sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Moça Morta por ex-namorado Avisava e Pedia ajuda há 2 meses para todo mundo, ninguém fez nada...

Você Sabe o que é “O Salto Quântico Genético”? [Clique Aqui]

Pagina Relacionada - Ciúmes Prova de Amor? Ou Prova do Ódio, Orgulho e Egoísmo do Ser Humano? [Clique Aqui]

Foi assassinada e ele ainda pode ficar com o corpo dela por 2 dias, veja a Reportagem In loco: [Clique Aqui]
Psicopatas - Serial Killer - Maniacos - Documentário: [Clique Aqui]
Maniaco do Parque Psicopata: [Clique Aqui]

Artigo G1:
05/11/2015 12h47 - Atualizado em 05/11/2015 13h08

'Disse que ia me matar, esquartejar', relatou dançarina morta em São Paulo
Em mensagem de voz à família, Ana Carolina falou de ameaças de ex.
Ela foi encontrada morta em seu apartamento nesta quarta, na Zona Sul.
Linda Moça assassinada brutalmente por causa de Ciúmes

A dançarina cearense Ana Carolina de Souza Vieira, de 30 anos, encontrada morta na manhã desta quarta-feira (4) no apartamento em que morava, na Zona Sul de São Paulo, havia mandado mensagens para a família pelo celular alertando sobre ameaças de morte vindas do ex-namorado. "Ele disse que ia me matar, que ia me esquartejar”, disse a vítima em uma gravação. Em outras mensagens, Ana Carolina chora ao falar que vinha sendo perseguida. "Não aguento mais o Anderson me ligando, cara, ai meu Deus. Isso é uma tortura. Eu não sei mais o que fazer, eu não sei mais pra quem pedir", disse em outra mensagem. O ex-namorado Anderson Rodrigues Leitão, de 27 anos, foi preso nesta quarta e confessou o crime. Ele alega ter matado a modelo depois de uma briga. Levado inicialmente ao 91 DP, já foi transferido nesta quinta-feira (5) para o Centro de Detenção Provisória de Pinheiros. Ele morava em Fortaleza, de onde viajou de avião para a capital paulista na sexta-feira (30), e insistia em encontrar a vítima. O medo da dançarina encontrar com o ex é revelado por mensagens de Whatsapp no grupo da família, ao qual o G1 teve acesso.

Confissão

Anderson confessou à polícia que matou a dançarina na noite de segunda-feira (2) e ficou dois dias com a ex-namorada morta. Ao G1, ele revelou que maquiou o rosto e penteou o cabelo dela após o crime. Ele chegou a São Paulo na sexta-feira e foi direto para o prédio de Ana Carolina. Segundo a polícia, ele chegou a entrar no condomínio, mas foi retirado do local pelos zeladores atendendo a um pedido da dançarina, que foi orientada pela família a proibir a entrada dele. Na última segunda, no entanto, ela permitiu que o ex-namorado subisse após ele insistir muito.

Ameaças

Em uma das mensagens que o G1 teve acesso, uma das tias pediu para que a sobrinha tomasse cuidado ao sair do prédio. Carol, como a dançarina era chamada pelos parentes, tranquilizou a família dizendo que já tinha proibido que ele entrasse no prédio. Uma amiga de infância da dançarina disse ao G1 que Ana Carolina tinha revelado várias vezes ameaças feitas pelo ex-namorado. Ela pediu para não ser identificada. "Conversei com ela pela última vez no domingo (1º), mas agora não sei se era ela que estava respondendo ou ele. Mandei mensagem para ela hoje [quarta-feira] e a mensagem foi visualizada, só que ela já estava morta". A polícia informou que o ex-namorado foi preso com o celular da vítima. A tia de Ana Carolina disse que não gostava do ex-namorado da sobrinha e que ele já tinha invadido a casa da mãe da dançarina e cuspido na cara dela. "Ele já tinha feito várias ameaças, isso ela contou por mensagem. Ela falou que não queria mais ele. Ela veio embora para São Paulo e ele veio atrás para matar", disse Margarida Ferreira.

Ciúmes

Anderson confessou à polícia ter matado a bailarina por ciúmes. Preso no 95º Distrito Policial (Cohab Heliópolis), na capital paulista, Anderson disse que estrangulou a ex-namorada e contou ainda que tomou veneno de rato para morrer abraçado com ela. Formado em administração, ele vai responder por homicídio e ocultação de cadáver. Em entrevista exclusiva ao G1, Anderson deu detalhes do crime e sobre como tentou se matar depois de ter assassinado Ana Carolina. (veja no vídeo abaixo)
"Estrangulei com minhas próprias mãos. Comprei chumbinho, veneno de rato, porque eu queria morrer abraçado com ela. Fiquei com ela morta dois dias", disse Anderson. Segundo ele, o casal teve uma discussão na segunda-feira. "Ela foi pra cozinha e disse pra eu não mexer no celular dela. Eu mexi e vi umas fotos, umas mensagens de Whatsapp e não gostei. Fiquei com ciúmes".

