quarta-feira, 2 de julho de 2014

Pagina Índice: Os Segredos da Bíblia - Série Sobre as Controvérsias e Fraudes da Bíblia

Você Sabe o que é “O Salto Quântico Genético”? [Clique Aqui]

Paginas Índice:  [Todos os Artigos Contra a Religião] - [Índice  Jesus Uma Fraude!] - [Índice: Os Segredos da Bíblia]

Série Jesus Nunca Existiu - Capítulos: [Jesus Histórico?] - [Crestus o Messias dos Essênios] - [Flávio Josefo, Tácito e Plínio] - [Inteiramente Inventado] - [Incoerências da Bíblia] - [Plágio das Mitologias] - [Um Plágio Oriental] - [Cópia e Cola] - [Nunca esteve aqui] - [Jesus é o DIABO]

A Bíblia é um livro INTEGRALMENTE manipulado, desde a sua concepção, ela já nasceu mentirosa, e continuou sendo cada vez mais mentirosa com o passar dos tempos. Por motivos políticos, sociais e ideológicos a Bíblia foi sendo mudada a seu bel prazer pelos sacerdotes, reis e imperadores para levar a cabo seus planos, ou necessidades na época, para manipular o povo para alcançar seus objetivos de poder e riqueza. A bíblia não tem nada de "Sagrada" nem de "Divina", ela é, isso sim uma criação humana, feita por homens, para passar conceitos de homens, para enganar homens. Deus não tem nada a ver com isso. Ela nunca foi, e nunca será a "palavra de Deus", ela é na verdade o discurso da mentira, uma ferramenta eficiente para enganar e manipular a massa da população.

“A Bíblia é um livro escrito por homens, para divulgar preceitos de homens, para enganar homens... deus não tem nada a ver com isso” [Bruno Guerreiro de Moraes]

- Série - Os Segredos da Bíblia - [1 de 6] - Alienação Cristã - Histórias Falsas - Distorcidas - Mentirosas:

- Série - Os Segredos da Bíblia - [2 de 6] - Terra Prometida? - Sagrada? - Cidade Santa?:

- Série - Os Segredos da Bíblia - [3 de 6] - As Escrituras Proibidas - Censuradas - Modificadas:

- Série - Os Segredos da Bíblia - [4 de 6] - Quem é Jesus? Personagem de Ficção! - Nunca Existiu!:

- Série - Os Segredos da Bíblia - [5 de 6] - Profecias Bizarras - Dementes - Esquizofrênicas:

- Série - Os Segredos da Bíblia - [6 de 6] - Sexo na Bíblia - Luxúria - Promiscuidade - Incesto:



Paginas Índice:  [Todos os Artigos Contra a Religião] - [Índice  Jesus Uma Fraude!] - [Índice: Os Segredos da Bíblia]

Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: Pagina Índice, Os Segredos da Bíblia,Série Sobre as Controvérsias,Fraudes da Bíblia,bíblia sagrada,historias bíblicas,bíblia narrada,bíblia falada,conto de Noé,arca de Noé,parábolas da bíblia,passagens bíblicas,sabedoria da bíblia,mudou meu viver, é o senhor, roberto carlos,superstar, eu estou aqui, jesus chorou, está voltando, meu guia é,filho de deus,luz,nunca te abandona,nos abandona, desiste de você,

20 comentários:

Anônimo disse...

Bruno:

Relendo os artigos dedicados à Bíblia e à polêmica sobre o papel das religiões, quero deixar uma sugestão de leitura de corrobora e amplia tudo o que foi tratado nas sucessivas postagens sobre o tema.

Trata-se do livro ONDE A RELIGIÃO TERMINA? De Marcelo da Luz, ex-padre franciscano, hoje concienciólogo, que, mesclando relatos pessoais e análise cuidadosa, desconstrói os principais pilares do discurso religioso.

Apesar de polêmico, por razões óbvias, o tom do livro não é agressivo, mas bastante cuidadoso e ponderado.

Uma leitura que naturalmente não é recomendada para todos.

Um abraço.

Philemon de Tebas.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Comentário no Facebook:

Christiane Franco:

também acho ridículo! (sobre pastor homofóbico fazendo ameaça de morte contra politico Gay)
só Deus convence o coração do homem!
Deus já tem seus escolhidos!
até muitos que estão dentro da própria igreja não são escolhido por Deus!
ele mesmo diz na sua palavra:
muitos que dirão senhor senhor não entrarão nos reinos dos céus, e muitos vão para a igreja para sua própria condenação:
quantos crentes arrogantes existem aí?
só pensam no dinheiro, status, ostentação, não ajudam o próximo!
muitos são até procurados por pessoas humildes, e muitos que se dizem cristãos, adoradores gospels, que tem até boas condições financeiras, não estão nem aí!
querem platéia!
um dia Deus vai cobrar deles!

Resposta:

Christiane não conte com "salvador" nenhum, salve a si mesma, se converta VOCÊ no Deus. Jesus não passa de uma Fraude do Império Romano, nunca existiu... http://seteantigoshepta.blogspot.com.br/2014/07/pagina-indice-jesus-uma-fraude-serie.html

Mariana Figueira disse...

