hora da palestra dela, e justamente bem na minha frente... não creio que foi apenas “coincidência”, até por que nas outras 6 visitas que fiz lá, nunca mais vi tais aves, nem de longe... Uma coisa interessante de relatar também, é que a Edelarzil logo que chegou, comentou que sentiu que aquele grupo tinha sérios problemas, eram pessoas com problemas de alta magia, a frase dela foi mais ou menos assim: - sinto aqui pessoas com sérios problemas, de magia de tempos passados, são pessoas envolvidas com alta magia, com problemas profundos de outras vidas – disse isso mas não especificou ninguém. Naquele momento, disse para mim mesmo “Deve estar falando de mim!” Kkkkk!!

Estranha Dor no Pé: Como relatado acima, foi na primeira visita que ocorreu o fenômeno da dor forte no pé direito, foi uma dor intensa e que por alguns segundos até me paralisou, mas assim como veio, se foi, sem eu ou ela fazer nada, não sei por que dessa dor, nem perguntei a Edelarzil por que disso, afinal, é impossível conversar com ela durante o atendimento normal, ela é como uma estrela do Rock, as pessoas a cerca como uma multidão de fãs. Talvez ocorreu ali uma descarga de energia intensa. Mas tudo que posso falar é apenas especulação. 

Ps. Pesquisando para criar esse artigo encontrei um relato curioso, meio parecido com o meu, é do Repórter da Rede Globo Luiz Carlos Azenha, que fez a reportagem do Globo Repórter, veja reportagem e depois o que ele escreveu, o fato misterioso envolvendo o Besouro acontece em 07:30 do vídeo: 
 

- [Todos testemunharam o que aconteceu em seguida. Senti uma pontada no umbigo. Comecei a me sentir mal. Abri a camisa para ver o que havia de errado. Dona Edelarzil foi direto ao meu umbigo. Lá de dentro, tirou um besouro vivo. Foi tudo filmado. O mais provável é que o inseto tenha se alojado no umbigo depois de entrar sob minha camisa. Se isso aconteceu, não notei. A médium disse que o bicho tinha se materializado] - Depois - [de repente, senti uma forte dor no umbigo. Doía mesmo – e eu suava frio. Botei o dedo no umbigo, assustado. Dona Edelarzil pediu para olhar e, de lá de dentro, tirou um besouro vivo. A câmera, sempre ligada, registrou aquele momento. Era um inseto mesmo, vivinho da silva] - Veja caso completo nesse link: Clique Aqui

Local das materializações minutos antes de começar o trabalho, imagens de "nossa senhora" e Santo Antônio. Jesus? Praticamente nenhuma... mais sobre o assunto nas próximas partes do artigo

Visões Clarividentes:  Bem, eu sou clarividente, posso ver as almas e construções espirituais, bastando para isso que me concentre um pouco. Não sei se devo fazer um relato aqui sobre o que vi, afinal vai parecer fantasia, já que não posso provar o que presenciei. Para as pessoas que não podem ver, não adianta eu relatar. Por isso não vou escrever sobre o assunto, mas pude atestar por mim mesmo que existe ali um verdadeiro exercito de potentes almas que trabalham para ajudar as pessoas, apesar do local de atendimento ser modesto no lado material, é bem suntuoso e belo do “outro lado” acredito que pelas almas que trabalham ali serem de alto nível, acostumadas com enormes e suntuosos cenários, procuraram construir ali um lugar aprazível para elas. As entidades ‘cristal’ grandes e imponentes que trabalham com a Edelarzil são sérios, e da linha “guerreira”.

Uma coisa que me marcou foi que pouco antes dela começar a materializar, eu estava olhando para o algodão, a cor “áurica” era cristal, mas de repente ficou com uma cor escura, vermelho com roxo, e cinza, pareceu algo agressivo e pesado. Estranhei aquilo e ai me dei conta que ela já tinha começado a materializar. Então pelo menos para mim, isso provou mais uma vez que de fato sou clarividente, pois sendo a primeira vez, e tendo poucos conhecimentos, achava que ela iria, sei lá, fazer uma reza, mentalizar antes, mas não, começa a fazer as materializações sem firulas, e eu vi a mudança no cenário energético antes de perceber que ela já estava trabalhando. Uma ultima nota, as energias negativas lançadas dentro do algodão, pipocam como se fosse “pipoca estourando” mesmo, essa mesma que você estoura em casa. São como fogos de artifício que vai pipocando dentro do algodão.

