domingo, 1 de março de 2015

Destruição do Patrimônio Histórico da Humanidade, Artefatos Arqueológicos sendo Destruídos - Islâmicos

Destruição do Patrimônio Histórico da Humanidade por Islâmicos
Você Sabe o que é “O Salto Quântico Genético”? [Clique Aqui]


Realmente a coisa foi séria, não foi apenas “replicas” que foram demolidas, esses são monumentos em um sitio arqueológico com milhares de anos de idade

Destruição do Patrimônio Histórico da Humanidade, Artefatos Arqueológicos das Civilizações do Rio Tigre e Eufrates de milhares de anos de idade sendo demolidos por fundamentalistas religiosos. No passado cristãos também fizeram isso. E assim caminha a humanidade...

Obs. Os cristãos no passado também já agiram dessa forma, exemplos de vandalismo perpetrado por cristãos são por exemplo:

- A queima da Biblioteca de Alexandria.
- Demolição e vandalismo contra monumentos Egípcios, tais como os Colossos de Mêmnon.
- Demolição quase completa de diversos templos Gregos dedicados aos Deuses pagãos, incluindo o templo do Oráculo de Delfos.
- Destruição e vandalismo contra diversos templos dos Maias, Astecas e Incas, inclusive a Cidade do México foi construída sob as ruínas da cidade de Teotihuacán, cidade essa destruída pelos cristãos espanhóis...
- Cidade de Puma Punku com mais de 17 mil anos foi vandalizado por cristãos que em diversas vezes a classificaram como “coisa do diabo” já que tal construção supera em todos os aspectos qualquer explicação convencional.
- Diversas estatuas da ilha de pascoa foram vandalizadas, e tabuas com o idioma daquela civilização foram quase completamente destruídas por ordem de padres que a considerava “linguagem do satanás”.

Além desses exemplos, existe muitos outros, os cristãos assim como os Islâmicos são um grupo ideológico estúpido e demente que apenas vive para serem enganados e enganar, resistentes aos estudos, preferem a simplicidade da estupidez carrancuda...

Patrimônio histórico da humanidade perdido para sempre...

Islamic State fighters smash historic statues in Iraq


It looks terrible - vandals of the Islamic State attacking ancient Assyrian statues with sledge-hammers. Nineveh, on the site of modern day Mosul, was the capital of the Assyrian empire that lasted nineteen centuries from 2500 to 605 BC. But, according to archaeologists, most if not all the statues in the Mosul museum are replicas not originals. The reason they crumble so easily is that they're made of plaster.

"You can see iron bars inside," pointed out Mark Altaweel of the Institute of Archaeology at University College, London, as we watched the video together. "The originals don't have iron bars." According to Eleanor Robson, chair of the British Institute for the Study of Iraq, the majority of original statues have been taken to the Baghdad Museum for safe-keeping.

'The winged bull' Nonetheless, the stone winged bull you can see being destroyed is an original, probably one at the gates to Nineveh, dating back to the seventh century. "I think the Winged Bull is very important locally, because it's one of the few objects that hasn't left the country or gone to Baghdad," said Dr Robson. The demolition squad of the Islamic State are following in the tradition of the Taliban who blew up the Buddhas at Bamyan, in Afghanistan, and the Malian jihadi group Ansar al Dine which destroyed mud tombs and ancient Islamic manuscripts in Timbuktu.

They quote suras from the Koran that they say demand the destruction of idols and icons. But iconoclasm isn't just a Salafi Islamic idea. In the 17th Century, puritans, under the rule of Oliver Cromwell, destroyed Catholic holy objects and art in Britain. "We pulled down two mighty great angells, with wings, and divers other angells . . . and about a hundred chirubims and angells," wrote William Dowsing, Cromwell's chief wrecker, after leading his henchmen into Peterhouse college chapel in Cambridge in December 1643.

Countless works of art were lost to history. But such vandalism doesn't just destroy objects. It's also an attempt to deny people their sense of self. "What ISIS does by destroying cultural sites is fundamentally to undermine people's hope," said Dr Robson. "It undermines the cohesion that holds communities and societies together. That's why it's so damaging and so hard."





Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: Destruição do Patrimônio, Histórico da Humanidade, Artefatos Arqueológicos,Destruídos, Islamic State, fighters smash, historic, statues in Iraq,

Um comentário:

Anônimo disse...

só porque a história deles é pifia querem destruir a dos outros

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

wibiya widget

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. [Bruno Guerreiro de Moraes]