Você realmente acha que não existiu nenhum Jesus? Mas as escrituras sobre ele são muitos recentes, trinta anos depois apenas. E porque os apóstolos iam morrer por uma mentira? Acredito sim que existiu um Jesus, não como a bíblia fala, com todos esses poderes, mas um líder político, revolucionário para a época. Tem alguma coisa nesse história

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

01- Lamento Mariana Figueira mas você está muito mal informada, sugiro que leia a nossa série de artigos que explica a Fraude que é Jesus, essa é a parte 01 a série toda tem 10 partes: Jesus Cristo Nunca Existiu, ele é uma Fraude! Ficção! - Série de Artigos - Parte 01: Jesus Histórico? - Link: http://seteantigoshepta.blogspot.com.br/2016/08/jesus-cristo-nunca-existiu-ele-e-uma_2.html Trecho:

O Jesus Cristo como é relatado na bíblia na verdade nunca existiu, nunca existiu um milagreiro um ser muito iluminado enviado por deus para salvar a humanidade morrendo por nós... a figura central da religião cristã é na verdade uma concha de retalhos, criado a partir do conjunto de mitos e lendas da época do Imperador de Roma Constantino. O personagem Jesus foi criado para doutrinar as pessoas usando de uma filosofia conformista introduzindo a idéia que a 'recompensa' está no outro mundo depois da morte, então para que se rebelar? Para que lutar por justiça? Dignidade? Melhores condições de vida? Se o 'reino dos céus' não é desse mundo e só pode ser alcançado depois da morte então por que ir contra os tiranos e déspotas? A idéia é simples e brilhante... criar uma figura exemplar para todos seguirem e assim se tornarem dóceis e passivos para então os governantes poderem fazer o que quiserem sem se preocupar com as reações populares. Sentenças tais como: 'Jesus morreu na cruz, e por causa disso ele foi consagrado!', 'Jesus cumpriu o mandamento Divino, se sacrificou, derramou seu sangue, e por isso está sentado ao lado direito de Deus! Faça o mesmo você, se sacrifique, se deixe crucificar, e ai vai se juntar ao filho de deus no paraíso!'. Essas são as diretrizes centrais que é o objetivo final de toda a ficção colocada na bíblia e imposta a massa da população como a 'verdade estabelecida', a 'palavra de deus'. O Imperador Constantino queria acabar com a instabilidade dentro do império romano e aconselhado por filósofos, historiadores, e políticos resolveu que criaria uma religião única e todas as outras seriam proibidas. A religião cristã é uma construção de Constantino, a figura Jesus foi profundamente modificada agregando talentos e feitos míticos de outras figuras religiosas mais populares da época. O Jesus verdadeiro, se existiu, era apenas um homem comum sem poderes não era nada demais talvez apenas um médium como tantos outros da época não se destacava... O cristianismo gnóstico floreou muito as estórias sobre ele e Constantino se apropriou e a modificou ainda mais, e completamente, a ponto dele (Jesus), não ter mais nada a ver com a figura original, (se é que existiu uma “figura original”, pelos estudos nunca existiu). Jesus Cristo é fundamentalmente apenas uma ficção criada pela elite para alienar as pessoas comuns, torná-los passivos e dóceis para aceitarem o sua miséria e decadência. A mensagem é clara, e não deixa duvidas: - 'veja Jesus! Ele aceitou que deveria sofrer e morrer, era a vontade de deus... sigam o EXEMPLO!'

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

02- Pessoa no Facebook:

Opinião minha pelo que ví, vivi, senti e pude perceber... Jesus é mais uma tática de dominação em massa, um personagem criado á partir da figura do que chamamos hoje de hippies, que por acidente acabou dando certo e dominou a mente de gerações e gerações de pessoas presas na terra. Diria que Jesus foi criado por uma das maiores mentes da história, porque seu legado vem destruindo e dominando seus seguidores e pelo visto a coisa só vai piorar. De fato, sua mensagem bondosa não poderia ser diferente, afinal ele é o tal filho do Deus de Israel então obviamente não veio para nada mais do que submeter a grande massa ao escravismo, pesquisem sobre Sionismo.

Engraçado que Jesus como Messias não cumpriu sequer nenhuma profecia , tudo que o novo testamento supõe que ele cumpriu está fora do contexto das profecias originais da Torah , até porque um salvador como os Judeus esperam é impossível. Não entendo porque tanta crença num ser tão nefasto e escravista, os crentes ficam lendo somente essa biblia com "mil" livros á menos e acham que sabem de tudo. No próprio Talmud Judaico está escrito que "Quando o Messias vier, cada Judeu terá 2.800 escravos", outra citação : “No tempo do Messias, os judeus exterminarão todos os povos da terra.”

Em 1673 Bar Nachmani, no “Bammidhar rabba”, fol. 172, c. 4 e fol. 173, c. O Messias que eles esperam irá concluir a promessa de seu deus YHVH de que o “Povo escolhido” irá dominar toda Terra. Obviamente que já se passaram tantos anos nessa espera que hoje em dia a maior parte dos membros do Judaísmo já deixaram de acreditar em tais escritos e, ou não praticam religião nenhuma, ou estão migrando para organizações mais amplas que englobam toda a humanidade e não só um grupo seleto.