Misteriosa Tempestade: eu fui uma das ultimas pessoas a entrar no salão, por isso pude acompanhar bem dezenas de materializações, se você estiver querendo testemunhar claramente o fenômeno, procure ficar atrás na fila, para entrar no salão, pois assim poderá ver, o que sairá para dezenas de outras pessoas. Quando chegou a minha vez, fui até a frente, e no momento das materializações não senti nada, sai então com as minhas sacolas, e fui até o recinto ao lado para ver. A temperatura estava alta [como é comum ali na região de Votuporanga], o dia estava ensolarado, e parecia uma sauna a céu aberto. O amigo que foi junto tinha ido na frente, por isso o ajudei a desembrulhar tudo e tirar fotos, a Scheila veio em seguida, e eu não tive presa em ver as coisas que saíram para mim. 

Ajudei os dois a abrir os pacotes deles, tirar fotos. E ai comecei a ver as coisas que saíram para mim, primeiro vi as materializações para duas pessoas não presentes pelo qual pedi, uma moça e um tio meu. Mas curiosamente quando comecei a abrir a sacola com os objetos que saíram para mim, uma tempestade torrencial começou a cair, violentamente, mas era aquela tempestade completa, com direito a raios e trovões. Até ai “tudo bem” né? Normal... certo? Mas quando eu terminei de ver tudo, a tempestade cessou... e o sol abriu como se nada tivesse acontecido... Coincidência apenas? Mero “acaso”? A Scheila foi o que comentou primeiro perante o fenômeno, eu respondi, meio brincando, meio falando sério - é... os deuses devem ter ficado bravos – se você fizer o ‘Salto’ vai saber que nessa frase, existe a evidencia de uma verdade muito inconveniente.

Imagem de demônio cortada por uma corrente dourada, essa corrente ou era de cobre ou ouro, tinha cor de ouro, a imagem significa que um grande mal foi cortado, partido ao meio

Corrente a volta da pequena estatua de demônio tem um símbolo curioso, mais sobre o assunto no prosseguimento do artigo

Segunda Visita - Dia 29 de Outubro de 2011

Na segunda vez eu fui com o mesmo amigo da primeira e um tio meu, o mesmo para o qual pedi na primeira vez. Além disso, uma amiga minha, a Tânia [uma psicóloga] veio por minha indicação, junto com o marido. Comigo não aconteceu nenhum fenômeno curioso, mas com outras pessoas sim, primeiro, o que foi interessante, na fila para comprar os chumaços de algodão, uma moça que estava bem na minha frente ‘atraiu’ a atenção de alguns bodes pretos que tem no local [não sei qual a razão da presença deles ali, era caso para perguntar a algum responsável, mas não fiz isso, talvez os bodes foram soltos ali, ou dados de presente a Edelarzil, se é que isso seja presente que se dê, Rsrsrs!].

A moça era uma de muitas que estavam na fila, devia ter umas 20 pessoas na fila, mas dois ou três bodes resolveram ir morder o pé dela, e apenas o dela... talvez a sandália que ela usava parecia “apetitosa” para os bodes, não sei... ela comentou uma coisa, disse que sempre esses tipos de bichos, tais como bodes, galinhas pretas, gatos pretos, etc... se interessam por ela, vão atrás dela. Eu achei interessante, por que a moça estava justamente na minha frente, e que "coincidência" eles todos virem justamente nos pés dela né? Nas materializações, apareceu coisas bem “pesadas” para o meu amigo, como por exemplo a cabeça de porco com carne ainda. Para meu tio apareceu 3 pés de cabra preta com cheiro de carniça, e ossos enormes, como um fêmur humano de quase um metro. Para o marido da Tânia, apareceu um crânio de cabra, com inscrições de magia negra. 

