quarta-feira, 21 de março de 2012

Terra ‘Santa’ - Zona de Guerra - Jerusalém - Israel - Religião - Cristianismo - Islã


A “Terra Santa”, como poderão ter a oportunidade de ver nesse DOC não é nada “santa”, ela na verdade é bem satânica, com pessoas fanáticas convergindo do mundo todo para lá, e guerreado entre si. Bombas caindo, atentados terroristas, medo, tortura, fome, decadência material e moral completa. Toda aquela área está podre, assim como as religiões que nasceram lá, Cristianismo, Islamismo, Judaísmo são as religiões mais sanguinolentas e estúpidas já criadas em todos os tempos, o que há de 'Santo' então na “Terra Santa”? Nada... que ironia em...tsk,tsk,tsk... Mais sobre Religião - [Clique Aqui]. 
  
Veja o DOC, apesar de dividido em varias partes no Youtube, aqui ele passará como se fosse apenas 1 de longa duração:

Lista de Reprodução [Clique Aqui]

 Terra Santa? Onde?? 

Tel Aviv

 De 'Santa' não tem nada...

2 comentários:

Diamond disse...

Olá Bruno Guerreiro de Moraes,Gostei muito de seu Blog,você parece ser uma pessoa bem sábia.Eu vou deixar meu Skype aqui,queria muito que você me adicionasse. willian_egt@hotmail.com / diamond.martins

Bruno Guerreiro de Moraes disse...

Jesus não Salva piedosos cristãos de serem esmagados dentro de uma gruta, mais de 10 pessoas morreram, estavam rezando para Jesus Cristo e este "salvador" não salvou seus devotos... Jesus, o Salvador que não salva ninguém... Artigo: http://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/2016/11/teto-de-gruta-caiu-no-momento-em-que-fieis-rezavam-diz-testemunha.html Teto de gruta caiu no momento em que fiéis rezavam, diz testemunha. Homem presenciou desabamento em Santa Maria do Tocantins. 'Todo mundo saiu correndo e parentes das vítimas ficaram gritando', relata.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

wibiya widget

O que Está Acontecendo?

- “Lamento, eu lamento muito... mas a maior revelação que o ‘Salto’ trás não é consolador, mas sim perturbador. O Mundo em que estamos é um campo de concentração para extermino de uma Super Potencia do Universo Local”. [Bruno Guerreiro de Moraes]