Tenho pena, conheço judeus de perto, vejo que por conta dessa história milenar eles sofrem preconceito dos cristãos, preconceitos por sua raça, obvio que há aqueles que fazem por merecer mas não dá para generalizar. Em fim , se esse Jesus é o todo poderoso filho de deus e tudo mais, a história dele é bem cheia de problemas e pelo visto ele mais derrama sangue do que salva alguém com o seu próprio, como os cristãos adoram pregar.

Mariana Figueira disse...

Eu só queria que alguém me explicasse como que Jesus tem escrituras tão próximas de sua morte? Ele é o único personagem da história que tem relatos tão recentes após sua morte. Pedro era amigo de Jesus, ele deixou vários relatos sobre a vida de Jesus, todo historiador acredita que Pedro existiu e que ele é o autor dos seus manuscritos. Então queria que alguém me explicasse isso, como que uma pessoa que conviveu com Jesus, escreveu relatos sobre sua vida e morreu por defender essa causa, iria morrer para defender uma mentira?

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Mariana leu os artigos indicados? Não né?

E quem disse que as estórias sobre Jesus foram mesmo escritas tão poucos anos depois da sua "alegada" morte? A Bíblia? é a bíblia que diz isso? Mas a Bíblia é uma GRANDE FRAUDE uma fraude óbvia.

Suas respostas Mariana está nas paginas que indiquei, se tiver o trabalho de ler...

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Mariana leia novamente o descrição sobre a Bíblia feita aqui no site: Episódio 01: No primeiro episódio é mostrado as mais eloqüentes distorções, contradições, erros grosseiros, modificações escandalosas, acréscimos fantasiosos, etc... que se encontra na bíblia moderna. A conclusão é que a Bíblia já nasceu mentirosa, e com o passar do tempo ficou ainda mais mentirosa, pois governantes, papas corruptos, e interesses políticos modificaram profundamente as escrituras originais, que já eram fantasiosas, e floreadas, e criaram algo ainda mais estranho e sem nexo. A Bíblia é Pura insanidade, e mais insanos ainda são as pessoas que a levam a sério.

Os Segredos da Bíblia: O Canal por assinatura o History Channel resolveu fazer uma série que desmascara a Bíblia de cima a baixo de um horizonte ao outro, essa série foi inspirada numa outra de nome idêntico feita anos atrás pelo National Geographic [Clique Aqui], mas o History foi ainda mais longe, ele mergulhou profundo em toda a problemática, e disseca cada controvérsia, cada falha e contradição existente nesse livro que é tido por milhões como sendo a "autêntica e inalterada palavra de Deus", esse livro que moldou a cultura ocidental, que foi a fonte primeira para muitas neuroses, perseguições, guerras, genocídios, extermínios, preconceitos, paradigmas, etc... na verdade é um livro muito frágil, de textos obviamente confusos e contraditórios, cheios de erros grosseiros e mentiras deslavadas. Mas o History, graças a deus, teve a coragem de desmascarar as farsas, as distorções e assim ele revela claramente que de sagrada a bíblia não tem nada, ela é isso sim, um livro criado por homens, para divulgar preceitos de homens, para enganar homens, deus não tem nada a ver com isso. E se ele existe, deve estar cheio de vergonha perante a demência de suas criaturas, os seres humanos. Como as pessoas podem levar a sério um livro tão tolo? Tão estúpido? Tão sem pé nem cabeça? Só mesmo sendo um lesado para levar a sério a Bíblia, o livro mais Bizarro já escrito...

Leia 10, ou 1000 vezes se preciso ok, estude todas as paginas, vejas todos os documentários, e com o tempo vai ficar claro, cristianismo não passa de fantasias esquizofrênicas.

Mariana Figueira disse...

Eu ja assisti, por sinal baixei todos os episódios. Eu não sou cristã, não acredito em tudo que está na bíblia. Mas acredito sim que existiu uma pessoa chamada Jesus, não o Jesus que está na bíblia. E por existir escrituras tão próximas após a morte dele, é que fico ainda tendo a certeza que existiu. Então eu queria uma reposta sobre as escrituras de São Pedro sobre Jesus, pois todo historiador diz que realmente São Pedro existiu, e São Pedro era apóstolo de Jesus, conviveu com ele. Então são Pedro forjou, mentiu sobre os milagres, são Pedro não conviveu com Jesus ou foi o quê? Todos sabem que Maomé existiu, as escrituras dizem que ele recebeu a palavra de Deus, as escrituras sobre ele também são recentes, mas lógico que não acreditamos nisso também. Minha dúvida é só sobre as escrituras de São Pedro sobre Jesus.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

São Pedro não existiu Mariana, todas as estórias da bíblia é mentirosas, ou tremendamente distorcidas, as afirmações que foram escritas por "uma ou outra pessoa" é falsa, e não pode ser provada, Jesus foi criado a partir da figura de Crestos o Messias dos essênios que fazia ataques terroristas contra Roma nos idos de 60 d.C. A partir de Crestos o imperador Constantino criou o Jesus como descrito na bíblia, sendo que esse "Jesus" é uma concha de retalhos de vários mitos da época.
São pedro é apenas mais uma ficção delirante.