Fêmur humano, apareceu para meu tio, esse fêmur deve ter cerca de 1 metro, no minimo

Sapos, Bodes Pretos e Cabeça de Porco:  Mas a coisa mais significativa que ocorreu na segunda visita, foi com meu amigo, ele ficou na minha frente, pegou as coisas materializadas, e foi para o recinto ver o que tinha saído. Quando eu cheguei logo em seguida, presenciei uma cena curiosa, vários bodes pretos, os mesmos relatados acima, mas agora acompanhados por mais, enfim, um grupo de 5 ou 6 bodes estavam berrando alto para ele, isso mesmo, berrando em direção a ele! Aqueles bodes pretos pareciam estar vendo alguma coisa nele, e berravam por alguma razão que não compreendi até hoje. Por que animais que são, na maioria do tempo silenciosos, resolveram reagir daquela forma, sendo que estavam sendo deixados em paz pelas pessoas? Certamente estavam vendo algo, talvez alguma “presença”. Quando cheguei eles foram se acalmando, até pararem e irem embora...

Mas nisso, outra criatura resolveu aparecer, um sapo grande e cinza apareceu bem no pé desse meu amigo. Não foi no meu pé, nem no pé de outras pessoas que estavam presentes ali, foi abaixo de onde ele estava. Ele se assustou quando viu, e saiu do lugar, e o Sapo foi em direção a ele! O sapo ficou ali, coaxando, e de vez em quando pulava no pé dele, até que eu resolvi pegar o sapo, nisso ele se assustou, e fugiu. Eu não quis realmente pegar o sapo, pois seria maltratar o bicho, mas fiz menção de tocá-lo, e assim ele [sapo] foi embora. A cabeça de porco que materializou-se foi a coisa mais horrível do dia, e deve significar um profundo ódio de pessoas contra esse meu amigo. Por conta dessas ocorrências tão estapafúrdias, esse amigo não me deixou divulgar o nome dele. Afinal qualquer um que leia isso vai querer encher ele de perguntas. Saímos dali tarde da noite, umas 21:00 hs, nem a Edelarzil estava mais.
Sapo que apareceu lá era muito parecido com esse - Bodes pretos eram como esse

 Terceira Visita - Dia 12 de Novembro de 2011

Na terceira viagem a Scheila foi novamente, e outro amigo veio, o Altair [que fez o ‘Salto’ também Clique Aqui]. Fomos de Excursão, por uma preferência da Scheila. Nessa visita não houve ocorrência de nada muito surpreendente, exceto pela quantidade enorme de coisas que saíram para o Altair, realmente muita coisa, ele não pratica muito o ‘Salto’, por isso sua aura estava carregada, já para a Scheila saiu pouca coisa novamente, mostrando que a aura dela é mais limpa. Mas para o marido dela [pelo qual pediu] saiu muita coisa, ele não deu o ‘Salto’. Na palestra da Edelarzil ela comentou sobre coisas muito interessantes, das 5 visitas, essa foi a melhor palestra, a que teve mais conteúdo. O caso mais legal, foi sobre o “Mago de Ribeirão Preto” (ou seria de São José do Rio Preto, não estou bem lembrado...), vou contar o que ela disse mais adiante.

Para o Altair se materializou muita coisa

Continua...

Veja Todas as Partes do Artigo - Clique nos Links: [Parte 1] - [Parte 2] - [Parte 3] - [Parte 4] - [Parte 5]

14 comentários:

Anônimo disse...

Lourdes fica em Portugal. ;)

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Lourdes fica em Portugal anônimo, tem certeza?

Wikipédia:

Nossa Senhora de Lourdes é o nome usado para se referir à aparição mariana que teria sido presenciada por várias pessoas em ocasiões distintas, em torno de Lourdes, França. Ocorreu no ano previsto por Nossa Senhora em La Salette, França em 1846, doze anos antes.

Jonas disse...

Muito bom Brunno estou ansioso pelas novas partes. Agora não entendi porque falou ai como se Alta Magia fosse algo ruim? Mas para mim so se fize se mal a alguem seria algo ruim mas se é para seu beme star sem fazer mau a ninguem deveria ser benefica. O que você acha Brunno sobre Alta Magia é bom ou ruim? Abraço

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Sim Jonas depende do uso que dá a magia, assim como um carro, você pode usá-lo para socorrer uma pessoa, ou para atropelar varias delas.

Culpa do carro que vários foram atropelados? Ou é culpa do motorista?

O mesmo vale para a alta-magia.

Jonas disse...

Muito obrigado Brunno pela resposta. Eu gostaria de saber se você pode criar um post ou varias partes falando sobre Alta Magia mostrando os pontos bons ou ruins no seu conhecimento sobre estas artes sobre a origem o que deve ou não ser feito para não criar carma etc. Eu meio que tenho afinidade nesses assuntos creio que em alguma Vida passada tambem praticava esta arte. Se no futuro puder fazer seria otimo mas se não puder não tem problema. Abraço

Carlos disse...