Ana Carolina teria reclamado da atitude de Anderson. "Ela disse que eu era muito invasivo e começamos a discutir. Ela me arranhou e, como sou mais forte, inverti a situação. A gente estava na cama. Ela morreu estrangulada. Tentei reanimar, mas não tinha mais jeito." Anderson afirma que, então, comprou veneno para se matar. "Comprei chumbinho, veneno de rato, porque eu queria morrer abraçado com ela". Ele diz que ficou dois dias com o corpo de Ana Carolina no apartamento, "esperando o veneno fazer efeito". Com o tempo, o cheiro começou a incomodar os vizinhos. "Coloquei incenso porque tinha recebido uma ligação do porteiro falando do mau cheiro. Queria esconder o cheiro." Em sua página no Facebook, Anderson postou momentos antes de ser preso a seguinte frase: "Deus tenha misericórdia de nossas almas. Adeus a todos." Na rede social, ele afirma ser gerente de uma paleteria mexicana em Fortaleza.

Bailarina tentou vaga no Faustão

O irmão da vitima, Igor Vieira, diz que soube da morte da irmã por um tio que mora em São Paulo. Ele e os pais irão viajar para São Paulo na noite desta quarta-feira. Igor confirmou que a irmã participou em junho deste ano do concurso “Bailarina do Faustão”. "Ela estava em São Paulo há pouco mais de um ano, tentando a vida como modelo", disse Margarida de Souza Barbosa, tia de Ana Carolina.

Psicopata louco, Anderson Rodrigues Leitão descontrolado e mentiroso, matou Ana Carolina num surto de ciúmes


Crime foi premeditado, acusa parente da dançarina assassinada

“Ele chegou ao ponto de dizer que se a polícia fosse atras dele, ele ia mutilá-la”, denunciou uma prima de Ana Carolina Vieira, Artigo no Original - [Clique Aqui]

“Ele foi para São Paulo pra matá-la agredi-la. Dizer que viu mensagem de traição é mentira”. A acusação é da empresária Mara Dalila Gomes, prima da dançarina cearense Ana Carolina Vieira, morta na última segunda-feira (2) na capital paulista. Segundo ela, as ameaças do ex-namorado Anderson Rodrigues Leitão, que confessou o crime, começaram há dois meses. Segundo ela, o suspeito esteve na portaria do prédio de Ana Carolina na sexta-feira (31). Como foi impedido de entrar, simulou que voltava para Fortaleza. “Ele fingiu que estava indo embora na sexta. Mandou fotos para minha tia (mãe da dançarina), dizendo que estava no avião. Só que ele não veio”, relata Mara. A prima também disse que, apesar das ameaças terem começado dois meses antes, a vítima não prestou queixa. “Ela achava que, se fizesse isso, ia piorar a situação”, afirma. “Ela ficava dizendo 'amanhã eu vou, amanhã eu vou', mas nunca foi”, acrescentou. “Ele chegou ao ponto de dizer que se a polícia fosse atras dele, ele ia mutilá-la”, completou a empresária.

Mara Gomes informou ainda que Anderson leu as mensagens enviadas à Carol, como era conhecida. “Falei com ela no domingo e, desde então, não consegui falar mais. Na segunda ele ficou visualizando as mensagens dela”, disse. “As respostas eram coisas como 'oi', não era ela quem respondia”, concluiu. O comportamento violento dele teria começado no dia do término da relação. “Ele está se passando como um homem traído. Mas o que existe é um louco que há dois meses teve uma briga com a Carol, esmurro o carro dela, a parede, cuspiu nela e achou que ia voltar ao normal depois”, relata.

“Eu não sabia quem era ele antes. Não conhecia a pessoa que passou o natal com a nossa família, que frequentava nossa casa”, afirmou. “Foram dois meses de tortura psicológica e ameaças. Se tivéssemos tomado uma providência, talvez isso não tivesse acontecido”, lamenta.

No FaceBook 

Fernando De Castro Leonhardt: Muitos matam "por amor". Eles sequer suspeitam o que seja isso. O que eles sentem são paixões animais com uma dose de tesão, misturada com baixa auto-estima e sentimento de posse. Faça um favor à si mesmo (a). Fique sozinho (a) e consiga chegar até o fim da vida sem ser assassinado por psicopatas como este.

Bruno

Ele é um psicopata, todas as mulheres deveriam estudar e saber o que é isso, e verificar logo no primeiro mês se o namorado que arranjou é um, Documentário - [Clique Aqui].  Estudem o caso do Maniaco do Parque - [Clique Aqui]

Imagens, linda moça assassinada por causa de ciúmes

Bruno Guerreiro de Moraes, apenas alguém que faz um esforço extraordinariamente obstinado para pensar com clareza...

Tags: Imagens, linda moça, assassinada, causa, ciúmes, ciúme, Linda Moça,assassinada,brutalmente, dançarina, cearense,Ana Carolina de Souza Vieira, apartamento, em que morava, na Zona Sul de, São Paulo, g1, Psicopata louco, Anderson Rodrigues Leitão, descontrolado, mentiroso, matou Ana Carolina, num surto de ciúmes,

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

wibiya widget

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. [Bruno Guerreiro de Moraes]