Crestus, o Messias dos Essênios: http://seteantigoshepta.blogspot.com.br/2016/08/jesus-cristo-nunca-existiu-ele-e-uma_10.html Jesus deve a sua existência ficticiosa a Crestus, o Messias dos Essênios, Jesus foi criado a partir dessa figura obscura que pregava a partir de Alexandria no Egito

A resposta Cristã habitual para os que questionam a historicidade de Jesus é manusear vários documentos como “evidência histórica” para a existência de Jesus. Eles normalmente começam com os evangelhos canônicos, ou seja, O Evangelho segundo São Mateus, O Evangelho segundo São Marcos, O Evangelho segundo São Lucas e O Evangelho segundo São João. A afirmação habitual é a de que estes são “registros de testemunhas oculares sobre a vida de Jesus feitas pelos seus discípulos”. A resposta a este argumento pode ser resumida numa palavra: pseudepigráfico. Este termo refere-se a trabalhos de escrita cujos autores ocultam as suas verdadeiras identidades atrás de nomes de personagens lendários do passado. A escrita pseudepigráfica era particularmente popular entre os Judeus durante os períodos Asmoneu e Romano, e este estilo de escrita foi adotado pelos primeiros Cristãos.

Os evangelhos canônicos não são os únicos evangelhos. Por exemplo, há também evangelhos de Maria, Pedro, Tomé e Filipe. Estes quatro evangelhos são reconhecidos como sendo pseudepigráficos tanto por escolares Cristãos como não Cristãos. Eles providenciam uma informação histórica ilegítima dado que foram baseados em rumores e crenças. A existência destes óbvios evangelhos pseudepigráficos faz com que seja bastante racional suspeitar que os evangelhos canônicos (oficiais, segundo a Igreja Católica e Evangélicas) poderão também ser pseudepigráficos. O fato de que os primeiros Cristãos escreviam evangelhos pseudepigráficos sugere que isto era de fato a norma. Deste modo, é quando os missionários afirmam que os evangelhos canônicos não são pseudepigráficos, o que requer provas...

Mariana Figueira disse...

Você está exagerando, tem coisas lá que aconteceram, eu sei que nem tudo é verdade, mas dizer que tudo é uma mentira foi um exagero.

Testemunhos históricos de Pedro em Roma
Os historiadores atualmente acreditam que a tradição católica esteja correta; igualmente, muitas tradições antigas corroboram a versão de que Pedro esteve em Roma e que ali teria sido martirizado.

Clemente, terceiro bispo de Roma e discípulo de Pedro, por volta de (96 d.C.), em sua Epístola aos Coríntios, faz clara alusão ao martírio deste e de Paulo em Roma:
Todavia, deixando os exemplos antigos, examinemos os atletas que viveram mais próximos de nós. Tomemos os nobres exemplos de nossa geração. Foi por causa do ciúme e da inveja que as colunas mais altas e justas foram perseguidas e lutaram até a morte. Consideremos os bons apóstolos. Pedro, pela inveja injusta, suportou não uma ou duas, mas muitas tribulações e, depois de ter prestado testemunho, foi para o lugar glorioso que lhe era devido. Por causa da inveja e da discórdia, Paulo mostrou o preço reservado à perseverança. Sete vezes carregando cadeias, exilado, apedrejado, tornando-se arauto no Oriente e no Ocidente, ele deu testemunho diante das autoridades, deixou o mundo e se foi para o lugar santo, tornando-se o maior modelo de perseverança. .
Inácio de Antioquia, bispo, mártir e também discípulo de Pedro, em cerca de (107 d.C.), em sua Epístola aos Romanos, a qual fora dirigida à comunidade cristã lá situada, refere-se nos seguintes termos ao martírio de Pedro e Paulo em Roma:
"Não vos dou ordens como Pedro e Paulo; eles eram apóstolos, eu sou um condenado. Eles eram livres, e eu até agora sou um escravo".
Papias, bispo de Hierápolis, por volta de (140 d.C.), ao tratar da origem do Evangelho de Marcos, atribui o relatado a João Marcos, companheiro de Paulo e Barnabé, a partir da convivência com os que haviam estado com Jesus, em especial Pedro quando este estava em Roma:
Papias, bispo de Hierápolis, atesta a atribuição do segundo evangelho a Marcos, “intérprete” de Pedro em Roma. O livro teria sido composto em Roma, depois da morte de Pedro (prólogo antimarcionita de século II, Ireneu) ou ainda durante sua vida (segundo Clemente de Alexandria). Quanto a Marcos, foi identificado como João Marcos, originário de Jerusalém (At 12,12), companheiro de Paulo e Barnabé (At 12,25; 13,5.13; 15,37-39; Cl 4,10) e, a seguir, de Pedro em “Babilônia” (isto é, provavelmente, em Roma) segundo 1Pd 5,13.
O bispo Dionísio de Corinto, em extrato de uma de suas cartas aos romanos (170 d.C.) trata da seguinte forma o martírio de Pedro e Paulo:
Tendo vindo ambos a Corinto, os dois apóstolos Pedro e Paulo nos formaram na doutrina do Evangelho. A seguir, indo para a Itália, eles vos transmitiram os mesmos ensinamentos e, por fim, sofreram o martírio simultaneamente.
Gaio, presbítero romano, em 199 d.C.:
Nós aqui em Roma temos algo melhor do que o túmulo de Filipe. Possuímos os troféus dos apóstolos fundadores desta Igreja local. Ide à Via Ostiense e lá encontrareis o troféu de Paulo; ide ao Vaticano e lá vereis o troféu de Pedro.