Achei estranho no inicio Brunno onde tem as velas de uma moça.... aparece um tipo de caixa de maquiagem ou é uma tampa de espelho com o nome O Boticario ???? (Risos) achei isso estranho porque aparecer com o nome de uma empresa? rsrsrs será que as entidades estão fazendo propaganda da empresa(Risos). Mas achei interessante acredito que ela faça isso qualquer dia vou la e farei ela materializar tudo se possível acho que vai dar umas 300 materializações (Risos). Abraço e otimo post continue assim você é um Guerreiro da Luz neste mundo obrigado por estar nos ajudando a Ascender. Fique na Luz

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Boa carlos, você abordou,uma coisa que eu acabei esquecendo de explicar no artigo. O poder da Edelarzil não é apenas de materialização, mas principalmente teletransporte.

As tais entidades teletransportam objetos que estão no lixo de alguma pessoa ou aterramento, [lixão] e as faz aparecer dentro do algodão. Por mais fantástico que isso seja...

Assim de fato aparece objetos com marcas famosas bem conhecidas na atualidade, são embalagens de coisas trazidas por teletransporte. Incrível não? Aliás, indescritível.

Mas é isso que acontece. Eu vou acrescentar mais essa explicação no artigo, e em breve ele todo estará online.

Anônimo disse...

Ola, a ultima vez que fui mentalizei meu pai em uma de minhas sacolas, so que ele ja havia falecido e sairam vários comprimidos para gripe, e meu pai realmente pegou uma gripe que não conseguia curar depois veio a pnamunia, depois agua nos pulmoes, trombose no braço, até tromboembolismo pulmonar e levar ele, penso que se tivesse ido antes e tirado esses comprimidos antes teria evitado.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

O seu pai já havia morrido? Então os comprimidos se materializaram por algum dos dois motivos:

1: Era a energia negativa sua, depois de todo o trauma de ver o pai morrer, e saber que remédios no inicio da gripe, teria salvo a vida dele. Então as almas materializaram a carga negativa no formato desses comprimidos, o símbolo da "esperança" de cura.

2: O seu pai ainda vive, ele é uma alma agora. Inicialmente a alma fica com estigmas dos traumas emocionais e físicos que sofreu no fim da encarnação, por isso as entidades da Edelarzil podem ter limpado o campo áurico dele,por isso dos objetos aparecerem como comprimidos, é o "remédio" que finalmente o curou, mesmo estando do outro lado.

Lembre-se que esses objetos que aparecem não são literais, mas sim simbólicos.

É uma simbologia de comunicação, e você deve interpretar para entender o que as entidades querem dizer.

Anônimo disse...

Oi Bruno, gostei muito do artigo. E como faz para ter atendimento da Adelarzil à distância ? ou seja, para pessoas que estão, por exemplo, doentes e não podem se deslocar até Votuporanga ? É o meu caso.

Rose

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Olá Rose, nesse caso você terá de enviar uma pessoa para lá, que vai pedir por você.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 1: Repórter da Rede Globo Luiz Carlos Azenha, pagina: http://www.viomundo.com.br/arquivo/loucuras-que-eu-vi/sobrenatural-de-almeida/

Loucuras que eu vi - SOBRENATURAL DE ALMEIDA

Atualizado e Publicado em 29 de March de 2008 às 07:48

Nélson Rodrigues gostava de lidar com o absurdo. Convido o leitor a uma reflexão: você já enfrentou alguma situação absolutamente inexplicável em sua vida? Falo de um fato que desafie a lógica. Ou as leis básicas da física. O século 20 foi o das certezas.

Marx acreditava, por exemplo, na inevitabilidade da ditadura do proletariado. Era só uma questão de tempo. Os americanos, leio agora num livro imperdível (War Against the Weak), planejavam uma raça ariana muito antes da ascensão de Hitler.

Tinham absoluta certeza de que era preciso eliminar os fracos para melhorar a Humanidade. Passamos a escrever Ciência com “c” maiúsculo, como sinônimo de certeza. Nelson Rodrigues nunca embarcou nessa. Gostava de desafiar todas as convenções de seu tempo, até mesmo no futebol.