Mariana Figueira disse...

Gaio dirigiu-se nos seguintes termos a um grupo de hereges: Posso mostrar-vos os troféus (túmulos) dos Apóstolos. Caso queirais ir ao Vaticano ou à Via Ostiense, lá encontrareis os troféus daqueles que fundaram esta Igreja.

Orígenes (185 - 253) responsável pela Escola Catequética de Alexandria afirmou:
Pedro, ao ser martirizado em Roma, pediu e obteve que fosse crucificado de cabeça para baixo
Pedro, finalmente tendo ido para Roma, lá foi crucificado de cabeça para baixo.

Crucificação de São Pedro
Caravaggio, 1600
igreja Santa Maria del Popolo
Ireneu (130 - 202), Bispo de Lião (nascido em Izmir atual Turquia) referiu:
Para a maior e mais antiga a mais famosa Igreja, fundada pelos dois mais gloriosos Apóstolos, Pedro e Paulo." e ainda "Os bem-aventurados Apóstolos portanto, fundando e instituindo a Igreja, entregaram a Lino o cargo de administrá-la como bispo; a este sucedeu Anacleto; depois dele, em terceiro lugar a partir dos Apóstolos, Clemente recebeu o episcopado.
Mateus, achando-se entre os hebreus, escreveu o Evangelho na língua deles, enquanto Pedro e Paulo evangelizavam em Roma e aí fundavam a Igreja.
Formado como jurista Tertuliano (155-222 d.C.) falou da morte de Pedro em Roma:
A Igreja também dos romanos pública - isto é, demonstra por instrumentos públicos e provas - que Clemente foi ordenado por Pedro.
Feliz Igreja, na qual os Apóstolos verteram seu sangue por sua doutrina integral!" - e falando da Igreja Romana, "onde a paixão de Pedro se fez como a paixão do Senhor.
Nero foi o primeiro a banhar no sangue o berço da fé. Pedro então, segundo a promessa de Cristo, foi por outrem cingido quando o suspenderam na Cruz.
Eusébio (263-340 d.C.) Bispo de Cesareia, escreveu muitas obras de teologia, exegese, apologética, mas a sua obra mais importante foi a História Eclesiástica, onde ele narra a história da Igreja das origens até 303. Refere-se ao ministério exercido por Pedro:
Pedro, de nacionalidade galileia, o primeiro pontífice dos cristãos, tendo inicialmente fundado a Igreja de Antioquia, se dirige a Roma, onde, pregando o Evangelho, continua vinte e cinco anos Bispo da mesma cidade.
Epifânio (315-403 d.C.), Bispo de Constantia e Metropolita do Chipre) fala da sucessão dos Bispos de Roma:
A sucessão de Bispos em Roma é nesta ordem: Pedro e Paulo, Lino, Cleto, Clemente etc...
Doroteu de Tiro:
Lino foi Bispo de Roma após o seu primeiro guia, Pedro.
Optato de Milevo:
Você não pode negar que sabe que na cidade de Roma a cadeira episcopal foi primeiro investida por Pedro, e que Pedro, cabeça dos Apóstolos, a ocupou.
Cipriano (martirizado em 258 d.C., Bispo de Cartago (norte da África), escreveu a obra "A Unidade da Igreja" (De Ecclesiae Unitate), onde diz:
A cátedra de Roma é a cátedra de Pedro, a Igreja principal, de onde se origina a unidade sacerdotal.
Santo Agostinho (354 - 430):
A Pedro sucedeu Lino.
Logo, apesar das opiniões divergentes que surgiram a partir da Reforma Protestante, era constante, unânime e ininterrupta a tradição segundo a qual Pedro pregou o evangelho em Roma e lá encontrou o martírio, o que é robustecido pelos escritos dos Pais da Igreja e pela arqueologia.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Mariana Figueira não adianta você ficar desfilando centenas de argumentos infundados, invenções e textos distorcidos, a verdade é simples e óbvia. O tal "Jesus" este mesmo que dizem que é o "Salvador" não salva ninguém, ele não apareceu para salvar os cristãos de serem esmagados numa gruta (tragédia recente) e nem nunca apareceu para salvar cristão algum de tragédia nenhuma em todos os tempos.
A bíblia é um livro de conto de fadas, Jesus apenas um personagem de ficção "carismático", Pedro é outra invenção.

Se gosta de estudar, e averiguar a historia, sugiro que estude método científico, historia da ciência, filosofia da ciência, se precisa e quer idolatrar alguém, então idolatre as figuras que possibilitaram nós dois estarmos vivos e nos comunicando através de um computador a centenas de milhares de quilômetros de distancia.

Idolatre Einstein, Tesla, Isaac newton, Niels Bohr, Max Planck, etc... por que idolatrar figuras míticas, ficção esquizofrênicas se você pode idolatrar pessoas reais que de fato fez a vida aqui nesse miserável mundo se tornar um pouco melhor?
Nem estaríamos vivos caso essas figuras não tivessem existido e feito algo pela humanidade, verdadeiros HERÓIS!

Pedro, Jesus, Paulo e outros personagens são apenas isso, personagens... não são melhores que o super homem ou o Batman, ou qualquer outro personagem de ficção.

Você parece ser uma menina inteligente (que aliás é muito bonita) direcione a sua inteligência para algo mais útil, e entre você também para a historia, ajude a ciência, avance com o pensamento científico, e deixe o seu legado.

Inclusive se quiser casar comigo eu aceito, você faz o meu tipo...

Beijos e Abraços Mariana!

Mariana Figueira disse...

Mas todo historiador acredita na existência de Pedro e Paulo, existem evidências que mostram a passagem deles por Roma. Eu não idolatro ninguém meu amor, eu não sigo nenguma livro religioso e nenhuma religião. Mas eu gosto de todos os tipos de história, inclusive história da religião, gosto de saber o que aconteceu no passado. Eu sei que o Jesus que existiu, não é o mesmo da bíblia. Mas o que me intriga é a existência de Pedro, e os manuscritos de Pedro descrevem como era a vida de Jesus, então queria encontrar uma resposta para isso; Pedro inventou essas histórias de Jesus ou foi o quê? Mas enfim, obrigada pelo o elogio. Como você quer se casar comigo, nem sabe onde moro e nem me conhece? Beijos!

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Olá, desculpe a demora, é que sou muito ocupado, queria te responder antes mas não deu, agora que me sobrou algum tempo. Eu vou insistir em dizer uma verdade muito inconveniente, mas que é a realidade dos fatos. Basicamente falando a bíblia toda é apenas conto de fadas, baseado em mitos e em fatos “reais” porém bastante distorcidos do passado. Esses evangelhos que são adotados como oficiais não passam de pseudoepigrafia isto é, escrito que já nasce mentiroso, isso por que os verdadeiros escritores escondem a sua real identidade alegando que tais textos foram escritos por figuras celebres do passado, mas não foram.

Isso é parecido com eu, por exemplo, pensar numa bela frase mas ao publicar a frase no facebook, ou em qualquer outro lugar, dizer que a frase é de Einstein, assim minha “modesta” frase de “sabedoria” terá muito mais atenção e muito mais consideração do que eu dizer a triste e chata verdade, a de que a frase é na verdade do Bruno GM...
Os primeiros cristãos que seguiam os ensinamentos de crestos, o messias dos essênios, já tinham floreado bastante as estórias do messias, já eram bastante fantasiosas as estórias deles, então começaram a inventar mais ainda com essas pseudoepigrafias várias “igrejas” fabricaram as epigrafias, inclusive pode ser que boa parte delas se trata de psicografias, isto é, escritos que foram “inspirados” ou “ditados” por entidades que no caso é uma fonte bastante controversa e carente de credibilidade como qualquer outro escrito de ficção.

Finalmente Constantino ao resolver pegar essa seita como a base para a criação de uma nova religião, uma religião que seria a oficial do estado Romano em 300 d.C. escolheu entre as dezenas de evangelhos disponíveis apenas 4 e mesmo estes 4 foram intensamente mudados para a conveniência do seu projeto de poder, misturando e fantasiando ao máximo a estória já bastante fantasiosa do suposto “crestos” que hoje conhecemos como “cristo”.

Nesse documentário em 09:30 de duração os estudiosos começam a explicar sobre isso de pseudoepigrafia:
https://www.dailymotion.com/video/x1zve5y_os-segredos-da-biblia-full-hd-farsa-religiosa-ep-01-alienacao-crista_news (Esse é o vídeo aqui da página, não o assistiu ainda?).

Esse texto que você copiou e colou para mim aqui na página é muito simples de refutar, basta prestar atenção na data de cada personagem que “testemunha” a favor da existência de Pedro, e sobre ele ser o “fundador” da igreja católica. Vou colar o texto abaixo e apontar a idade de cada sentença para você perceber isso com clareza.
Você minha cara e bela amiga precisa estudar de fato as minhas páginas, ver os documentários (todos eles) para então ficar claro para você toda a bazofia que é a religião cristã, tudo no cristianismo é baseado em mentiras, fraudes e equívocos imensos. O VERDADEIRO fundador do cristianismo foi o imperador Constantino de Roma, veja pagina sobre ele: Imperador Constantino - Verdadeiro Criador do Cristianismo: http://seteantigoshepta.blogspot.com.br/2013/05/serie-jesus-cristo-uma-fraude-1-de-9.html

Todas estas “estórias” que citou não passa de mentiras deslavadas de pessoas desonestas querendo validar as mentiras adotadas por Constantino para criar a religião “oficial” do império. As datas desses supostos escritos nem sequer podem ser validadas com precisão, temos de “acreditar por fé”.