Passou a creditar os gols incríveis que testemunhava no Maracanã a um tal de Sobrenatural de Almeida, que na hora agá desviava a bola, ora ajudando o goleiro, ora o atacante.

Repórter cheio de certezas, certa vez fui escalado para investigar dona Edelarzil, médium da região de São José do Rio Preto que se dizia capaz de materializar objetos. Num galpão, dentro de um tanque – como aqueles de lavar roupa -, ela depositava uma gigantesca bola de algodão. Passava a molhar o troço, enquanto fazia orações.

Aos poucos, do meio do algodão, começava a retirar pregos, cacos de vidro, velas, cruzes e objetos normalmente encontrados em cemitérios. Cheguei ao lugar absolutamente convencido de que era puro charlatanismo. Dona Edelarzil concordou em participar da reportagem. Sim, faria uma sessão especialmente para nossa equipe, com gravação e tudo.

Eu mesmo ficaria ao lado do tanque, para que ela limpasse o meu caminho, retirando do algodão patuás plantados por quem tivesse tentado atrapalhar minha vida. Seguimos, eu e três colegas da TV Globo, todas as recomendações da médium. Fizemos, juntos, uma oração. Fechamos os olhos brevemente.
Em seguida, me aproximei do tanque.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 2: Repórter da Rede Globo Luiz Carlos Azenha, pagina: http://www.viomundo.com.br/arquivo/loucuras-que-eu-vi/sobrenatural-de-almeida/

Dona Edelarzil molhava o algodão, logo transformado em uma imensa bola. Ela fazia orações contínuas durante o ritual. Logo, de dentro do algodão, a médium começou a retirar objetos. Até uma calcinha preta, amarrada, dona Ederlazil me mostrou, dizendo que era mau olhado de alguma ex-namorada.
Nada havia me surpreendido até então.

Eu estava certo de que a médium tinha usado algum truque. De repente, senti uma forte dor no umbigo. Doía mesmo – e eu suava frio. Botei o dedo no umbigo, assustado. Dona Edelarzil pediu para olhar e, de lá de dentro, tirou um besouro vivo. A câmera, sempre ligada, registrou aquele momento.

Era um inseto mesmo, vivinho da silva. A câmera também gravou vozes estranhas. Repórter não acredita em nada até prova em contrário. Fomos embora com uma pontinha de dúvida, certos de que o exame detalhado das imagens revelaria os golpes da médium.

O áudio foi para o laboratório de um perito em Campinas. Ele atestou que os gritos de outro mundo eram, na verdade, variações do timbre de voz de dona Edelarzil. Ou seja, ela mesma poderia ter gravado os sons sobrenaturais.

Como havíamos fechado os olhos durante a oração, ainda que por apenas alguns segundos, concluímos que os objetos retirados do algodão poderiam ter sido plantados ali pela médium. Mas nunca conseguimos uma explicação razoável para a história do besouro. O inseto poderia ter entrado por um vão, entre os botões de minha camisa. Mas não havia sinal disso nas imagens.

No Rio de Janeiro, durante a edição da reportagem, fui chamado pelo editor-chefe da Rede Globo. Era a minha primeira visita à sala do diretor, o falecido Evandro Carlos de Andrade. Ele queria ter certeza absoluta do que havia se passado. Contei tudo, em detalhes. Jamais poderíamos promover o charlatanismo, disse ele. Concordei prontamente.

Decidimos incluir no texto uma frase, no trecho que tratava do besouro: “Pode ter sido um truque. Se foi, não descobrimos qual”. Resolvido o assunto, ele fez uma confissão surpreendente.

Também havia testemunhado um episódio inexplicável: a premonição de um médium sobre uma doença que depois seria confirmada. Ficamos ali, os dois, incertos de nossas certezas. Não, não acreditávamos em bruxas. Mas botávamos fé no Sobrenatural de Almeida.

Texto reproduzida pelo jornal Bom Dia Bauru no dia 4 de dezembro de 2005

B.A.M Moura disse...

Fiquei com uma dúvida, para cada objeto retirado o valor é 14 reais? Ou é 14 reais para cada rolo de algodão que vc desfia? E desse rolo de algodão desfiado pode sair vários objetos ?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

wibiya widget

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. [Bruno Guerreiro de Moraes]