Próximos posts é apontando as datas das afirmativas que exibiu como “provas” da existência de Pedro, Paulo e Jesus...

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Ps.
Não viu essa pagina ainda: O Lado Negro da Igreja Católica - A História da Igreja, Cristianismo, Bíblia - A Escuridão da Religião Cristã - Segredos do Vaticano, http://seteantigoshepta.blogspot.com.br/2016/07/a-historia-da-igreja-catolica-como-tudo.html

Altamente recomendado para você. Descrição do vídeo:

Observação: O autor do vídeo defende muito o tal de “Jesus” esse ai mesmo que todo mundo fala que é o “Salvador”, mas é de se pensar onde estava (e está) esse alegado “salvador” que supostamente é muito “poderoso” (o único filho de Deus), mas não aparece para salvar ninguém de todas essas atrocidades, que aliás é cometido em nome dele... que “grande” salvador esse em! Se fosse eu o autor dos vídeos não pouparia os cristãos num geral não. Cadê Jesus que não apareceu para salvar essas milhares de milhões e até bilhões que sofreram e sofrem pelas mãos daqueles que se dizem seus servos? Por que o tal do Jesus não faz nada? Será por que na verdade ele nunca existiu? Será por que ele é apenas um personagem de ficção? É... é bem por ai mesmo! Série de vídeos que foi unificado, o dono desses vídeos é o Canal Tio Lu, Link: https://www.youtube.com/channel/UCUA-pQmmsor1nWCqFRr-zSw

Toda a mentira da igreja católica já começa pela própria figura de Jesus que sequer existiu... Jesus nunca existiu, ele não passa de uma fraude, bíblia apenas um livro de ficção. Jesus Uma Fraude! - Série Sobre o Fato Irrefutável de que Jesus é Apenas Ficção, http://seteantigoshepta.blogspot.com.br/2014/07/pagina-indice-jesus-uma-fraude-serie.html

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 01: O texto que colou, e os apontamento das datas de quem afirmou:

Clemente, terceiro bispo de Roma e discípulo de Pedro, por volta de (96 d.C.), em sua Epístola aos Coríntios, faz clara alusão ao martírio deste e de Paulo em Roma.

R: Discípulo de Pedro vivendo em 96 d.C.? Pedro era mais velho que o suposto “Jesus”, o suposto Jesus tinha 33 anos quando foi crucificado, e Pedro? Morreu poucos anos depois do suposto “salvador” certo? Foi crucificado de cabeça para baixo em Roma, não é mesmo? Como o tal clemente poderia ser discípulo de Pedro então? Se clemente estava vivo em 96 d.C. então já fazia 63 anos desde a morte do suposto “salvador”, Pedro viveu tanto tempo depois da morte de Jesus? Por acaso ele não veio a morrer poucos anos depois? E então quantos anos esse clemente tinha quando foi o alegado “terceiro bispo de Roma” ? E mesmo que ele já tivesse mais de 100 anos (pelo menos) por que eu sou obrigado a acreditar em clemente? O tal do clemente não pode estar simplesmente mentindo?

Inácio de Antioquia, bispo, mártir e também discípulo de Pedro, em cerca de (107 d.C.),

R: Esse é o mesmo caso de Clemente, um discípulo de Pedro? Até quantos anos depois de morte do suposto Jesus Pedro viveu?

Papias, bispo de Hierápolis, por volta de (140 d.C.), ao tratar da origem do Evangelho de Marcos, atribui o relatado a João Marcos, companheiro de Paulo e Barnabé, a partir da convivência com os que haviam estado com Jesus, em especial Pedro quando este estava em Roma.

R: Papias foi falar sobre “origem do Evangelho de Marcos” em 140 d.C e isso é fato “histórico”? Jesus já tinha morrido há 110 anos como ele pode saber alguma coisa? Tenho de acreditar apenas por fé?

O bispo Dionísio de Corinto, em extrato de uma de suas cartas aos romanos (170 d.C.) trata da seguinte forma o martírio de Pedro e Paulo.

R: 170 d.C. e o bispo Dionísio acha que pode dizer algo a respeito? Ele tinha uma máquina do tempo?

Gaio, presbítero romano, em 199 d.C. Gaio dirigiu-se nos seguintes termos a um grupo de hereges: Posso mostrar-vos os troféus (túmulos) dos Apóstolos. Caso queirais ir ao Vaticano ou à Via Ostiense, lá encontrareis os troféus daqueles que fundaram esta Igreja.

R: Em 199 d.C. o tal de Gaio acha que pode “provar” alguma coisa mostrando “túmulos” de obvias fraudes? E cadê esses túmulos hoje em dia? Dá para abri-los e fazer testes de datação? Essa é outra afirmação de autenticidade que parece uma piada...

Orígenes (185 - 253) responsável pela Escola Catequética de Alexandria.

R: Esse figura nasceu mais de 150 anos DEPOIS das ocorrências e acha que pode afirmar alguma coisa a respeito? Esquizofrenia pouca é bobagem né?

Ireneu (130 - 202), Bispo de Lião (nascido em Izmir atual Turquia) referiu.

R: Nascido em 130 d.C. mais de 100 anos depois da morte do tal “salvador” e acha que sabe o que realmente aconteceu?

Tertuliano (155-222 d.C.) falou da morte de Pedro em Roma.

R: Ah sim... depois de mais de 150 anos das supostas ocorrências o tal do Tertuliano achou uma máquina do tempo averiguou por si mesmo o que aconteceu de fato, voltou para o futuro e contou tudinho!

Eusébio (263-340 d.C.) Bispo de Cesareia, escreveu muitas obras de teologia, exegese, apologética, mas a sua obra mais importante foi a História Eclesiástica, onde ele narra a história da Igreja das origens até 303.

R: Tá... escreveu sobre a “historia” da igreja católica até o tempo dele, 303 anos mas máquina do tempo ele tinha? Não?? Então por que tenho de acreditar nele? Por “Fé”?

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Parte 02: O texto que colou, e os apontamento das datas de quem afirmou:

Epifânio (315-403 d.C.), Bispo de Constantia e Metropolita do Chipre) fala da sucessão dos Bispos de Roma.

R: Nasceu em 315 e ele é “autoridade” e testemunha ocular sobre os ocorridos?

Cipriano (martirizado em 258 d.C., Bispo de Cartago (norte da África), escreveu a obra "A Unidade da Igreja" (De Ecclesiae Unitate), onde diz: A cátedra de Roma é a cátedra de Pedro, a Igreja principal, de onde se origina a unidade sacerdotal.

R: Cipriano morreu em 258 d.C. e ele é “testemunha ocular”? É outro que tinha máquina do tempo?

Santo Agostinho (354 - 430), Pedro sucedeu Lino.

R: ? Nasceu em 354 e herdou a máquina do tempo do outros? Deve ser essa a “explicação” para ele “saber” tanto?

Então todas as “testemunhas” de que Pedro existiu, mais Jesus, mais o Paulo, são todos nascidos décadas e até séculos depois da morte de cada um dos “santos”? E isso é o melhor de “provas” que a Igreja católica pode apresentar? Ok né...

Agora tá explicado por que preferem o “silêncio”. É bom mesmo esses picaretas se recolherem na insignificância de suas ignorâncias se não quiserem passar mais vergonha.

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Agora respondendo a sua mensagem, e concluindo:

Mariana: Mas todo historiador acredita na existência de Pedro e Paulo,

R: Não sei do que está falando, todos os historiadores SÉRIOS que conheço classifica as estórias bíblicas como contos de fadas para fazer adulto dormir.

Mariana: Existem evidências que mostram a passagem deles por Roma.

R: Não existe não, é tudo fraudes e falácias.

Mariana: Eu não idolatro ninguém meu amor, eu não sigo nenhum livro religioso e nenhuma religião.

R: Gostei do “Meu Amor”. Também te amo lindona!

Mariana: Mas eu gosto de todos os tipos de história, inclusive história da religião, gosto de saber o que aconteceu no passado.

R: Ótimo, também sou assim, somos almas gêmeas, é por isso mesmo que fui atrás para saber e fiquei sabendo de tudo que postei aqui no site e te respondi. Eu sou você amanhã Mariana!

Mariana: Eu sei que o Jesus que existiu, não é o mesmo da bíblia. Mas o que me intriga é a existência de Pedro, e os manuscritos de Pedro descrevem como era a vida de Jesus,

R: Jesus, Pedro e outros personagens da bíblia é ficção, e supostos escritos deles são na verdade pseudoepigrafias, escritos que nascem mentirosos.

Mariana: Então queria encontrar uma resposta para isso; Pedro inventou essas histórias de Jesus ou foi o quê?

R: Na verdade o próprio Pedro é uma ficção, tudo é mentira, tudo é invenção, e no máximo se tratou de pseudoepigrafia baseada em contos e mitos da época. Pode descartar tudo isso como ficção pura e simples...

Mariana: Mas enfim, obrigada pelo o elogio. Como você quer se casar comigo, nem sabe onde moro e nem me conhece? Beijos!

R: Pois é, coisas do coração é assim mesmo, não se explica! Só sei que se você for a super gatinha das fotos no Google + eu CERTAMENTE vou querer te conhecer pessoalmente! Esse é o meu facebook: https://www.facebook.com/BrunoGuerreirodeMoraes e o seu é esse?: https://www.facebook.com/mariana.figueira.75685/about

Se tiver facebook me adiciona como seu amigo, no mínimo esse poderá ser o início de uma bela amizade.

Você faz meu tipo por que eu tenho muito bom gosto para mulher. Mande email, o meu é seteantigos@gmail.com

Até logo! Beijos e Abraços.

Mariana Figueira disse...

Sim sou no g+. Esse perfil do Facebook não é meu. Eu vi seu perfil no Facebook, só me diga uma coisa, você é a favor do Bolsonaro e eu sou que tipo?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

wibiya widget

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. [Bruno Guerreiro de Moraes]